Prazeres

Pescatore, o novo restaurante virtual que leva o mar a casa

Com um twist italiano, o chef Silvio Armanni faz uma deliciosa combinação de sabores do mar com ingredientes tão improváveis como avelãs, stracciatella ou clementina.

Foto: DR
14 de janeiro de 2022 Rita Silva Avelar
Apresenta-se como uma nova forma de comer peixe, envolvendo-o em pratos tradicionais italianos com um toque português. Para quem adora os sabores do mar, e está a evitar as saídas à rua, pelo menos para almoçar ou jantar fora, o Pescatore é perfeito.

Trata-se de um novo restaurante virtual, o primeiro do grupo Lisbon Street Kitchen (LSK) com o pescado mais fresco e comprado localmente, que se materializa em deliciosos pratos, idealizados pelo chef Silvio Armanni. "O peixe em Portugal é incrível e o mercado de delivery focado no peixe era um nicho que achámos interessante explorar, até porque não há muita oferta. Sabemos também que as pessoas adoram e consomem muito peixe, por isso quisemos dar-lhes uma forma diferente e arrojada de o poderem comer", explica o chef, em comunicado à imprensa. Uma das filosofias que distingue o Pescatore, além de ser virtual e funcionar com take-away e home delivery, segue os princípios do desperdício zero: todas as partes do peixe são aproveitadas. 
Sopa de abóbora com vieiras da Galiza.
Sopa de abóbora com vieiras da Galiza.


Embaladas de forma cuidada e atenciosa, em cartão, chegam-nos a casa verdadeiras propostas de comfort food, como a sopa de abóbora e cenoura com alecrim fresco, avelãs picadas e vieiras da Galiza. Não nos importaríamos de comer esta sopa todos os dias. Entre os preferidos, estão ainda o peixe-espada do Atlântico, acompanhado por um esparguete frio com pesto caseiro, tomates cereja semi-secos, raspas de limão e pinhões biológicos tostados, que comemos frio e nos sabe pela vida, tal é irresistível esta combinação.
Esparguete frio com peixe-espada do Atlântico.
Esparguete frio com peixe-espada do Atlântico.

Entre outras propostas do menu, maravilhamo-nos com aquilo a que o chef chama de trilogia do mar, uma bowl com camarão e lula cozidos, tártaro de atum, cuscuz de trigo integral e uma emulsão de abacate e algas marinhas. Inspirando-se na espécie açoriana, o chef concebeu uma sanduíche de atum dos Açores, feita com puccia, um pão arredondado da região da Puglia (Itália), recheada com tártaro de atum, pesto caseiro, stracciatella, rúcula, tomate heirloom e cebola roxa em conserva.  
Sandes de atum dos Açores
Sandes de atum dos Açores
Pasta orecchiette com mexilhões de Aveiro
Pasta orecchiette com mexilhões de Aveiro

E, suspire de alívio, as sobremesas também não foram esquecidas, estando disponíveis para pedido o bolo Caprese, feito com farinha de amêndoa, chocolate negro e creme de chantilly de baunilha e uma irresistível mousse de ricota e geleia de clementina, servida com maçã assada, castanhas assadas e alecrim fresco, que, no nosso caso, soube muito bem ao pequeno-almoço do dia seguinte.
Bolo Caprese.
Bolo Caprese.
Mousse de ricota e geleia de clementina.
Mousse de ricota e geleia de clementina.

O Pescatore desenvolveu ainda menus especiais com a combinação de vários pratos e preço fixo, é o caso do Business Lunch (15€), perfeito para almoços rápidos, com um prato principal, o prato vegetariano da estação ou o bolo caprese e uma bebida. Outro dos menus especiais é o The Coworkers, que permite pedir três pratos principais por €30. O Pescatore está disponível de terça a sábado, basta fazer o respetivo pedido via Uber Eats, Bolt Food, Glovo ou através da Kitch.
Saiba mais
Restaurantes, Comida, Pescatore, Comida, Take away
Leia também
As Mais Lidas