Beleza / Wellness

É uma pessoa ansiosa? Não faça estas 8 coisas

Do consumo excessivo de café à ausência de exercício físico, passando pelo tempo passado nas redes sociais, eis as situações ou alimentos que agravam a ansiedade.

Foto: Pexels
22 de junho de 2022 Rita Silva Avelar
Chamam-lhe a doença do século, e não é ao acaso: a ansiedade deve ser levada a sério e pode tomar proporções que desencadeiam outros problemas ligados à saúde mental. Prevenir é a palavra de ordem, uma vez que há circunstâncias e alimentos que podem agravar situações de ansiedade.

A médica Nawal Mustafa, especialista em neuropsicologia, enumera pelo menos 8 catalisadores de ansiedade, na sua página de Instagram. A primeira é logo muito intuitiva: não mexer o corpo. Passar horas à secretária, ou no sofá, sem se mover, pode gerar e agravar os sintomas de alguém que já se sente ansioso. "Quando nos sentimos ansiosos, o exercício parece ser a última coisa que queremos fazer, mas há evidências fortes de que uma rotina de treino consistente tem um impacto positivo no processo fisiopatológico da ansiedade" esclarece. Andar ou correr meia hora, sair de casa, optar pelos transportes públicos em vez do carro, tudo conta.

Depois, o consumo de café. O café tem um efeito estimulante muitas vezes incompatível com a ansiedade, e pode ser subtituído por um chá, ou ser consumido em forma de descafeínado, quando a pessoa já entrou neste estado. "A cafeína estimula o sistema nervoso central, o seu consumo excessivo pode levar a palpitações ou insónia". Ainda nos consumos, o excesso de açúcar também contribui de forma negativa para a ansiedade. "O consumo de açúcar gera um boost de energia, mas assim que é absorvido, o açúcar no sangue reduz rapidamente o que conduz a letargia e apatia." Tanto o café como o açúcar geram cortisol. Além disto, se não consumir água suficiente é fatal. Há vários estudos que relacionam a desidratação com a ansiedade.

A somar a estas, está o tempo em excesso passado nas redes sociais. "Embora sejamos criaturas sociais, tempo excessivo nas redes sociais (plataformas que nos fazem sentir mais ligados) leva a um aumento exacerbado de ansiedade. Comer uma refeição sem consultar o telemóvel, instalar aplicações que monitorizem o tempo passado online ou deixar o telemóvel fora do quarto, quando se vai dormir, são boas práticas.

Sem surpresas, dormir poucas horas também agrava sintomas de ansiedade. "Os estudos mostram que a privação do sono pode piorar a ansiedade, levando a um ciclo negativo que envolve sentimentos de ansiedade e insónia." 

A médica destaca ainda a falta de limites nos relacionamentos. "Dizer sempre que sim pode levar a sentimentos exacerbados de ansiedade. Para proteger a sua energia e paz de espírito, permita-se dizer "não" a coisas que não quer fazer." Por fim, falta de exposição solar. A luz solar, diz o especialista, potencia a libertação de seratonina e providencia vitamina D. Dez minutos todos os dias, é o mínimo.
Saiba mais
Saúde, Educação, Ansiedade, Café, Consumo, Doença, exercício
Leia também
As Mais Lidas