Atual

Estes são os alimentos que nos fazem mais felizes (e o açúcar não é um deles)

Há um novo estudo que comprova que há alimentos que nos deixam mais felizes e menos propensos a depressões.

05 de setembro de 2017 | Vera Vaz

Se acha que o chocolate ou a comida fast-food a deixa mais feliz naqueles dias em que tudo corre mal, engana-se. Um estudo publicado pelo The Social Psychological and Personality Science Journal  investigou a influência que a comida fast-food e os legumes têm na nossa felicidade e chegou à conclusão que quem come fruta e legumes é mais feliz. As conclusões do estudo vêm contrariar a ideia de que a comida rápida, como hambúrgueres ou pizzas, traz felicidade, especialmente naqueles dias em que estamos mais em baixo.

A relação entre a fast-food e o nosso humor é muito mais complexa do que imaginamos. Para esse estudo foram organizados dois grupos de participantes: durante um mês, o primeiro ingeriu alimentos à base de fruta e legumes e o segundo grupo comida fast-food.

Os investigadores concluíram que as embalagens e a forma de servir a comida no segundo grupo influenciavam muito as reações à mesma. O mesmo acontecia com o ambiente que a envolvia – ver o mar ou estar perto da natureza, por exemplo, diminuía a ansiedade. No grupo que fez uma dieta à base de fruta e legumes, os participantes tentaram consumir 8 porções desses alimentos diariamente, o que mudou completamente a forma como se sentiram.  

Uma alimentação à base de azeite, grão, legumes, nozes e fruta é o melhor para manter o equilíbrio físico e torná-la uma pessoa mais feliz.

