Atual

Nazanin Zaghari-Ratcliffe foi libertada, mas porquê só agora?

Cativa durante seis anos no Irão, Nazanin Zaghari-Ratcliffe pode finalmente juntar-se ao marido e à filha de sete anos no Reino Unido.

Nazanin Zaghari-Ratcliffe encontra-se livre no Reino Unido, após ter estado durante cinco anos presa no Irão, 17 de março de 2022
Nazanin Zaghari-Ratcliffe encontra-se livre no Reino Unido, após ter estado durante cinco anos presa no Irão, 17 de março de 2022 Foto: Getty Images
17 de março de 2022 Máxima
Desde 2016 que Nazanin Zaghari-Ratcliffe, de nacionalidade iraniana e britânica, foi detida pela autoridades iranianas quando visitava família no país. Ao longo dos últimos seis anos foram feitas várias tentativas pelo governo britânico para libertá-la, mas sem sucesso. Contudo, Nazanin, que trabalhava em novas organizações e ações humanitárias, encontra-se finalmente livre. Porquê?

A resposta simples, de acordo com a BBC News, é que as relações entre Londres e Teerão são melhores do que eram antes. Nazanin foi mantida refém e utilizada como um peão diplomático, de modo que o Irão pudesse exercer pressão sobre Londres. A jovem estava, literalmente, nas mãos da Guarda Revolucionária Internacional, depois de ter sido acusada em 2016 de trabalhar com organizações que queriam derrubar o regime iraniano e posteriormente condenada a uma pena de cinco anos. Na altura trabalhava para a Fundação Thomson Reuters, uma empresa de notícias e serviços de informação que visa "promover a liberdade dos média, fomentar economias inclusivas e promover direitos humanos".


Então, porque é que as relações entre os dois países melhoraram apenas agora? Isto poderá estar relacionado com o pagamento da dívida de 400 milhões de libras esterlinas que o Reino Unido estava a dever ao Irão (os ingleses venderam tanques e veículos blindados ao país mas cancelaram a sua entrega em reposta à revolução iraniana de 1979, segundo a CNN), embora o Ministro dos Negócios Estangeiros Hossein Amir-Abdollahian o negue. "Após negociações altamente complexas e exaustivas, a dívida de mais de 40 anos entre os Serviços Militares Internacionais e o Ministério da Defesa do Irão foi agora resolvida", afirmou Liz Truss, secretária dos Negócios Estrangeiros do Reino Unido, em Parlamento.
Richard Ratcliffe e a filha Gabriella seguram cartazes junto ao Parlamento em Londres, 23 de setembro de 2021
Richard Ratcliffe e a filha Gabriella seguram cartazes junto ao Parlamento em Londres, 23 de setembro de 2021 Foto: Getty Images

De acordo com a BBC News, esta dívida não foi liquidada mais cedo por receio dos EUA que tal decisão fosse lida como um incentivo para tomar outros reféns em troca de recompensas monetárias e financiasse o terrorismo. Já os ingleses temiam que os EUA penalizassem as instituições financeiras britânicas que pagassem dinheiro ao Ministério da Defesa iraniano, por violação de sanções internacionais. Outra explicação plausível está relacionada com as reuniões que têm havido em Viena, concebidas para discutir um acordo em que o Irão limitava as suas atividades nuclerares em troca do fim das sanções económicas que lhe foram aplicadas. Se o país pudesse vender de novo petróleo, isso também seria benéfico para o Reino Unido.
Richard Ratcliffe, marido de Nazanin Zaghari-Ratcliffe, com a filha dos dois, Gabriella, durante uma conferência de imprensa em Londres, outubro de 2019
Richard Ratcliffe, marido de Nazanin Zaghari-Ratcliffe, com a filha dos dois, Gabriella, durante uma conferência de imprensa em Londres, outubro de 2019 Foto: Getty Images

Ademais, os apelos incansáveis do marido de Nazanin, Richard Raccliffe, e de outros indivíduos, foram essenciais para manter a pressão sob o governo britânico quanto à libertação da mulher. Os políticos chegaram a estar perto de um acordo no ano passado, tendo acabado por não se concretizar. Nazanin é casada e tem uma filha de sete anos.
Saiba mais
mundo, atualidade, Nazanin Zaghari-Ratcliffe, Irão
Leia também

Príncipe William, um retrato íntimo do futuro rei britânico

Numa altura em que o mundo ainda devora a entrevista de Harry e Meghan, o que se passa com o irmão que foi deixado para trás? Está a aceitar o seu destino, dizem os amigos mais chegados de William à correspondente do Sunday Times para os assuntos da realeza, Roya Nikkhah. Segunda parte de uma investigação ao lado mais privado do príncipe William.

Liz Truss, a mulher que pode derrubar Boris Johnson

Se nos tempos mais próximos houver uma corrida à liderança do partido, há uma candidata em que os Conservadores britânicos mais lealistas não param de falar. Entra em cena a mais recente ministra dos Negócios Estrangeiros de Boris Johnson – por vezes, a cavalo num tanque de guerra (qualquer semelhança com Thatcher, absolutamente intencional). Charlotte Edwardes fala com elementos de Westminster acerca de Liz Truss, de momento a mais poderosa mulher na política britânica.

As Mais Lidas