Moda / Tendências

Raquel Poço, a joalheira portuguesa com uma história improvável

É uma marca 100% nacional, nasceu em 2020 e já tem atelier próprio. Agora, a Raquel Poço Jewellery quer tornar-se uma referência na joalharia portuguesa.

A carregar o vídeo ...
13 de julho de 2021 | Rita Silva Avelar
Entramos no atelier de Raquel Poço, em Lisboa, um espaço que partilha com a marca BYOU, e os olhos da joalheira iluminam-se com simpatia e o entusiasmo de quem gosta de falar do seu trabalho. Senta-se para nos contar a sua história improvável, já que é formada em Fisioterapia, mas apaixonou-se sem querer pelo mundo da joalharia depois de fazer um curso na área - um acaso que aconteceu na sequência de uma lesão no trabalho. Raquel criou as primeiras peças em casa e não tardou até as amigas e familiares quererem comprar os seus designs. A marca foi lançada oficialmente em 2020, e a loja abriu em julho deste ano.

No atelier, estão as duas primeiras coleções Raquel Poço Jewellery, a Wabi Sabi e a 3 Marias. Nas suas peças evidencia-se uma fusão entre tradição e contemporaneidade, onde há um regresso aos tons do ouro e da prata de antigamente, com formas irregulares e autênticas, elegantemente disformes. São pulseiras, brincos, colares e anéis em prata 925 ou em prata 925 com banho de ouro de 24 quilates. Joias para usar, guardar, e que permanecem no tempo, para passar de mães para filhas, de avós para netas.

Veja o vídeo e conheça o atelier.

Vídeo: Mariana Margarido.

Leia também
Leia também
Saiba mais Lisboa, Raquel Poço Jewellery, Joias, Joalharia, Raquel Poço, Tradição Portuguesa, Joalheira, Atelier
Mais Lidas