Celebridades

Os maiores sacrifícios feitos por atores no cinema

Robert de Niro foi taxista por um mês, Natalie Portman praticou ballet 8 horas por dia durante meses, Jude Law foi ao limite - mas há outras histórias. Ser ator pode ser uma tarefa desafiante e exaustiva, e há quem leve as personagens ao limite.

Quais são os segredos de beleza de Natalie Portman?
Quais são os segredos de beleza de Natalie Portman? Foto: D.R.
20 de agosto de 2020 | Inês Esteves

Alterações dramáticas no corpo dos atores, ambientes psicologicamente desafiantes e performances perigosas são alguns exemplos de momentos complicados pelos quais atores que bem conhecemos do grande ecrã passam, sempre que querem superar-se numa personagem. Falamos de condições que nem sempre são impostas pela equipa de direção, mas sim pelos próprios atores. Chamam-lhes "atores de método", porque mesmo quando não estão em "set" continuam a representar a personagem do projeto que estão a trabalhar, para dar vida à personagem de modo a ser mais credível.  

Natalie Portman

No filme de Darren Aronofsky, Cisne Negro (2010), Portman treinava ballet durante 8 horas por dia e fê-lo durante meses para se preparar para o papel de bailarina no filme. Durante o processo, perdeu quase 10 kg, tudo isto a levou a dizer que sentia que estava a morrer.

Robert De Niro

Conhecido como um dos melhores atores de método de sempre, para se preparar para o papel que ia desempenhar em Taxi Driver (1976), De Niro passou 12 horas por dia, durante um mês a conduzir táxis no trânsito de Nova Iorque. Para o seu papel em Touro Enraivecido (1980) sobre Jake LaMotta, o ator treinou com o próprio LaMotta e chegou a estar no ringue com ele, profissionalmente, para perceber a sensações de uma luta, aprender o que era soquear e ser soqueado.

Robert De Niro conduziu um táxi em Nova Iorque durante um mês.
Robert De Niro conduziu um táxi em Nova Iorque durante um mês.

Leonardo DiCaprio

Enquanto se preparava para o filme The Revenant: O Renascido (2015) DiCaprio sujeitou-se a condições atmosféricas extremas com um alto risco de hipotermia, sujeito a ser agredido por ursos e a colocar-se dentro de uma carcaça de um cavalo morto. O papel valeu-lhe um Óscar, e não foi qualquer um: foi um Óscar há muito esperado, já que o ator tem feito outros papéis estrondosos no cinema, tais como os dos filmes Titanic (1993), A Praia (2000), Inception (2010) ou O Lobo de Wall Street (2013).

Leonardo DiCaprio venceu o Óscar com The Revenant (2015).
Leonardo DiCaprio venceu o Óscar com The Revenant (2015). Foto: Getty Images

Christian Bale

O ator é também conhecido por ser ator de método e por oscilar muito entre tipos de corpos extremos para se adaptar a papéis. Recentemente, ganhou bastante peso para representar o vice-presidente Dick Cheney para o filme Vice (2018). No entanto, a sua transformação mais chocante aconteceu no filme O Maquinista (2004). O ator perdeu uma quantidade exorbitante de peso em pouquíssimo tempo. Os médicos avisaram-no que ele estava literalmente "a matar-se".

Para o papel de O Maquinista, Christian Bale foi ao extremo da magreza.
Para o papel de O Maquinista, Christian Bale foi ao extremo da magreza.

Heath Ledger

Era impossível não referir Ledger nesta categoria, sobretudo no papel que desempenhou como Joker em O Cavaleiro das Trevas (2008). Apesar da representação ter sido excelente, há todo o tipo de rumores à volta deste papel de Heath Ledger – desde dormir apenas 2 horas por noite para estar ao nível de sanidade do Joker, ter-se isolado num motel durante 43 dias sem sair para sentir o nível de loucura que este papel requeria, manter um diário perturbador para o ajudar a entrar na personagem. Especula-se que o ator nunca tenha recuperado deste papel, pois seis meses antes do filme estrear nos cinemas, o ator foi encontrado morto no seu apartamento em Nova Iorque. Morreu com uma paragem cardíaca resultante de uma overdose acidental. O seu papel como Joker fê-lo ganhar um Óscar postumamente.

