Moda

Kozii, uma marca portuguesa made in mundo

Pensada em Portugal e produzida com tecidos e estampagens feitos na Índia, é uma marca que conta a história nómada de quem a criou e é tudo o que parece: confortável, sustentável e cool.

A carregar o vídeo ...
12 de abril de 2021 | Patrícia Barnabé

"Foi muito natural e orgânico", diz-nos Cecília Silva por Zoom a referir-se à vida que a levou à Kozii, mas podia estar a falar da sua próxima colecção. Aqui não existe artifício, o que nos faz respirar fundo quando olhamos para as suas peças que recusam a pretensão. Sempre viajou muito, é filha de diplomatas e criou, também ela, uma família com esse espírito aberto ao mundo. Viveu "aqui e ali com os pais na Bélgica e Estados Unidos, e estudou em Nova Orleães, São Francisco e Vancouver, onde se formou em Antropologia Cultural e Artística que, segundo ela, é quase Filosofia "porque mais do que estudar diferentes culturas, quer entender o ser humano."

Kozii
Kozii

Acaba o curso em 2000 e regressa a Portugal, nesse verão vai parar ao festival Boom: "Fiquei fascinada com aquela cultura de viagem". Viaja seis meses para a Índia e leva contactos e ideias na mala: "Tinha um propósito que era fazer qualquer coisa com a população local." Neste caso, foi roupa, sempre adorou texturas, e foi uma "experiência: procurar tecidos, técnicas, escolher costureiros e quem fazer a produção." E escolheu Hampi, "um lugar muito bonito." Começa a vender o que produziu em "pequenas lojinhas de festivais e correu bem", recorda. Por isso, conforme os anos foram passando, aventurou-se por outros países e diversificou as coleções com detalhes em pele vinda da Tailândia, pedrarias do México, bordados Maias da Costa Rica e da Guatemala, e sementes dos índios Patachó, no Brasil. "A ideia era viajar, conhecer o país e descobrir materiais e pessoas que os trabalhassem bem, para depois os trazer e vender."

Kozii
Kozii
Kozii
Kozii
Leia também

E assim foi por oito anos, até sentir estar a repetir-se. Conhece o Nuno, que vem a ser o seu marido, compram uma casa em Trancoso, e mudam-se para o Brasil por três anos. Na altura, 2010, decide afastar-se um pouco da roupa e fazer um mestrado em direção e gestão de marketing na Universidade de Barcelona. Têm uma filha e mudam-se para Vila Nova de Milfontes onde abrem um restaurante que continua "a ideia de viagem", enquanto iam ver o mundo sempre que possível. Ao fim de quatro anos perceberam que a restauração e a vila alentejana não lhes estavam destinados e arriscaram mais a sul, numa cidade pela qual sempre tiveram "uma certa paixão": Tavira. Mudam-se em 2014, o ano em que nasce a Kozii. A primeira coleção chamou-se Natural Disaster: "Éramos nós, sempre a mudar!", ri-se. Compraram uma casa com jardim onde acolheram um cão que encontram no lixo e sentiram que pertenciam: "Há muitos anos que Tavira atraía gente alternativa e com uma visão de sustentabilidade, pessoas que estavam a viajar e acabaram por ficar. É uma cidade muito antiga e boémia, tem muitos artistas, é diferente do resto do Algarve". Os nómadas sedentarizaram-se? "Acho que sim, mas connosco nunca se sabe!".

Cecília e Nuno, fundadores da Kozii
Cecília e Nuno, fundadores da Kozii

Cecília desenha a roupa e os padrões da Kozii, a impressão é o trademark, mais propriamente a técnica wax de Batik, uma estampagem de tecido à base do antiquíssimo block printing. Agora vai usando a serigrafia e gostava de experimentar o printing digital. E produzir cá? "A India é incomparável porque eles são muito abertos à experimentação, o que é muito interessante; para eles ‘tudo é possível’, estão sempre a dizer. E são milhares de anos a trabalhar uma grande quantidade de técnicas de tecelagem e estampagem e a distribui-las para o mundo inteiro. Mas não está posto de parte preparar lá os tecidos e costurar as peças cá", sublinha Cecília. Até porque faz cada vez mais sentido produzir localmente. Para as estações mais frias, ela mistura estes tecidos com as lãs portuguesas. E embora a marca tenha sempre uma coleção de inverno e uma de verão, esta tem sempre mais procura, por isso Cecília acrescenta-lhe uma coleção-cápsula. Tem naturalmente uma linha de básicos, os best-sellers, e vai introduzindo modelos novos e padrões diferentes. Agora vai lançar uma colecção à base de flor de lótus orgânico, uma só a preto e branco, Black is black, que "está muito bem conseguida", uma colorida chamada Element e a Wax nova. "Depois posso ir à India descobrir coisas novas!", ri-se.

Leia também
Kozii
Kozii
Kozii
Kozii

A Kozii é uma marca maioritariamente feminina, mas também tem camisas e calças de homem e algumas peças de criança. "Desenhámos a Kozii com esta visão que tínhamos de Tavira". E se a ideia era viver de brisa, pé descalço e duma pequena loja, foram atropelados por um "sucesso descomunal". Ao contrário da tendência, desenvolveram a venda direta e só investiram no online durante a pausa da pandemia. Têm quatro lojas, duas em Tavira, uma na Praia Verde e a mais recente em Lagos, "numa casa antiga com grande janelas e pé direito alto", inaugurada duas semanas antes do primeiro confinamento. São oito empregados fixos e são mais no verão "uma equipa espetacular". Continuam a trabalhar com a mesma fábrica, em Jaipur, no estado do Rajastão "que tem vindo a crescer connosco", e todos os anos procuram novas fábricas com novas especialidades.

O nome Kozii vem do facto do seu "valor mais ressonante ser o conforto, é o que procuramos a todos os níveis" explica Cecília. A seguir vem a sustentabilidade: "A marca começou por ser uma extensão da nossa experiência de vida e só depois nos disseram que nós éramos sustentáveis", sorri. "Agora é uma expressão over used , um carimbo, até perde um pouco o seu significado, o que me deixa irritada, mas é bom e maravilhoso que seja levado a sério. Já não estamos em tempos de pensar de outra maneira que não seja globalmente." Estavam com contactos na Austrália para tornar a Kozii internacional, "com reuniões todas as manhãs, e de repente dissemos que não. Tivemos de controlar o seu crescimento para não perder a qualidade de vida", diz. "Mas tem sido uma aventura".

Kozii
Kozii
Kozii
Kozii
Leia também
Saiba mais moda, marca, Kozii, roupa, Portugal, Tavira, Índia, mundo, nómada, viagens, sustentabilidade, conforto, coleção
Mais Lidas