Moda / Shopping

Estes ténis são portugueses, minimalistas e feitos para durar

A aparente simplicidade esconde processos complexos e a prova está nas criações da Jak Shoes, a marca portuguesa dedicada a ténis unissexo, de qualidade e intemporais. A Máxima falou com os fundadores.

09 de agosto de 2021 Joana Moreira

Quando se sentam connosco via Zoom, Isabel Silva e José Reffoios encontram-se distantes. Ele em afazeres fala-nos a partir do carro. Ela conversa connosco a partir da fábrica onde se produzem os ténis da JAK Shoes. A azáfama está explicada: é que a marca portuguesa prepara-se para abrir mais uma loja, desta vez no Chiado, em Lisboa.

O trabalho na fábrica da marca.
O trabalho na fábrica da marca.


Antes de lançar a JAK, Isabel e José, ambos lisboetas, já partilhavam histórico no calçado. Trabalhavam juntos numa outra marca, a Officina Lisboa, quando decidiram fazer um primeiro teste no universo dos ténis. Fizeram um modelo e colocaram-no na montra da loja que tinham no Príncipe Real. "Começou logo a correr muito bem! As pessoas começaram a comprar, a comprar uma segunda vez, a fazer perguntas e a dizer que eram muito confortáveis", recorda José. A satisfação de quem comprava, aliada à visão de futuro, fê-los pensar. "Começámos a perceber que no mercado não havia muitas marcas de ténis [com vendas] diretas ao consumidor final de ténis, dentro do target que nós queríamos, feitas em Portugal, com um design minimalista", diz. Em 2014 lançaram a JAK, e as suas suspeitas confirmaram-se. "[A Officina Lisboa] vai acabar. Mantivemos as duas marcas até ao ano passado, mas à medida que os JAK foram ganhando preponderância, a Officina deixou de fazer sentido", explica o fundador.

Os dois fundadores da marca
Os dois fundadores da marca "Jak".


Neste percurso entre etiquetas aprenderam bastante, admitem, tendo alterado o próprio modelo de negócio. Nesta nova marca não há grandes coleções, nem saldos. "Este ciclo está muito associado à venda em loja, e nós queríamos precisamente o oposto", diz José. A JAK é o resultado dessa aprendizagem. A produção tem por base o conceito de slow fashion. A marca não lança coleções, mas antes modelos individuais, unissexo, intemporais, com linhas simples e feitos para durar. "Queríamos combater desde o início aquela filosofia que havia quando eramos miúdos de que quando os ténis estavam sujos iam para a máquina de lavar, andavam ali aos trambolhões, ficavam feitos num oito e passado uns tempos tinham de ir para o lixo", diz Isabel, que desenha todos os modelos da JAK. "Nós queremos combater isso. Os ténis não são para ir para a máquina de lavar, se as pessoas tratarem deles eles vão durar", alerta. Por isso, a marca vende também kits de tratamento para manter o aspeto dos sapatos e ajudar na sua longevidade

Coleção de verão de 2021 da marca
Coleção de verão de 2021 da marca "jak".


Os ténis da JAK são feitos, na sua maioria, em couro, e custam entre 150 e 170 euros. A produção é 100% nacional, em fábricas no norte do país, com destaque para Santa Maria da Feira. A venda é direta aos consumidores, através do site, e das lojas físicas, uma no Porto, outra em Lisboa.

Coleção Vantage.
Coleção Vantage.
1 de 1
Saiba mais
sapatilhas, ténis, nacional, modelos, slow fashion, elegante, couro, unissexo, qualidade, intemporal, simplicidade
Leia também

Kozii, uma marca portuguesa made in mundo

Pensada em Portugal e produzida com tecidos e estampagens feitos na Índia, é uma marca que conta a história nómada de quem a criou e é tudo o que parece: confortável, sustentável e cool.

Serão estes os ténis mais velozes da história?

A nova geração das mais icónicas sapatilhas de corrida da Adidas têm agora um modelo exclusivamente feminino. Por mulheres para mulheres, eis os novos adidas Ultraboost, um modelo que nasce da análise dos pés de mais de um milhão de corredoras.

As Mais Lidas