Atual

Globos de Ouro 2021. A lista completa de vencedores (e as polémicas associadas)

The Crown, The Queen's Gambit e Nomadland, todos protagonizados por mulheres, foram os grandes vencedores da noite.

Foto: Getty Images
01 de março de 2021 | Marta Vieira

Nesta madrugada foram entregues os galardões da cerimónia oficial dos Globos de Ouro, que decorrem pela sua 78ª edição. Os prémios de cinema e televisão da Associação da Imprensa Estrangeira em Hollywood (HFPA, em inglês) são considerados um marco anual para a indústria, muito também por funcionarem como um preview para os Óscares, epítome das cerimónias cinematográficas, que este ano decorre, com excepção, a 25 de abril.

Sobre os Globos de Ouro, para além do frenesim causado pela passadeira vermelha, como vem sendo habitual – este ano em modo virtual devido à pandemia ­– houve também outro tipo de burburinho associado.

É que a cerimónia apresentada por Tina Fey e Amy Poehler (juntas aqui pela quarta vez), e ainda alguns galardoados do ano passado, não foi poupada a críticas, muito em linha com o que aconteceu quando as nomeações foram reveladas no início passado mês de fevereiro.

"Há muito lixo a ser nomeado", referiu Amy Phoehler, e não se ficou por aqui: "toda a gente está compreensivelmente chateada com a HFPA e as suas escolhas" disse, referindo-se ao facto de a associação ter decidido ignorar obras importantes escritas e protagonizadas por afro-americanos como "I May destroy you", "Insecure" ou "The 5 Bloods" de Spike Lee. Outros ausentes notados foram também os filmes "Ma Rainey: A mãe do Blues", "One Night in Miami" e "Judas and the Black Messiah".

Leia também

"Todos sabemos que as cerimónias de prémios são estúpidas", Tina Fey complementa o discurso da co-apresentadora, declarando que "mesmo com coisas estúpidas, a inclusão é importante e não há negros entre os membros da Associação da Crítica Estrangeira em Hollywood". Nem um, em 87 membros do júri. Jennifer Aniston foi um dos rostos que se associou a este protesto, nas redes sociais, ao partilhar uma imagem de um globo de ouro partido, acompanhada da frase "não é o suficiente", uma alusão à ausência de membros do júri negros, em quase uma centena de pessoas.

Também Jane Fonda, que recebeu o prémio de carreira Cacil B. de Mille, apontou a importância da diversidade na indústria cinematográfica, e a sua ausência.

Quem não se pode queixar é a Netflix, a plataforma de streaming que foi "a grande vencedora da noite", que concorria com 42 nomeações, a maioria para televisão, algo que conseguiu com sucesso através de séries como "The Crown" e "O Gambito de Dama", ambas premiadas.

Um dos títulos mais aguardados - Melhor Filme na categoria de Drama - foi para "Nomadland – Sobreviver na América", de Choé Zhao, e com Frances McDormand como protahonista, que também levou para casa o galardão de melhor realização, tornando-se a primeira mulher de origem asiática a receber este Globo de Ouro.

Leia também

A associação distinguiu ainda o ator Chadwick Boseman com um título póstumo para melhor ator dramático. Recordamos que o artista morreu o ano passado, aos 43 anos.

Veja a lista completa dos vencedores:

Melhor Filme - Drama

  • "Nomadland – Sobreviver na América"
  • "O Pai"
  • "Mank"
  • "Os 7 de Chicago"
  • "Uma Miúda com Potencial"
Leia também

Melhor Actor - Drama

  • Chadwick Boseman, "Ma Rainey: A Mãe do Blues" 
  • Riz Ahmed, "Sound of Metal"
  • Gary Oldman, "Mank"
  • Anthony Hopkins, "O Pai"
  • Tahar Rahim, "The Mauritanian"

