Junte-se ao nosso canal de WhatsApp e aceda diretamente aos temas Máxima do momento. Seguir
Beleza

A regra dos 3 segundos esclarecida pela ciência

As opiniões dividem-se. Não quer dizer que fiquemos doentes, mas esta regra parece não passar de um mito, de acordo com especalistas em microbiologia e nutrição.

Foto: Pexels
15 de janeiro de 2024 Rita Silva Avelar
A internet está cheia de teorias: umas mais verosímeis que outras. E se formos aprofundar o tema da alimentação, encontraremos testes e mais testes, sugestões atrás de sugestões. Entre elas, está a famosa regra dos três segundos: na gíria, diz-se que o que cai ao chão durante um máximo de três segundos pode ser ser apanhado e até ingerido.

Bruno Brunetti, especialista em microbiologia e autor de uma página de Instagram dedicada a testes, fez um vídeo onde mostra o que acontece numa situação destas: um pedaço de comida cai ao chão, onde fica apenas durante os tais três segundos e outro não cai. Vistos ao microscópio apresentam claras diferenças - o que entra em contacto com o chão tem muito mais impurezas. "É importante quebrar crenças populares sobre alimentos que não têm base científica e adotar boas práticas na manipulação de alimentos que garantem a segurança do que comemos", escreve o especialista no vídeo.

Joana Jacinto, nutricionista, confirma a mesma ideia, mas com uma ressalva: "Há uma contaminação imediata. Ainda assim, o nosso sistema imune depois dá conta da grande maioria dos agentes patogénicos, portanto não será grave", garante.
"A verdade é que no dia a dia não estamos expostos a alimentos asséticos. A cozinha é do locais com maior contaminação. Quando se mexe nos alimentos a seguir a pegar no pano da cozinha ou na tábua, por exemplo, já está tudo 'contaminado'." No entanto, garante a nutricionista, o sistema imunitário está cá para isso. "Acho que é uma questão de bom senso se se decide comer ou não."

Ao Business Insider, o microbiologista Philip Tierno, da Escola de Medicina da Universidade de Nova Iorque, recomenda que se opte por não comer. "Se deixar cair alguma coisa de comida ali [no chão], não a coma", alerta Tierno. "Muitas pessoas fazem coisas estúpidas e seguem a regra dos três segundos, que é um disparate". A menos que se higienize religiosamente o chão, "não devemos comer qualquer alimento que lhe toque, porque está repleto de todos os tipos de vírus e bactérias".

Isto inclui não só os germes desagradáveis que se infiltraram em casa através dos sapatos, mas também os germes persistentes que vêm da casa de banho, dos animais de estimação e até da comida da sua própria cozinha, diz ainda o especialista.
Saiba mais
Beleza, Educação, Testes, Micróbios, Nutrição, regra dos três segundos
Leia também

Os melhores brinquedos sexuais de 2024

Todos os anos são lançados no mercado novos dispositivos relacionados com o bem-estar sexual. A indústria cresceu e assim a curiosidade das novas gerações, com propostas que vão de experiências a solo a gadget apropriados para mulheres que foram mães há pouco tempo.

Debate. O que é que o nosso cabelo diz sobre nós?

Símbolo de poder, beleza e crenças religiosas, eco da nossa identidade pública e privada, desde sempre que o cabelo é tanto uma forma de expressão quanto de julgamento. Duas mulheres refletem sobre a sua relação com o seu.

Fomos ver como é feito o famoso Chanel Nº5

Nos idílicos campos de jasmim e de rosas da família Mul, no Sul de França, desvendamos o processo que leva à produção daquele que é, possivelmente, o perfume feminino mais desejado de sempre: o Chanel Nº 5.

As Mais Lidas