Moda / Tendências

Buzina, a marca portuguesa para mulheres que adoram arriscar na moda

A coleção Helena Milena é uma aposta da designer e fundadora da marca em novas peças, materiais e cores, alinhada com um mindset autêntico e sustentável.

A carregar o vídeo ...
01 de abril de 2021 | Rita Silva Avelar

Estudou Psicologia, mas não resistiu à Moda quando este fascinante universo lhe piscou o olho logo bem cedo. "Sempre estive ligada à moda. Vivo num sítio onde a indústria têxtil é fortíssima [Famalicão], e a minha avó materna foi modista, e fui criada com ela. Cresci entre tecidos e agulhas" começa por contar à Máxima Vera Fernandes, 39 anos, designer, fundadora da portuguesa Buzina.

Buzina para primavera/verão 2021
Buzina para primavera/verão 2021 Foto: Buzina

Tudo surgiu de forma quase instantânea. Quando foi mãe, decidiu criar um negócio ligado ao vestuário infantil. "Vendia alta-costura infantil, dava prioridade às marcas nacionais, porque achava que havia uma lacuna grande nessa área. Abri uma loja e percebi que as mães gostavam sempre muito da forma como me vestia. Eu já tinha uma modista que fazia as minhas roupas, e foi meio caminho andado para começar a criar a idealizar [peças]." Hoje em dia, todas as peças são desenhadas por si. "Como eu não tinha muito dinheiro quando criei a Buzina, tive que me servir de stocks existentes e com poucos metros de tecido, o que criou uma ideia interessante, o que acaba por ir ao encontro do novo paradigma da moda" explica, referindo-se à sustentabilidade, que desde sempre traça as origens da marca.

Buzina para primavera/verão 2021
Buzina para primavera/verão 2021 Foto: Buzina
Leia também

Sobre a nova coleção, diz que arriscou em novos materiais, que como já é costume têm origem (quase todos) em fábricas locais, e de stocks que já existem. "A sustentabilidade tem a ver o facto de não necessitarmos de produção dos tecidos". Na coleção desta primavera, Helena/Milena, "mantêm-se as peças muito volumosas, introduzimos as gangas, através de stocks [com sobras] existentes em fábricas. Tentámos manter o ADN da Buzina mas com novos materiais, como o algodão e a ganga. A Buzina é muito conhecida por trabalhar o tafetá, mas desta vez quisemos reformular alguns modelos que já tínhamos com outros materiais com que nunca trabalhámos antes" diz.

Buzina para primavera/verão 2021
Buzina para primavera/verão 2021 Foto: Buzina

"A Buzina também não é muito de apostar em padrões, mas desta vez quisemos fazê-lo (...) O algodão é ótimo para a altura do verão, e foi um dos requisitos para escolhermos esta matéria-prima. Usámos a estampagem de um dos nossos logos lançados na ModaLisboa, o das girafas, e usámos em várias peças", entre elas um vestido bestseller de corte volumoso, esvoaçante e acetinado, que já é parte da imagem irreverente da Buzina. Todas as peças são feitas em atelier por uma equipa de costureiras que fazem cada peça do início do fim. "Eu faço questão que elas conheçam a história de cada peça. O "assédio" para mandar isto para a indústria é grande, mas eu não trabalho stocks, ou seja, trabalho à medida que as peças me pedem as peças. Não é pre-order, porque há peças prontas a vender."

Buzina para primavera/verão 2021
Buzina para primavera/verão 2021 Foto: Carlos Teixeira
Leia também

Sobre a campanha, diz: "Eu costumo dizer que a Buzina é para todas as mulheres. Já fazíamos as campanhas com duas mulheres, desta vez surgiu a Helena e a Milena. Quisemos apostar em padrões florais e, por isso, fez sentido fotografar a campanha num ambiente rural", com imagens captadas por Carlos Teixeira em analógica. "A seguir ao shooting fiquei muito entusiasmada, ando eufórica. Uma semana antes fico nervosa, acontece-me sempre antes do lançamento das coleções sentir uma necessidade de me "retirar", para estar um pouco mais introspetiva. Acho que são só nervos" (risos).

Buzina para primavera/verão 2021
Buzina para primavera/verão 2021 Foto: Carlos Teixeira

Estar presente na ModaLisboa foi decisivo para a amplificação da marca, o que já aconteceu várias vezes. "Foi uma surpresa agradável, porque pode-se dizer que a semana de moda em Portugal está atenta às marcas que estão a aparecer, e é bom saber que podemos contar com isso." Conquistar um novo publico é maior desafio da Buzina. "No fundo é crescer em posicionamento e em reconhecimento." Para apresentar a coleção, a Buzina lançou um fashion film com realização de Gustavo Imigrante e styling de Tânia Dioespirro.

A coleção Helena/Milena fica disponível a 1 de abril de 2021, nas redes sociais e no site da marca.

Leia também
Saiba mais Buzina, Helena/Milena, Moda, Estilo, Tendências, Marca, Portuguesa, Vestidos, Tafetá, Nacional, Fábrica, Designer, Nova coleção
Mais Lidas
Atual Uma novela gráfica dedicada à sexualidade feminina

Com um olhar atento e mordaz, a artista sueca Liv Strömquist expõe, na novela gráfica ‘O Fruto Proibido - Uma História Cultural da Vulva’, as mais diversas tentativas de domar, limitar e padronizar o sexo feminino ao longo da História. Acaba de ser publicada em Portugal e é tão divertida como acutilante.