Prazeres

Três sítios para ir tomar o pequeno-almoço com as amigas

Esqueça as filas de turistas à porta, os lugares atulhados de nómadas digitais, e caríssimos, da concorrida nova Lisboa. A Máxima foi à procura de recantos para ir com as amigas contar segredos à vontade.

Foto: Machibombo
17 de dezembro de 2022 Patrícia Barnabé

Lisboa está cheia de novos espaços, mas se quase todos têm bom gosto, o conforto e os preços já são muito mais discutíveis, já para não falar na triste multiplicação de menus em inglês. Agora que entramos na época da troca de presentes e abraços e juras de amor, fizemos uma pequena lista dos lugares mais quentinhos e cool para nos receber por estes dias.

Fauna e Flora

Há anos que adoramos o Fauna e Flora, do primeiro que abriu na Madragoa, ao iluminado grande espaço junto à Almirante Reis. Nunca fomos ao do Estoril, mas consta que é um sucesso como os anteriores. E este deve-se ao facto de serem confortáveis como uma cozinha da avó, mas luminosos e cheios de plantas como nos ensinaram os escandinavos, um espírito e uma estética que encaixam tão bem em Lisboa. O melhor são os bolos maravilhosos, que os há de todos os sabores, das bolachinhas e muffins, às tartes quentinhas, àquele chocolate intenso do brownie, que aqui é qualquer coisa, até à fatia de bolo de beterraba que se derrete na boca e fica tão bem acompanhado com um chá, os as panquecas variadas, com especial destaque para a mais gulosa de aveia e banana com iogurte grego e doce caseiro de maçã, mas também há uma de frutos vermelhos.

Menu do Fauna e Flora.
Menu do Fauna e Flora. Foto: Fauna e Flora
Fauna e Flora.
Fauna e Flora. Foto: Fauna e Flora

É dos melhores espaços para refeições ligeiras, das granolas variadas às bowls de smoothies cheios de frutas e vitaminas (em que não falta a versão com açaí) aos dips de vegetais, aos que mergulhamos no hummus, no baba ganoush, ou no guacamole. E onde também não faltam as tostas e ovos, variadíssimas e super bem servidas, com versões vegan, os ninhos que são mais do que umas saladas, com junções inteligentes de ingredientes, em cuja base estão duas metades de abacate levadas ao forno e recheadas, e os clássicos bowls de frango, atum, salmão, o vegan e o de arroz negro com portobello grelhado, que também rivalizam, em sanduiches, com os mini hamburgueres, porque são muito deliciosos. Os vegetarianos são, aliás, muito bem servidos aqui. Sabe tudo a nutritivo e a caseiro. 

Menu do Fauna e Flora.
Menu do Fauna e Flora. Foto: Fauna e Flora

Onde? Rua da Esperança 33 e R. Febo Moniz 27A, em Lisboa, e R. Sacadura Cabral 24 A, no Estoril Quando? todos os dias das 9h às 19h Reservas 961 645 040

Numa café

Numa, porque fica numa esquina precisa, e muito solarenga, do Príncipe Real, descreve José Luís, arquiteto e designer, o mesmo que manteve muitos anos, com a sua mulher, a moderna loja de roupa que ali se encontrava e que abriu este espaço para celebrar a sua paixão por café. O seu único defeito é ter o menu em inglês, ainda mais num país com tamanha tradição de café, e só perdoamos porque as bebidas são excecionais, ou não tivessem sido pensadas por um barista. Estão disponíveis nas suas versões mais internacionais, por isso não espere por um café cheio, um carioca ou um galão escuro, mas espere excelência, incluindo o matcha, os chás da Companhia Portugueza do Chá ou os sumos naturais. Também servem refeições leves, todas vegetarianas e não cozinhadas, como a tosta de pão de carvão ativado com lâminas de abacate e paprika fumada, edamame e sementes (pode levar um ovo), a torrada com tzatziki, salmão fumado e cebolinho, ou o bagel de que gostamos particularmente, e nem por um acaso é um bestseller.

