Celebridades

Virginia Giuffre: vítima de abuso sexual exige justiça

Virgina Roberts Giuffre, vítima de abuso e tráfico sexual, deu entrada com um novo processo no tribunal de Manhattan contra o Príncipe André por violação.

Príncipe André, Duque de York, no `QIPCO King George Weekend´,em 2019.
Príncipe André, Duque de York, no `QIPCO King George Weekend´,em 2019. Foto: Getty Images
10 de agosto de 2021

Virginia Giuffre já tinha várias vezes declarado que foi uma das "escravas sexuais" do magnata Jeffrey Epstein, entre os 14 e os 17 anos, período durante o qual terá sido forçada a ter relações sexuais com o príncipe André.

Tudo terá começado quando a então namorada de Epstein, a socialite Ghislaine Maxwell, conheceu Giuffre na mansão de Donald Trump em Mar-a-Lago, EUA, onde o pai desta trabalhava como chefe de manutenção. Segundo a Vanity Fair espanhola, Maxwell ofereceu-lhe um trabalho como massagista pessoal de Epstein.

De acordo com Giuffre, hoje advogada, o princípe André de Inglaterra agrediu-a sexualmente em várias ocasiões - quando esta tinha apenas 17 anos - uma delas em casa de Ghislaine Maxwell, e tinha conhecimento de que Giuffre era vítima de tráfico sexual. Conta que noutra ocasião, o princípe abusou dela e de outra rapariga na mansão de Epstein, em Nova Iorque.

Príncipe Andrew, duque de York, ao lado da filha, a princesa Beatrice.
Príncipe Andrew, duque de York, ao lado da filha, a princesa Beatrice.
Leia também

"Estou a responsabilizar o princípe André pelo que fez comigo. Os poderosos e ricos não estão isentos de serem responsabilizados pelas suas acções. Espero que outras vítimas vejam que é possível não viver em silêncio e medo e recuperar a própria vida exigindo justiça", disse em comunicado. "Não tomei esta decisão de forma leve. Como mãe e esposa, a minha família vem em primeiro lugar, sei que esta ação me sujeitará a mais ataques do príncipe André, mas se não o fizesse estaria a dececionar todas as vítimas", acrescentou.

Numa entrevista dada à BBC, no final de 2019, o duque de York disse que não sabia nada sobre a alegada vítima e que nunca tinha tido relações com a mesma. Contudo, esta declaração provou-se falsa quando a juíza Loretta Preska desclassificou o documento que mostra que o príncipe escreveu a Maxwell a pedir informações sobre Giuffre.

O duque de York afastou-se da vida pública, acabando por se demitir das funções oficiais da realeza.

Jeffrey Epstein foi formalmente acusado de abuso sexual de menores e tráfico sexual de menores em julho de 2019. Foi encontrado morto dias depois na sua cela numa prisão de Nova Iorque.

Leia também

 

Leia também
Saiba mais Virginia Giuffre, Ghislaine Maxwell, Jeffrey Epstein, Nova Iorque, crime, lei e justiça, realeza, princípe André, Isabel II, Inglaterra, abuso sexual
Mais Lidas