Heath Ledger morreu seis meses antes do filme em que fez de Joker estrear.
Heath Ledger morreu seis meses antes do filme em que fez de Joker estrear.



Tom Cruise é um dos atores a referir nesta categoria, sobretudo nos filmes de ação. Em Missão: Impossível Nação Secreta (2015), o ator teve apenas 10 dias para se preparar para uma cena particularmente difícil debaixo de água. Pela escassez de tempo, o realizador Christopher McQuarrie decidiu filmar a cena de forma contínua, como revela numa entrevista ao The New York Times. "No minuto em que nos começamos a esforçar [para respirar], consumimos oxigénio a uma taxa muito mais elevada. O que significava que para o Tom poder suster a respiração durante um minuto a dois minutos e meio que cada um dos takes exigia exigia, ele tinha de aprender a suster a respiração durante mais tempo", revela o realizador, referindo-se ao facto de o ator ter que nadar ao mesmo tempo. Tom Cruise superou-se, e aprendeu a suster a respiração por seis minutos e meio, só para fazer esta cena em particular.



Em 2018, para Missão Impossível - Fallout, Cruise pilotou um helicóptero entre as montanhas: para tal, teve que tirar uma licença em apenas seis semanas, para além de que a cena foi extremamente perigosa de se filmar. "Normalmente, [a licença] demora três meses; mas Tom treinou com duas tripulações a trabalhar 16 horas por dia para poder reduzir o seu tempo de treino para metade" revela o realizador, acrescentando que estavam "na Nova Zelândia com pouca luz, por ser Inverno, o que significava que a visibilidade era sempre um pouco complicada (...) Em algumas partes da sequência, o Tom está a fazer a perseguição." O realizador revela ainda que, como a cena foi filmada em valas, o helicóptero estavam sempre muito próximo das montanhas, correndo o risco de se despenhar.

É de referir, ainda, outros atores duplos conhecidos pelos saltos e acrobacias mais perigosas e aventureiras:

Colin Follenweider, conhecido pelos saltos incríveis e outras acrobacias em filmes de ação (Assalto ao Arranha-Céus, X- Men, Homem de Ferro, Avatar, Transformers, Homem-Aranha, entre outros);

Bobby Holland Hanton, mais conhecido por ter sido duplo do Batman, James Bond e Thor e por realizar saltos de 30 metros, chocar contra paredes de pedra e outros saltos perigosos.

Jackie Chan tem de ser referido pelas acrobacias inacreditáveis que realiza nos filmes. Começou por ser duplo em filmes de artes marciais. Cenas de luta de artes marciais, parkour, e queda livre são algumas das habilidades de Jackie Chan.

Saiba mais Robert De Niro, Natalie Portman, Jackie Chan, Leonardo DiCaprio, Nova Iorque, Jake LaMotta, Óscar, cinema, artes, cultura e entretenimento, filmes
Relacionadas

Os casais da passadeira vermelha dos Óscares

Dos discretos Rooney Mara e Joaquin Phoenix até Antonio Banderas, que levou a namorada e também a filha, reunimos as imagens dos casais na red carpet da 92ª edição dos prémios da Academia.

A razão pela qual Cameron Diaz deixou de ser atriz

Muito se especula acerca da carreira de Cameron Diaz. Onde está? O que tem feito? A atriz revelou as verdadeiras razões do seu “exílio” do mundo da representação, em conversa com Gwyneth Paltrow, amiga de longa data.

Revelado trailer do novo filme de Sofia Coppola

Já podemos ver o primeiro trailer do novo filme de Sofia Coppola, On The Rocks. A nova comédia romântica conta a história de um pai e uma filha que voltam a aproximar-se e embarcam numa aventura em Nova Iorque.

Mais Lidas