Atual

Livro de Margaret Atwood não arde e será vendido por 100 mil doláres

A célebre escritora juntou-se à Penguin Random House para leiloar uma cópia à prova de fogo do livro A História de Uma Serva.

Foto: @therealmargaretatwood
07 de junho de 2022 Ana Francisca Oliveira

Divide opiniões, recebe críticas e até já houve quem o censurasse. Controverso é, com certeza. Publicado em 1985, o romance futurista, de contornos distópicos, A História de Uma Serva, é uma obra-prima de Margaret Atwood. Este livro atravessa temas como a perda de individualidade feminina, a supressão dos direitos reprodutivos das mulheres e como estas são subjugadas numa sociedade patriarcal. Foi considerado uns dos livros mais desafiantes da década de 90 pela Associação Americana de Bibliotecas, e os temas sexuais e religiosos levaram alguns pais de estudantes de secundário nos Estados Unidos da América a tentar banir o estudo do livro nas salas de aula. A obra distópica é narrada por Offred, pertencente à classe das "servas", mulheres férteis forçadas a reproduzir para a classe privilegiada masculina.

Numa tentativa de sensibilização contra a censura e a proibição de livros nas escolas americanas, Margaret Atwood e a editora Penguin Random House lançaram uma cópia à prova de fogo, que vai ser leiloada pela Sotheby’s New York na próxima quarta-feira, 8 de junho. Estima-se que esta rara cópia poderá atingir os 100 mil doláres, e os lucros serão doadas à PEN America, uma organização literária e de defesa da liberdade de expressão. Esta lançou recentemente um relatório que conclui que mais de 1500 livros foram banidos das escolas americanas durante um curto período de 9 meses. O governador do estado do Texas, Greg Abbott, incentiva os conselhos escolares a banir quaisquer livros com conteúdo considerado "pornográfico". 

Margaret Atwood
Margaret Atwood Foto: @therealmargaretatwood

Um alarmante número de censuras nestas escolas inclui obras com conteúdos raciais e LGBTQ+, condicionando a forma como raça, género e orientação sexual são abordados dentro das salas de aula. Estas proibições aumentam exponencialmente o movimento conservador dentro das escolas públicas americanas.
Apesar de parecer um livro normal à primeira vista, esta cópia de A História de Uma Serva é feita de fio de níquel, aço inoxidável, alumínio e tintas resistentes ao calor, sendo 100% resistente a fogo

Saiba mais
Atual, Educação, Livros, Feminismo, Censura
Leia também

"Susan Sontag foi a última estrela literária americana"

Há 20 anos apaixonou-se pela obra literária da brasileira Clarice Lispector, a quem dedicou uma biografia exaustiva. Fascinado por mulheres extraordinárias Benjamin Moser não hesitou em aceitar o convite para biografar a sua compatriota Susan Sontag. Ganhou o Prémio Pulitzer.

Livros para ler nos feriados

De clássicos literários a novos romances para devorar entre a varanda, a praia e as esplanadas, estes livros vão tornar o verão ainda mais apetecível.

As Mais Lidas