Atual

Esta mulher acreditou que o seu cão seria eterno. O novo documentário da Netflix que está a chocar o mundo

A inacreditável história de Sarma Melngailis, uma empresária americana no mundo da gastronomia vegan, que foi enleada numa teia de mentiras, levando-a à prisão, e a dever milhares a investidores e empregados.

A carregar o vídeo ...
24 de março de 2022 Máxima

Uma nova série da Netflix está a roubar o primeiro lugar nas listas de mais vistos na categoria de documentários criminais. Depois de Impostor do Tinder e de Inventing Anna,  ambas séries documentais ligadas a burlas e enredos estranhos, é a vez de Bad Vegan arrebatar o primeiro lugar nas bizarrias que este universo pode envolver.

Sem fazer spoilers, a história segue a vida de Sarma Melngailis, chef e proprietária do restaurante de renome Pure Food and Wine, um estabelecimento de comida crua frequentado pela elite nova iorquina. As coisas correm bem a favor de Sarma, até que a sua vida sofre uma reviravolta inesperada, e esta deixa de ser a "rainha da cozinha vegan" para passar a ser conhecida como uma fugitiva criminosa, ao lado do parceiro Shane Fox, cujo nome verdadeiro acabaria por ser revelado: Anthony Strangis. Antes, isola-se do mundo, e começa a ter comportamentos suspeitos, até para quem já a conhecia há mais de uma década no trabalho, como sendo uma chefe exemplar e atenta, para passar a ser ausente e evasiva.

Dizer que se trata de um romance conturbado é pouco - este é um caso de manipulação extrema por parte de Anthony: depois do casal se conhecer no Twitter, Salma começa a desviar dinheiro do seu próprio restaurante para dar ao namorado - uma quantia que chega a superar os 1,5 milhões de dólares - porque este lhe prometeu tornar os seus sonhos realidade, incluindo tornar a vida do seu cão eterna. De acordo com um artigo da revista Vanity Fair, a empresária norte-americana transferiu milhares para Anthony, que os "queimou" em casinos, um pouco por todo o mundo.

Será que os dois conseguiram fugir às autoridades? Talvez sim, talvez não. Terá de comprovar por si mesmo. De Chris Smith, produtor executivo de Tiger King, Bad Vegan: Fame. Fraud. Fugitives está dividido em quatro partes, em episódios de cerca de uma hora, e está disponível na plataforma de streaming.

Saiba mais
mundo, diversão, cultura, séries, Bad vegan
Leia também
As Mais Lidas