Beleza / Wellness

"A gravidez não deve ser focada na perda de peso". Como se alimenta uma gestação saudável

Quais os cuidados a ter com o peso para uma gestação saudável? A nutricionista Noélia Arruda explica os perigos do excesso de gordura e conselhos para uma gravidez positiva.

Filme 'O Que Se Espera Enquanto Se Está À Espera' (2012)
Filme 'O Que Se Espera Enquanto Se Está À Espera' (2012) Foto: IMDB
27 de julho de 2022 Ana Francisca Oliveira

Estar grávida pode por vezes parecer assustador, principalmente pela primeira vez. Tal como é importante saber o que fazer quando o recém-nascido chegar, é igualmente necessário cuidar do próprio corpo, pois uma gravidez coloca o organismo sob altos níveis de stress.

De acordo com a nutricionista Noélia Arruda, em entrevista à Máxima, as precauções começam no momento em que o teste dá positivo – "é importante fazer uma avaliação de composição corporal a fim de determinar o IMC (índice de massa corporal) e o valor do peso corporal total que seja saudável para monitorizar ao longo da gravidez", acrescenta.

Mas o que engloba o peso durante este período? Para além dos componentes habituais, como a massa gorda e a massa muscular, os órgãos, ossos e água corporal, são adicionados o peso do bebé, do líquido amniótico e da placenta, daí existir um IMC próprio para mulheres grávidas.

É fundamental complementar uma alimentação equilibrada com exercício físico durante toda a gravidez
É fundamental complementar uma alimentação equilibrada com exercício físico durante toda a gravidez Foto: Freepik

Aumentar o peso é inevitável com o crescimento do feto, por isso é fundamental manter uma alimentação saudável e uma prática regular de atividade física, já que uma evolução excessiva de gordura durante a gestação pode levar a sérios problemas, tanto para a mãe como para a criança. "Existe uma carga genética ao longo de toda a gravidez (obesogénica) e ao longo da vida de bebé (epigenética), que pode ter um impacto negativo a nível fisiológico, metabólico e hormonal," continua a nutricionista.

Outras complicações incluem diabetes gestacional, risco de parto prematuro ou de pré-eclâmpsia, uma complicação grave que ocorre devido a problemas no desenvolvimento e fixação dos vasos sanguíneos da placenta. Ocorrem alterações na capacidade de coagulação do sangue, o que leva a uma diminuição da circulação sanguínea.

Devem ser feitas avaliações regulares da composição corporal, de modo a prevenir um aumento excessivo de tecido adiposo
Devem ser feitas avaliações regulares da composição corporal, de modo a prevenir um aumento excessivo de tecido adiposo Foto: Pexels

A dieta é, por isso, essencial para um bom desenvolvimento fetal – "os consumos alimentares devem ser baseados em alimentos ricos nutricionalmente e que satisfaçam as necessidades nutricionais tanto da gestante como do bebé", afirma Noélia Arruda.

A nutricionista sublinha que a gravidez não deve ser focada na perda de peso, e que a melhor altura para pensar na gordura corporal é depois da gravidez, na fase de amamentação.

Saiba mais
Saúde, Educação, Gravidez, Nutrição, Peso, Noélia Arruda
Leia também
As Mais Lidas