Numa Café.
Numa Café. Foto: Numa Café
Menu do Numa Café.
Menu do Numa Café. Foto: Numa Café

Para um pouco mais de fome, há a sopa do dia, uma quinoa com edamame, pepino, maçã verde e pickles caseiros, um hambúrguer de cogumelos marinados e um mix verdes, em pão brioche de abóbora e dois tipos de bowls com base de mix de folhas verdes abóbora assada, fruta da estação, granola salgada de curcuma ou com base de arroz negro, grão de bico marinado, salsa de tomate fresco, manga, couve roxa e molho tahini. No departamento dos doces, existem as papas de aveia com coco, crumble de granola e fruta, os smoothie bowls e as panquecas, com caramelo caseiro vegan, chantilly de coco e fruta fresca, ou frutos do bosque e calda de chocolate. Aconselham-se ainda os bolos caseiros sem farinha nem açúcar, como o de cenoura com coco ou o pão de banana, ou os scones de aveia, para acompanhar as delícias de cafetaria. Toda a cozinha é natural e não processada, e foi pensada por Joana Limão e pela gestora do espaço, Laiza, que veio do Naked e da hotelaria para abrir o Numa.

Menu do Numa Café.
Menu do Numa Café. Foto: Numa Café

Onde? Rua da Escola Politécnica 94, em Lisboa Quando? entre as 9h e as 17h, e aos fins de semana entre as 10h e as 17h Reservas 21 397 9605

Machibombo

É brunch e é bar, por isso é uma boa escolha para horas tardias e tardes preguiçosas. Um bombom cor de rosa com estofos encarnados, com qualquer coisa de diner e loja da Barbie onde os animais de estimação são bem vindos. No menu não se encontra proteína animal, o que é quase inédito num espaço não vegetariano, assim como tem várias limonadas caseiras, de kombucha bio, hibisco, matcha ou carvão ativado, uma seleção de bons chás, leite golden tumeric e o clássico mazagran. O matcha é dos melhores da capital. Aconselham-se a tosta de abacate com pão de massa mãe, ovos escalfados, feta, sriracha, tomate cherry e hummus de beterraba, a que chamaram Califórnia dreaming e a sanduíche de queijo grelhado com ovos, queijo cheddar, chutney de tomate e pickles. Mas também há a versão com kimchi caseiro, cheddar e maionese.

Menu do Machibombo.
Menu do Machibombo. Foto: Machibombo
Menu do Machibombo.
Menu do Machibombo. Foto: Machibombo

Ficámos a pensar na versão vegan que pousou na mesa ao lado: três tacos com tofu em caril, feijão preto e abacate, pickles de cebolas e molho de caju, coentros e salsa verde. Há que experimentar a granola caseira, com natas frescas da estação, açucaradas com mel ou xarope de agave, e as imperdíveis pretty in pink, as panquecas cor de rosa acabadas de fazer, ainda a fumegar, com molho de frutos silvestres, e os próprios mirtilos, arandos e framboesas, iogurte de coco, bagas de goji e xarope de ácer. Ou ainda os waffles de matcha com o mesmo molho generoso, o iogurte e amêndoas caramelizadas. Não experimentámos a hora do cocktail, mas vimos que a lista tem os clássicos todos a preços que variam entre os 9 e os 11 euros e a cerveja é Dois Corvos. Por isso, também dá para ir lanchar e deixarmo-nos ficar.

Menu do Machibombo.
Menu do Machibombo. Foto: Machibombo

Onde? Calçada do Combro, 87, em Lisboa Quando? todos os dias das 12h às 3h da manhã, domingos fecham às 17.00. Reservas 938 480 441

Saiba mais
Gastronomia, Tendências, Lisboa, Fauna e Flora, Numa café, Machibombo
Leia também
As Mais Lidas