Atual

O que significa a posição da lua para cada signo? Mais do que pode imaginar

Além do signo e do ascendente, é a lua quem dita o nosso lado emocional, e tem um papel importante na formação da nossa personalidade.

Foto: IMDB / Filme Melancolia
24 de fevereiro de 2022 Andrea Pereira

Quando falamos da Lua em astrologia, falamos do elemento que indica a forma como sentimos que pertencemos ao mundo, e onde temos as nossas seguranças e inseguranças.

A Lua dá, assim, a cada momento, a fotografia emocional de como nos sentimos (ou não) integrados e seguros. Indica a necessidade imediata que precisamos de satisfazer e daí ser um elemento de intimidade (aquele que partilhamos com quem nos sentimos confortáveis). Tudo o que o lado lunar quer é conforto e saber que pode ser exatamente como é. As nossas emoções são a bússola que a cada momento indica a direção do nosso bem-estar. Não é à toa que a Lua representa a nossa criança interna, não tendo espaço nem tempo, ela precisa de ter a atenção da nossa mãe espiritual, alimentando as suas necessidades em cada "agora".

O corpo emocional compõe o ego, a imagem que vamos construindo da nossa identidade, momento a momento. Trata-se da conversa interna que estabelecemos e que permeia a relação com o outro. Daí a necessidade de segurança: queremos estabilidade na visão que temos de nós mesmos, para sentirmos segurança na relação com o mundo. Mas o mundo está sempre a mudar e o mundo emocional flutua como as diferentes fases lunares. A grande lição da Lua é ter segurança interna, não dependente de fatores externos. O máximo treino para esta resiliência interna é a atenção às necessidades emocionais de cada momento, de forma a percebermos o que está em falta e podermos assegurar o que é necessário.

Vamos então perceber a relação que cada lua estabelece com o mundo.

Lua em Carneiro: pode sentir-se mais masculina que feminina e isso trazer desconforto. Tem a necessidade de ter ação e de agir sem se sentir restringida. Quanto mais sentir interferência externa, mais frágil pode ficar. O lado sombra é a reatividade e a tendência a tornar-se dominadora. Deve honrar a sua necessidade de ação, colocando a pergunta: aonde posso trazer ação ou movimento ao corpo. Sente-se bem ao encontrar sítios onde é pacífico tomar a iniciativa. A sua grande lição é perceber que quando se é reativo não se é muito produtivo. Poderá ser útil aprender a refletir e perguntar sobre aquilo que o outro precisa.

Lua em Touro: é a lua com maior necessidade de conforto e segurança. Trata-se de uma lua muito prática e precisam de ser constantes e estáveis no próprio ritmo. Estas pessoas podem sentir-se letárgicas e presas quando não estão no seu ritmo. A consistência da rotina pode também ser uma estagnação. A beleza é uma chave. Estarem rodeadas de beleza é um grande incentivo à segurança emocional e devem alimentar-se com produtos de grande qualidade.

Lua em Gémeos: É a lua das ideias seja através de conversas, livros ou filmes. Há a necessidade de flexibilidade nas ideias. Pode haver muita indecisão natural de uma mente fragmentada e instável. Deve honrar a sua necessidade de variedade. Precisa de muito estímulo e de brincar com as ideias não sendo necessário, sequer, torná-las realidade. Por vezes falar é uma defesa contra os sentimentos. O seu ponto fraco pode ser a ambiguidade.

Lua em Caranguejo: emocionalmente querem proteção, mas vêem-se a elas próprias como protetoras e podem sentir muito o que os outros sentem, serem maternais e preocuparem-se mais com os outros do que os outros com elas próprias. Às vezes têm o desafio da relação com a própria mãe. Pode ter a inclinação para se retirar num estado emocional de isolamento e de se darem apenas com o que é familiar. Elas precisam de encontrar formas de expressão de criatividade.

