Celebridades

Harry recorda luta violenta com William. "Não precisas de contar à Meghan"

O episódio descrito por Harry no seu livro de memórias revela um William agressivo e "pouco racional". 'Na Sombra' será publicado a 10 de janeiro em vários países, incluindo em Portugal.

Príncipes Harry e William assistem à inauguração de uma estátua da sua mãe, a princesa Diana, no The Sunken Garden no Palácio Kensington, Londres, a 1 de Julho de 2021.
Príncipes Harry e William assistem à inauguração de uma estátua da sua mãe, a princesa Diana, no The Sunken Garden no Palácio Kensington, Londres, a 1 de Julho de 2021. Foto: Getty Images
05 de janeiro de 2023 Ana Filipa Damião

Em Spare (Na Sombra, em português), obra biográfica de Harry, o filho mais novo de Diana e Carlos III, revela um episódio em que o seu irmão William o terá atacado fisicamente em 2019 na Nottingham Cottage, onde Harry vivia antes de abdicar das suas funções reais, segundo o jornal The Guardian, que teve acesso a um excerto do livro. 

O confronto terá começado com uma simples discussão, na qual William chamou Meghan de "difícil" e "rude", mas terá escalado para algo mais violento. "Aconteceu tudo tão rápido. Tão rápido. Ele agarrou-me pelo colarinho, arrancou-me o colar e atirou-me ao chão. Caí na tigela do cão, que se partiu nas minhas costas, os pedaços a cortarem-me. Fiquei ali por um momento, atordoado, então levantei-me e disse-lhe para sair", escreve o duque de Sussex.

Harry diz que o irmão foi ter consigo para falarem sobre o seu relacionamento com Meghan Markle e os problemas com a imprensa, mas que o que se sucedeu foram insultos e William a queixar-se da norte-americana. "Estás a repetir a narrativa da imprensa, esperava melhor de ti", terá dito o irmão mais novo ao herdeiro da Coroa, que não se conseguia manter "racional", pelo que continuaram a gritar um com o outro. A certo ponto, William terá afirmado que estava apenas a tentar ajudá-lo, ao que este terá retorquido com "estás a falar a sério? É isso que chamas a isto? Ajudar?".

Príncipes William e Harry em 2018.
Príncipes William e Harry em 2018. Foto: Getty Images

Momentos antes da discussão se tornar física, Harry terá dado um copo de água a William para tentar acalmar a situação, mas sem efeito. O irmão mais velho terá inclusive pedido ao mais novo que lhe batesse de volta, como faziam em criança, mas o marido de Meghan recusou-se a fazê-lo. Mais tarde, William terá voltado para pedir desculpas pelos sucedido, embora, numa reviravolta, tenha acrescentado que nada disto teria de ser contado a Meghan. "O facto de me teres atacado?", perguntou. "Eu não te ataquei", respondeu William. 

Segundo o diário britânico, os sentimentos sobre a posição de Harry enquanto substituto de William estão minuciosamente relatados em Spare (que em inglês significa sobressalente), começando pela história do seu nascimento, em que Carlos terá dito a Diana: "deste-me um herdeiro e um substituto - o meu trabalho está feito!".

Saiba mais
Celebridades, Atualidade, Príncipe Harry, Príncipe William, Meghan Markle
Leia também

Príncipe William, um retrato íntimo do futuro rei britânico

Numa altura em que o mundo ainda devora a entrevista de Harry e Meghan, o que se passa com o irmão que foi deixado para trás? Está a aceitar o seu destino, dizem os amigos mais chegados de William à correspondente do Sunday Times para os assuntos da realeza, Roya Nikkhah. Segunda parte de uma investigação ao lado mais privado do príncipe William.

As Mais Lidas