Chá preto: Largue o café e beba chá preto! Não tem calorias e tem a capacidade de nos manter acordadas todas as manhãs, uma vez que contém um mineral chamado selénio, capaz de nos deixar mais bem-dispostas. Contudo, não convém beber mais de três vezes por dia.
1 de 10 / Chá preto: Largue o café e beba chá preto! Não tem calorias e tem a capacidade de nos manter acordadas todas as manhãs, uma vez que contém um mineral chamado selénio, capaz de nos deixar mais bem-dispostas. Contudo, não convém beber mais de três vezes por dia. Chá preto: Largue o café e beba chá preto! Não tem calorias e tem a capacidade de nos manter acordadas todas as manhãs, uma vez que contém um mineral chamado selénio, capaz de nos deixar mais bem-dispostas. Contudo, não convém beber mais de três vezes por dia.
Quinoa: Deve introduzi-la na sua dieta pelas mais diversas razões. Para começar, porque é uma das sementes mais completas, é uma fonte de proteína, fibra, hidratos de carbono e gorduras saudáveis. O consumo ajuda a prevenir doenças cardiovasculares e o alto teor de magnésio ajuda a manter a pressão arterial.
2 de 10 / Quinoa: Deve introduzi-la na sua dieta pelas mais diversas razões. Para começar, porque é uma das sementes mais completas, é uma fonte de proteína, fibra, hidratos de carbono e gorduras saudáveis. O consumo ajuda a prevenir doenças cardiovasculares e o alto teor de magnésio ajuda a manter a pressão arterial. Quinoa: Deve introduzi-la na sua dieta pelas mais diversas razões. Para começar, porque é uma das sementes mais completas, é uma fonte de proteína, fibra, hidratos de carbono e gorduras saudáveis. O consumo ajuda a prevenir doenças cardiovasculares e o alto teor de magnésio ajuda a manter a pressão arterial.
Vegetais de folhas verdes: Espinafres, acelgas, couves, algas... Todos têm ácido fólico, uma vitamina associada ao combate da depressão.
3 de 10 / Vegetais de folhas verdes: Espinafres, acelgas, couves, algas... Todos têm ácido fólico, uma vitamina associada ao combate da depressão. Vegetais de folhas verdes: Espinafres, acelgas, couves, algas... Todos têm ácido fólico, uma vitamina associada ao combate da depressão.
Chocolate preto: Opte sempre pelo chocolate com uma maior concentração de cacau, pelo menos 70%. Assim, consume muito menos calorias e está a ingerir mais antioxidantes, que ajudam a regular os níveis de cortisol, a hormona que provoca stress. É o único chocolate que pode usar como desculpa nos dias mais complicados.
4 de 10 / Chocolate preto: Opte sempre pelo chocolate com uma maior concentração de cacau, pelo menos 70%. Assim, consume muito menos calorias e está a ingerir mais antioxidantes, que ajudam a regular os níveis de cortisol, a hormona que provoca stress. É o único chocolate que pode usar como desculpa nos dias mais complicados. Chocolate preto: Opte sempre pelo chocolate com uma maior concentração de cacau, pelo menos 70%. Assim, consume muito menos calorias e está a ingerir mais antioxidantes, que ajudam a regular os níveis de cortisol, a hormona que provoca stress. É o único chocolate que pode usar como desculpa nos dias mais complicados.
Carotenoides beta: Estes nutrientes são encontrados em abundância na cenoura, tomate, abóbora ou batata-doce. São antioxidantes e ajudam ao bom funcionamento de todos os órgãos do corpo, o que nos leva a estar de bom humor. Além disso, estes alimentos têm poucas calorias e são muito nutritivos.
5 de 10 / Carotenoides beta: Estes nutrientes são encontrados em abundância na cenoura, tomate, abóbora ou batata-doce. São antioxidantes e ajudam ao bom funcionamento de todos os órgãos do corpo, o que nos leva a estar de bom humor. Além disso, estes alimentos têm poucas calorias e são muito nutritivos. Carotenoides beta: Estes nutrientes são encontrados em abundância na cenoura, tomate, abóbora ou batata-doce. São antioxidantes e ajudam ao bom funcionamento de todos os órgãos do corpo, o que nos leva a estar de bom humor. Além disso, estes alimentos têm poucas calorias e são muito nutritivos.
Iogurte: Um estudo realizado pela Universidade da Califórnia mostrou que os probióticos, as chamadas bactérias boas que ajudam ao trabalho do intestino, também têm benefícios na função cerebral. Assim, conseguem regular a função cognitiva, emocional e sensorial. Dois iogurtes por dia são um excelente complemento para se sentir melhor em todos os sentidos.
6 de 10 / Iogurte: Um estudo realizado pela Universidade da Califórnia mostrou que os probióticos, as chamadas bactérias boas que ajudam ao trabalho do intestino, também têm benefícios na função cerebral. Assim, conseguem regular a função cognitiva, emocional e sensorial. Dois iogurtes por dia são um excelente complemento para se sentir melhor em todos os sentidos. Iogurte: Um estudo realizado pela Universidade da Califórnia mostrou que os probióticos, as chamadas bactérias boas que ajudam ao trabalho do intestino, também têm benefícios na função cerebral. Assim, conseguem regular a função cognitiva, emocional e sensorial. Dois iogurtes por dia são um excelente complemento para se sentir melhor em todos os sentidos.
Frutos secos: As nozes são ricas em ómega 3 e vitamina E, antioxidantes poderosos. Além disso, o caju tem zinco, um mineral que ajuda a combater a ansiedade. São os alimentos perfeitos para combater a fome entre as refeições, mas atenção: deve comê-los em pequenas quantidades.
7 de 10 / Frutos secos: As nozes são ricas em ómega 3 e vitamina E, antioxidantes poderosos. Além disso, o caju tem zinco, um mineral que ajuda a combater a ansiedade. São os alimentos perfeitos para combater a fome entre as refeições, mas atenção: deve comê-los em pequenas quantidades. Frutos secos: As nozes são ricas em ómega 3 e vitamina E, antioxidantes poderosos. Além disso, o caju tem zinco, um mineral que ajuda a combater a ansiedade. São os alimentos perfeitos para combater a fome entre as refeições, mas atenção: deve comê-los em pequenas quantidades.
Abacates: É, sem dúvida, um dos alimentos-chave da felicidade. Apesar de ser rico em calorias, tem muitos benefícios que o tornam essencial em qualquer dieta: contém muito ácido fólico, ajuda a absorção de nutrientes de outros alimentos, contém vitamina E, pode ajudar a prevenir doenças cardíacas e regula os níveis de colesterol. Mais: o seu alto teor de vitamina B6 melhora o funcionamento do sistema nervoso para prevenir a ansiedade, depressão e insónias.
8 de 10 / Abacates: É, sem dúvida, um dos alimentos-chave da felicidade. Apesar de ser rico em calorias, tem muitos benefícios que o tornam essencial em qualquer dieta: contém muito ácido fólico, ajuda a absorção de nutrientes de outros alimentos, contém vitamina E, pode ajudar a prevenir doenças cardíacas e regula os níveis de colesterol. Mais: o seu alto teor de vitamina B6 melhora o funcionamento do sistema nervoso para prevenir a ansiedade, depressão e insónias. Abacates: É, sem dúvida, um dos alimentos-chave da felicidade. Apesar de ser rico em calorias, tem muitos benefícios que o tornam essencial em qualquer dieta: contém muito ácido fólico, ajuda a absorção de nutrientes de outros alimentos, contém vitamina E, pode ajudar a prevenir doenças cardíacas e regula os níveis de colesterol. Mais: o seu alto teor de vitamina B6 melhora o funcionamento do sistema nervoso para prevenir a ansiedade, depressão e insónias.
Sardinhas: É um peixe com baixas calorias, mas rico em ómega 3. Ajuda a regular o sistema nervoso para que este possa ajudar a reduzir o stress e alivia a depressão.
9 de 10 / Sardinhas: É um peixe com baixas calorias, mas rico em ómega 3. Ajuda a regular o sistema nervoso para que este possa ajudar a reduzir o stress e alivia a depressão. Sardinhas: É um peixe com baixas calorias, mas rico em ómega 3. Ajuda a regular o sistema nervoso para que este possa ajudar a reduzir o stress e alivia a depressão.
Peito de frango e de peru: É altamente recomendável aumentar o consumo de carnes ricas em proteínas tais como o frango, uma fonte de aminoácido. Estas carnes ajudam a aumentar os níveis de dopamina no cérebro, o que contribui para uma maior concentração e aumento de energia.
10 de 10 / Peito de frango e de peru: É altamente recomendável aumentar o consumo de carnes ricas em proteínas tais como o frango, uma fonte de aminoácido. Estas carnes ajudam a aumentar os níveis de dopamina no cérebro, o que contribui para uma maior concentração e aumento de energia. Peito de frango e de peru: É altamente recomendável aumentar o consumo de carnes ricas em proteínas tais como o frango, uma fonte de aminoácido. Estas carnes ajudam a aumentar os níveis de dopamina no cérebro, o que contribui para uma maior concentração e aumento de energia.
Saiba mais alimentação, saúde, depressão, açucar, estudo, felicidade, Comportamento
Relacionadas
Mais Lidas