Junte-se ao nosso canal de WhatsApp e aceda diretamente aos temas Máxima do momento. Seguir
Atual

Gérard Depardieu está a ser acusado de violência sexual por 13 mulheres

O ator francês já estava a ser investigado por outra denúncia de uma alegada violação.

Foto: Reuters
12 de abril de 2023 Inês Aparício

São 13 as mulheres que acusam Gérard Depardieu de violência sexual, não só durante as gravações de filmes, como nos bastidores. As denúncias surgem a propósito de uma investigação publicada pelo jornal francês Mediapart, que avança que os presumíveis casos de agressões sexuais terão ocorrido entre as filmagens de 11 películas estreadas entre 2004 e 2022.

Estas atrizes, makeup artists e membros da equipa de produção alegam que o ator lhes terá tocado sem o seu consentimento, de forma sexual, e feito comentários inapropriados, diversas vezes. Uma das mulheres conta, no artigo, que, durante as filmagens de The Box, em 2015, Depardieu terá "colocado as suas mãos por debaixo do seu vestido". Depois de o afastar, o ator terá ficado "agressivo" e "tentado desviar as cuecas [da denunciante] para o lado, de forma a penetrá-la com os dedos". Na altura, a gravação do filme foi colocada em pausa, segundo um membro da equipa da produção que preferiu manter o anonimato, uma vez que uma "figurante afirmava ter sido vítima de Gérard Depardieu".

De acordo com o Mediapart, três destas 11 mulheres terão contado as suas histórias à polícia, mas nenhuma delas formalizou a acusação, pois acreditam que "as suas palavras pesarão pouco contra um monumento do cinema francês". Porém, a Variety adianta que teve acesso a uma declaração do gabine da procuradoria parisiense, que diz: "A procuradoria não recebeu nenhum processo judicial. Uma investigação formal, iniciada em 2020, depois de uma acusação de Charlotte Arnaud, ainda está a decorrer".

Sim, Depardieu não é desconhecido da justiça francesa. Esta investigação de que é alvo está relacionada com uma denúncia de uma jovem atriz, na altura com 22 anos, que indica que terá sido vítima de violação e agressão sexual, em 2018. O caso levado à justiça por Charlotte Arnaud foi arquivado no ano seguinte por falta de provas, mas reaberto em 2020.

Quanto às acusações destas 13 mulheres, o ator francês nega a sua veracidade. Num comunicado dos advogados de Gérard enviado ao jornal francês, este "nega formalmente todas as acusações suscetíveis de serem consideradas crime". Além disso, sublinha que "não tem qualquer pretensão de abordar" a investigação, que "parece misturar diversos tópicos e incluir comentários subjetivos ou julgamentos morais".

Saiba mais
Mundo, Atualidade, Violência Sexual, Violação, Gérard Depardieu, Cinema, Cinema Francês
Leia também

Assédio e abusos. Também tu, Brand?

Tudo o que já se sabe sobre os casos de violação, abusos sexuais e comportamentos abusivos que cinco mulheres alegam ter vivido às mãos do comediante inglês Russell Brand.

As Mais Lidas