Atual

Mariana Patrocínio: "Na minha geração há muitos pais que reprovam uma palmada"

Nesta rubrica, as mães desafiadas pela Máxima falam sem filtros sobre a maternidade. Mariana Patrocínio, mãe de três, é uma das primeiras convidadas.

Foto: @marianapatrocinio_
25 de agosto de 2020 | Rita Silva Avelar

Quem foram as primeiras pessoas a quem contou que estava grávida, e quais foram as reações mais épicas/inesperadas?

O primeiro a saber foi sempre o Alexandre, depois irmãs e pais. Não houve reações épicas, um bebe é sempre uma coisa muito boa e natural.

Como correu a experiência da gravidez? Houve diferenças entre umas e outras? Prós e contras, vale tudo…

As três gravidezes foram tranquilas, sem percalços, só que a primeira é novidade e por isso mais emocionante. O melhor de tudo são os dias dos partos, são dias muito bons, vividos em família.

Leia também

Quando o/a primeiro filho/a nasceu, quais foram os seus primeiros pensamentos?

Primeira sensação foi de alívio por ter tido um bom parto e o bebé ter nascido saudável.

Lembra-se de quais foram as recomendações mais "enervantes" dos amigos e da família?

Truques e teorias sobre os rituais do sono do bebé. Não há verdades absolutas, cada bebé é diferente, o melhor é relaxar…

Leia também
View this post on Instagram

Wild spirit

A post shared by Mariana Patrocínio (@marianapatrocinio_) on

Leia também

Quando é que os seus filhos a tiram do sério?

Quando tenho que repetir 100 vezes a mesma coisa até obedecerem, é desgastante. 

O que faz quando os seus filhos não estão a ver, mas que lhes diz para não fazer?

Pegar no telemóvel quando estou à mesa, abrir porta do frigorifico e ficar a pensar no que vou tirar…

Leia também

Qual foi a maior asneira do pai? Aquele dia em que estava despistado e…

Esquecer-se do boneco de dormir para umas férias…

Quais são os maiores desafios da maternidade, a par de ser mulher e da profissão?

Estar muito presente na vida dos meus filhos em idades diferentes (todas exigentes!), trabalhar, fazer desporto e ter vida social.

Leia também

É importante ter momentos só para si? De que forma é que consegue fazê-lo?

Muito importante para ser melhor mãe e só se consegue com muita organização. Planeio com antecedência as semanas e fins de semana. É essencial ter programas nossos e não andar "a toque de caixa" dos filhos.

O que é que continua a ser tabu na maternidade, no ser-se mãe?

Acho que na minha geração há muitos pais que reprovam uma palmada ou um raspanete…

Leia também
Saiba mais Mariana Patrocínio, Maternidade, Confessionário, Mães, Intimidade, Mãe, Confessionário das mães
Mais Lidas