Beleza / Wellness

O que acontece à pele durante uma viagem de avião - e como protegê-la

Longas voos são propícios à desidratação do organismo, o que se vai notar também na pele. Felizmente, existem formas de impedir que umas férias de sonho se transformem num pesadelo epidérmico.

'A Melhor Despedida de Solteira' (2011)
'A Melhor Despedida de Solteira' (2011) Foto: IMDB/Suzanne Hanover - 2011 Universal Studios
01 de agosto de 2022 Ana Filipa Damião

Não há nada melhor do que embarcar num avião em direção ao destino de férias pelo qual se anseia há meses. Porém, as viagens de avião, em especial as que demoram longas horas, representam um enorme desconforto para a pele, resultado do ar seco e da baixa pressão de ar.

"A 30 mil pés (9,144 km), a humidade numa cabine cai para cerca de 20%. Enquanto a nossa pele se sente confortável com uma humidade de 40 a 70%", explica Shane Cooper, especialista em tratamentos de estética de rosto e corpo, à revista Glamour UK. Como consequência, testemunhamos oleosidade, borbulhas e até inchaço, dado que o organismo está a tentar reter a pouca água que lhe resta e a compensar as condições adversas. Mesmo num voo curto é de esperar alguma desidratação, embora existam modos de prevenir que tal aconteça.

Máscara facial de tecido

Ensopada (literalmente) em sérum hidratante, este tipo de máscara para o rosto é um verdadeiro salva-vidas no que toca à hidratação durante longas viagens. De preferência, deve ser aplicada alguns dias antes do voo e também a meio deste. À medida que se sobe de altitude, a humidade na pele vai diminuindo e a máscara ajuda a devolver a água perdida. Após 15/20 minutos, é só retirar o tecido e massajar o sérum residual.

Um passo extra: visto que 50% do ar no avião é reciclado, podemos limpar primeiro a pele com um produto de limpeza, em spray por exemplo, para evitar a retenção de bactérias enquanto a máscara faz efeito.

Muita água e séruns

O nosso corpo perde aproximadamente um copo de água por cada hora a voar, por isso é necessária uma pré-hidratação intensiva. "Recomendo sempre beber dois litros de água antes de embarcar, e depois continuar a beber durante o voo, porque é preciso manter-se hidratado por dentro e por fora", aconselha o esteticista.

Relativamente a séruns, a aposta está nos de ácido hialurónio, uma molécula que aguenta até mil vezes o seu peso em água, nos de vitamina C, no caso de pele acinzentada e sem vida. Produtos à base de niacinamida também são uma boa escolha, especialmente para pessoas mais ansiosas, pois o aumento da cortisona, a hormona do stress, pode causar pele seca e inflamada. Graças às suas propriedades anti-inflamatórias, a niacinamida irá controlar o excesso de óleo, reduzir o aspeto de poros dilatados e suavizar as rugas. Ademais, contribui para um tom mais uniforme e saudável, além de prevenir a perda de água.  

Acelerar a renovação celular

Voar altera o nosso ciclo circadiano – o relógio que controla as funções biológicas dos seres vivos, sono incluído – devido às mudanças de fuso horário. Por norma, os níveis de melatonina sobem algumas horas antes de nos deitarmos, aumentando a capacidade de regeneração da pele, sendo que a renovação celular alcança o auge entre as duas e as quatro da manhã.

Para contrabalançar este desequilíbrio no organismo, Shane recomenda a utilização de um sérum de ácido lático, um acelerador celular natural.

Protetor solar e suplementos são um must

Os raios ultravioleta são mais fortes acima do nível das nuvens. Além da aplicação de protetor solar fator 50+, antes de se sair de casa e antes de embarcar, pode-se ainda reforçar as defesas com um suplemento antioxidante que ajuda na proteção contra os efeitos nocivos dos raios UV.

Combater o inchaço

A pressão do ar aliada à retenção de líquidos e ao facto de estarmos parados por longos períodos de tempo num voo é a fórmula perfeita para um rosto inchado. Para o evitar, basta uma massagem rápida para ativar o sistema linfático.

"Estimule os gânglios linfáticos perto da clavícula, massajando suavemente a zona com as mãos e respire fundo" explica a facialista Katie England também à Glamour Uk. Depois da aplicação de um óleo facial, deslize um copo de sucção do queixo até à base da orelha e até à clavícula, três vezes. A seguir, passe o copo desde o meio da testa até ao topo da orelha e em direção à clavícula, repetindo o mesmo movimento no lado oposto da face, remata a especialista. 

Saiba mais
Saúde, Educação, Pele, Voo, Viagem de Avião, Hidratação
Leia também
As Mais Lidas