Melhor Atriz Drama

  • Andra Day, "Estados Unidos vs. Billie Holiday" 
  • Viola Davis, "Ma Rainey: A Mãe do Blues"
  • Vanessa Kirby, "Pieces of a Woman"
  • Frances McDormand, "Nomadland – Sobreviver na América"
  • Carey Mulligan, "Uma Miúda com Potencial"
Melhor Filme Comédia ou Musical
  • "Borat, o Filme Seguinte" 
  • "Hamilton"
  • "Palm Springs"
  • "Music"
  • "The Prom"
Melhor Actor Comédia ou Músical
  • Sacha Baron Cohen, "Borat, O Filme Seguinte" 
  • James Corden, "The Prom"
  • Lin Manuel-Miranda, "Hamilton"
  • Andy Samberg, "Palm Springs"
  • Dev Patel, "The Personal History of David Copperfield"
Melhor Atriz Comédia ou Musical
  • Rosamund Pike, "Tudo Pelo Vosso Bem" 
  • Maria Bakalova, "Borat, O Filme Seguinte"
  • Kate Hudson, "Music"
  • Anya Taylor-Joy, "Emma"
  • Michelle Pfeiffer, "French Exit"
Melhor Actor Secundário
  • Daniel Kaluuya, "Judas e o Messias Negro"
  • Sacha Baron Cohen, "Os 7 de Chicago"
  • Jared Leto, "The Little Things"
  • Bill Murray, "On the Rocks"
  • Leslie Odom Jr., "One Night in Miami"
Melhor Atriz Secundária
  • Jodie Foster, "The Mauritanian" 
  • Helena Zengel, "Notícias do Mundo"
  • Glenn Close, "Lamento de uma América em ruínas"
  • Olivia Colman, "O Pai"
  • Amanda Seyfried, "Mank"
Melhor Realizador
  • Chloé Zhao, "Nomadland – Sobreviver na América" 
  • Emerald Fennell, "Uma Miúda com Potencial"
  • Aaron Sorkin, "Os 7 de Chicago"
  • Regina King, "One Night in Miami"
  • David Fincher, "Mank"
Melhor Argumento
  • Aaron Sorkin, "Os 7 de Chicago" 
  • Emerald Fennell, "Uma Miúda com Potencial"
  • Jack Fincher, "Mank"
  • Christopher Hampton e Florian Zeller, "O Pai"
  • Chloé Zhao, "Nomadland – Sobreviver na América"
Melhor Filme de Animação
  • "Soul: Uma Aventura Com Alma" 
  • "The Croods 2: A New Age"
  • "Over The Moon"
  • "Bora Lá"
  • "Wolfwalkers"
Melhor Filme de Língua Estrangeira
  • "Minari", Estados Unidos
  • "Another Round", Dinamarca
  • "Uma Vida à Sua Frente", Itália
  • "La Llorona", Guatemala
  • "The Two of Us", França
Melhor Banda Sonora Original
  • Atticus Ross, Trent Reznor, Jon Batiste, "Soul: Uma Aventura Com Alma" 
  • Atticus Ross, Trent Reznor, "Mank"
  • Alexandre Desplat, "The Midnight Sky"
  • James Newton Howard, "Notícias do Mundo"
  • Ludwig Göransson, "Tenet"
Melhor Canção Original
  • "Io sì", "Uma Vida à Sua Frente" 
  • "Fight for You", Judas and the Black Messiah
  • "Speak Now", One Night in Miami
  • "Tigress & Tweed", "Estados Unidos vs. Billie Holiday"
  • "Hear My Voice", "Os 7 de Chicago"
Melhor Série de Televisão - Drama
  • "The Crown" 
  • "Lovecraft Country"
  • "The Mandalorian"
  • "Ozark"
  • "Ratched"
Melhor Série de Televisão - Comédia
  • "Schitt’s Creek" 
  • "The Great"
  • "Emily in Paris"
  • "The Flight Attendant"
  • "Ted Lasso"
Melhor Minisérie ou Telefilme
  • "Gambito de Dama" 
  • "Normal People"
  • "Small Axe"
  • "The Undoing"
  • "Unorthodox"
Melhor Atriz em Série de Televisão - Drama
  • Emma Corrin, "The Crown" 
  • Olivia Colman, "The Crown"
  • Jodie Comer, "Killing Eve"
  • Laura Linney, "Ozark"
  • Sarah Paulson, "Ratched"
Leia também

Melhor Ator em Série de Televisão - Drama

  • Josh O’Connor, "The Crown" 
  • Jason Bateman, "Ozark"
  • Bob Odenkirk, "Better Call Saul"
  • Mathew Rhys, "Perry Mason"
  • Al Pacino, "Hunters"

Melhor Atriz em Série de Televisão - Comédia

  • Catherine O’Hara, "Schitt’s Creek"
  • Jane Levy, "Zoey’s Extraordinary Playlist"
  • Lily Collins, "Emily in Paris"
  • Kaley Cuoco, "The Flight Attendant"
  • Elle Fanning, "The Great"
Leia também

Melhor Ator em Série de Televisão - Comédia

  • Jason Sudeikis, "Ted Lasso" 
  • Don Cheadle, "Black Monday"
  • Nicholas Hoult, "The Great"
  • Eugene Levy, "Schitt’s Creek"
  • Ramy Youssef, "Ramy"

Melhor Atriz em Minisérie ou Telefilme

  • Anya Taylor-Joy, "Gambito de Dama" 
  • Cate Blanchett, "Mrs. America"
  • Shira Haas, "Unorthodox"
  • Nicole Kidman, "The Undoing"
  • Daisy Edgar-Jones, "Normal People"

Melhor Ator em Minisérie ou Telefilme

  • Mark Ruffalo, "I Know This Much Is True" 
  • Bryan Cranston, "Your Honor"
  • Jeff Daniels, "The Comey Rule"
  • Hugh Grant, "The Undoing"
  • Ethan Hawke, "The Good Lord Bird"

Melhor Atriz Secundária em Televisão

  • Gillian Anderson, "The Crown" 
  • Julia Garner, "Ozark"
  • Helena Bonham Carter, "The Crown"
  • Annie Murphy, "Schitt’s Creek"
  • Cynthia Nixon, "Ratched"

Melhor Ator Secundário em Televisão

  • John Boyega, "Small Axe" 
  • Jim Parsons, "Hollywood"
  • Donald Sutherland, "The Undoing"
  • Brendan Gleeson, "The Comey Rule"
  • Dan Levy, "Schitt’s Creek"
Saiba mais atualidade, artes, cinema, televisão, Globos de Ouro, 2021, gala, virtual, artistas, vencedores, polémica, diversidade
Mais Lidas