Feminismo: para os rapazes da geração Z, o que é demais enjoa

Um alarmante estudo recente da King's College London avisa que os jovens do género masculino e feminino da Geração Z têm opiniões opostas sobre o feminismo, o que poderá causar uma fratura. Dos rapazes entre os 16 e os 29, 16% diz que o feminismo fez mais mal do que bem à sociedade.

+Carregar mais