Prazeres

Ando Living, o próximo clube privado de Lisboa

Algures entre o alojamento de luxo e o clube para membros, a Ando Living fez de Portugal uma casa com vista para o mundo. Fomos conhecer as primeiras aberturas da marca de lifestyle e os projetos prestes a saltar do papel para várias cidades.

Foto: Ando Living
23 de janeiro de 2023 Máxima

O que procuramos nos quartos de hotel onde dormimos, nos restaurantes onde jantamos ou nos lugares onde trabalhamos? A cidade enquanto alma de um negócio tão importante como o Turismo – para moradores e visitantes – está na essência da Ando Living, uma nova marca de lifestyle com ambições que partem de Lisboa para vários pontos do país e também do globo.

Club House na Avenida da Liberdade.
Club House na Avenida da Liberdade. Foto: Ando Living

Tudo começou com uma comunidade a que a marca chama de "nómadas progressivos", símbolo máximo do viajante moderno, cuja vida pessoal e profissional se cruza em deslocações que tanto podem ser de prazer como de negócios e que desejam algum envolvimento com os lugares por onde passam. Afinal, a ideia de uma casa longe de casa tanto pode ser válida para umas férias de duas semanas como para uma visita profissional de seis meses. A Ando Living baseia-se na própria experiência do turco Hakan Kodal, e dos franceses Charles Wanecq e William Tonnard, o trio fundador da marca, que, entre os vários traços em comum, tem a inquietação de quem raramente passa muito tempo na mesma cidade – e que não quer ficar pela rama a cada visita.

Club House na Avenida da Liberdade.
Club House na Avenida da Liberdade. Foto: Ando Living

Assim, a Ando Living pensou uma coleção de clubes, casas e apartamentos em localizações-chave e projetados ao pormenor, da escolha do edifício ao cenário envolvente, sem esquecer os objetos que compõem cada espaço. Assim explicam os próprios fundadores à Máxima nos escritórios da Ando Living em Istambul, reflexo efervescente de uma marca que começa agora a dar os primeiros passos. "Eu e o Charles estivemos fora de França vários anos, ele em cidades como Nova Iorque, eu na Argentina, temos investidores vindos dos quatro cantos do mundo, de diferentes backgrounds, são mais de 450 investidores de 36 nacionalidades, passamos a vida a viajar, mas queremos fazer parte da vida local," começa por explicar William Tonnard. "É uma vasta comunidade e acreditamos que as marcas de hoje nascem a partir daí, de uma comunidade, e não o contrário." A Ando Living não quer, por isso, ter hotéis ou residências de híperluxo, mas sim criar uma marca descontraída, moderna e com bom gosto. Aetecível, sim, mas envolvendo viajantes e locais, e com hipótese de receber hóspedes de curta e longa duração.

Club House em Alfama.
Club House em Alfama. Foto: Ando Living

Enquanto as casas são projetadas e geridas pela Ando Living em edifícios próprios, os apartamentos têm a curadoria de terceiros e tanto podem funcionar em modo individual como em edifícios completos da marca. Neste momento, há cinco casas a funcionar em Lisboa e prepara-se a inauguração de mais oito, bem como de cinco clubes.

Charles Wanecq, Hakan Kodal e William Tonnard, fundadores da Ando Living.
Charles Wanecq, Hakan Kodal e William Tonnard, fundadores da Ando Living. Foto: Ando Living

E é precisamente nos clubes que está o coração dos fundadores e da marca. Inspirados em referências internacionais como a Soho House ou Hoxton (únicos na forma como combinam design, Moda e uma ideia de exclusividade), os clubes querem-se integrados nos cenários onde estão. Até porque o espírito e as ligações locais só se fazem assim mesmo, junto de quem lá mora, sem preços exagerados nem experiências distantes de quem ali vive. Cada clube contará com restaurante, bar, café, uma concept store, salas arrendáveis, ginásio e piscina, sendo que em Portugal estão já alinhavados clubes nas zonas da Avenida da Liberdade, Alfama e Alcântara, em Lisboa, e também em Melides e Vila Viçosa (há um sexto clube já a ser projetado em Istambul), todos em construção. "Partimos das nossas experiências e das experiências dos clientes com quem já trabalhamos noutros empreendimentos de turismo [a empresa que detém a Ando Living tem ainda uma marca de alojamento local a funcionar em Portugal] para criar alguma coisa de original," explicam ainda os fundadores, acrescentando que vão procurar trabalhar com talentos locais, de artistas a produtores de vinho, e incentivar quem vive no bairro a fazer parte dos diferentes clubes –  mesmo que não sejam donos de apartamentos ou estejam a ficar num dos edifícios da Ando Living.

Club House nos Douradores.
Club House nos Douradores. Foto: Ando Living

Entre as primeiras aberturas, destaque para o clube da Rua Alexandre Herculano, que deverá ser um dos primeiros a estar pronto, e que implicou a reabilitação de um edifício de 1889, mantendo a arquitetura e a história, mas com mais pisos e uma piscina na cobertura. Incluirá 42 apartamentos turísticos de luxo com a assinatura da Ando Living. Já o clube de Alfama, que contará com 74 apartamentos, piscina e terraço virados para o Tejo, terá design de interiores do estúdio Avroko, parceiro da Ando Living. No departamento das casas, destaque para as townhouses da Baixa de Lisboa, Augusta, Santa Justa e Nicolau e para a de Santa Catarina, que ficará na emblemática rua do Porto com o mesmo nome. A par da Turquia, os próximos destinos serão Espanha, Grécia, Dubai.

Saiba mais
Prazeres, Tendências, Turismo, Ando Living
Leia também
As Mais Lidas