Lua em Leão: Há uma necessidade de reconhecimento e aceitação e precisa de descobrir onde é que encontra um sentido de reconhecimento. A sua necessidade de imaginação pode levá-la a dramatizar muito a vida e ser muito competitiva. Deve aprender a trazer essa atenção sobre si própria e sobre os seus sentidos ao fazer atividades onde sente que as coisas lhe correm bem, senão no trabalho, com um hobbie. Arranjar tempo para brincar e para se divertir.

Lua em Virgem: pode ter dificuldade em nutrir-se a si própria. Pode compulsivamente criticar-se ao nível emocional. Há a necessidade de se organizar. Vão sentir-se bem se encontrarem algo onde podem usar o seu superpoder do discernimento e precisam de muita independência. Têm o lado sombra de criticar tudo, de hiper analisar e de somatizar as emoções em doenças. Aprender a ver a beleza nas pequenas coisas, os pequenos detalhes. Encontrar uma forma de usar as mãos de forma a contrariar a mente pensadora.

Lua em Balança: precisa de equilibra o trabalho com a família e com os amigos. Espelhar e ser espelhado, é muito importante. Deve perceber que o que lhe faz bem não é falar com toda a gente na festa, mas sim ter a conversa que realmente está a servir de espelho ao que precisa de ver refletido. Tem o lado sombra de agradar, pode ficar no passivo-agressiva e faltar-lhe autenticidade. A beleza e a graça e o refinamento são altamente necessárias para esta lua.

Lua em Escorpião: Psicanalisa a natureza das suas emoções e das emoções dos outros e têm uma tendência natural ao confronto. Querem perceber de onde é que o outro vem de verdade. Vem cá curar as feridas emocionais que são acordadas pelas relações. Podem ser emocionalmente defensivas devido a essas feridas emocionais. Pode haver desconfiança em relação ao meio externo e querer sentir segurança. Necessidade de profundidade e intensidade. Por outro lado, têm a habilidade de expressar a conexão e paixão na vida. A sombra pode ser falta de objetividade e o apego obsessivo.  

Lua em Sagitário:  Esta lua tem muita necessidade de movimento, liberdade e exploração. Precisam de ver a perspetiva mais larga, senão podem entrar num frenesim e agitação de algo que está a faltar, por necessitarem de tanta aventura e novidade. Devem aprender a encontrar um espaço para os sonhos e aprender a ter foco. Há uma imaginação poderosa que precisa de ser acoplada com coragem e que precisa de ser expressa no mundo.

Lua em Capricórnio: Esta lua é perita em fazer as coisas de forma a haver um sentido de progresso. Há muito autocontrolo e quando há muito a acontecer eles arranjam uma estrutura de forma a controlar a situação e pode tornar-se muito restritos, com muita disciplina. Pode ser muito pessimista e isolada. A natureza é um bom antídoto e também o trabalho com as mãos e de ver algo passar de nada a algo.

Lua em Aquário: Pode ser uma lua com muita ansiedade e sensível a choques emocionais. Tem muita necessidade de liberdade de movimento e pensamento. Sabe cultivar independência em si e nos outros. Não se querem envolver em dramas emocionais o que se pode traduzir no evitamento das conexões emocionais. Podem também isolar-se. Devem aprender a honrar a sua inteligência e capacidade de estar no mundo.

Lua em Peixes: É a lua do sonhar acordado com diferentes realidades e de deixar-se levar pela imaginação. Trata-se de uma lua aberta às vibrações de tudo o que a rodeia o que pode criar confusão sobre a autoimagem. Há uma enorme necessidade de magia, fantasia assim como a necessidade de retiro talvez porque facilmente perde o foco e sente-se desorientada. Deve trabalhar a questão da vulnerabilidade e a força criativa nessa vulnerabilidade. Precisa de honrar os sentimentos que surgem em vez de ir para o escapismo.

Saiba mais
Atualidade, Diversão, Signos, Zodíaco, Horóscopo
As Mais Lidas