Atual

Estes são os signos com mais dificuldades em encontrar o amor

Há signos que partem numa busca incansável, e por vezes dececionante, pela fusão com o outro. Descubra porquê.

A carregar o vídeo ...
17 de novembro de 2022 Andrea Pereira

Quais são os signos com maior e menor dificuldade em encontrar o amor? A pergunta não tem uma resposta única nem simples, já que são muitos fatores que influenciam o perfil astrológico de cada um. Sabemos, no entanto, que, no que toca às relações, quem nasceu com Plutão em Balança ou em Escorpião tem enfrentanto vários desafios. Falamos das pessoas nascidas entre 1971 e 1986 (Plutão em Balança) e entre 1984 e 1995 (Plutão em Escorpião). São gerações que cresceram num mundo mais livre, com cada vez menos descriminação e cada vez mais liberdade sexual, mas cujas relações amorosas têm chocado com a realidade: "então… isto é que é o amor? Os foguetes e as borboletas a voarem por todo o lado, onde estão?" O mesmo pode acontecer com quem tem muitos elementos em Balança ou Escorpião no seu mapa astral. Explicamos porquê. 

Balança e Escorpião são os arquétipos das relações. Balança representa a vontade de aprender a não perder a individualidade e a ter relações de igual para igual, com a mesma divisão de poder. Por vezes este signo põe em causa a sua identidade e passa a ser o alter ego do parceiro. Com Escorpião, a sexualidade assume uma forma de fusão com o outro, mas depois há a descoberta de que esta afinal não é o suficiente. Há a necessidade de perceber com quem é que se quer relacionar para não trazer dramas dispensáveis. As relações significam uma perda de poder grande, pois o foco fica no outro e o que é preciso trabalhar ao nível do subconsciente vem à superfície, trazendo uma complexidade ao relacional que pode ser traumática.  Como trabalhar estas dinâmicas? 

O essencial a reter é que as relações que estabelecemos externamente (Balança) vão ser o resultado da relação que estabelecemos internamente (Touro). Balança pode ser muito mental, construindo grandes expectativas e projetando no parceiro muita da perfeição que procura. A geração de Plutão em Balança, bem como as pessoas que têm este signo muito marcado na sua identidade astral estão a aprender a não ser tão mentais e a ser mais instintivas. Estão a aprender a dizer não quando querem dizer não, e a libertar-se do querer agradar o outro, de forma a não perder o centro da sua identidade. Estão a aprender a ser mais egoístas, como por exemplo o arquétipo de Carneiro.

Já o arquétipo de Escorpião está a evoluir para o Touro. A autoestima e autossuficiência devem levar a um abrandar, ajudando a perceber com quem se deve partilhar o seu espaço ou não. Dar tempo para ver realmente o outro e os seus valores, antes de embarcar na partilha íntima, levando muitas vezes a dramas escusados. Por outro lado, reconhecer que o foco mental no outro em excesso é negativo, reorientando o foco para as suas próprias necessidades, a noção do que se quer e não quer na relação, o que se procura e o que não se procura. No lugar de perder poder na relação, a geração de Plutão em Escorpião e quem é muito "escorpiónico", estão a prender a colocar o foco em si, e naquilo que precisam, conquistando poder interno no plano relacional. 

Saiba mais
Mundo, Diversão, Horóscopo, Signos do Zodíaco, Relações
Leia também

Horóscopo dezembro: Touro, Virgem e Capricórnio

Os acontecimentos que irão marcar o mês dos signos do elemento terra nas áreas mais importantes da vida: amor, saúde, dinheiro, família e trabalho. Estas são as previsões de Andrea Pereira, especialista em astrologia.

Horóscopo dezembro: Gémeos, Balança e Aquário

No mês da festas, os signos do elemento ar podem esperar acontecimentos marcantes em áreas como amor, saúde, dinheiro, família e trabalho. Andrea Pereira, especialista em astrologia evolutiva, antecipa dezembro.

Horóscopo dezembro: Caranguejo, Escorpião e Peixes

Sabe o que une os nativos do elemento água? Há boas e más novidades para estes três signos. Andrea Pereira, especialista em astrologia, indica-nos algumas delas nas áreas mais importantes da vida: amor, saúde, dinheiro, família e trabalho.

As Mais Lidas