Prazeres

Ōkah. Este não é só mais um rooftop lisboeta

Desengane-se quem pensa que o Okah, situado no espaço LACS, é mais um rooftop para a Lisboa do Tejo. A experiência gastronómica deste restaurante é tão intensa que nos desvia o olhar das vistas… para o prato.

21 de agosto de 2020 | Rita Silva Avelar

Num verão atípico, a procura por espaços arejados e desafogados é uma tendência constante. Situado junto ao rio Tejo, o Okah ocupa o espaço do rooftop do edifício Lacs. De portas abertas desde o verão de 2018, o restaurante ganha agora uma nova carta às mãos do chef Luís Barradas.

Setubalense, o chef viajou pelo mundo – sobretudo o asiático – e aliou as melhores iguarias portuguesas à mestria oriental de quem também sabe tratar bem da obra-prima que é o peixe fresco. Formado em jornalismo, foi em Inglaterra que nasceu a paixão para a cozinha, ao realizar um curso de cozinha francesa no Westminster College, em Londres. Foi também na capital londrina que se especializou em sushi, no restaurante japonês Suntori.

Sushi e sashimi, a especialidade do chef.
Sushi e sashimi, a especialidade do chef.

Desde essa altura, a sua curiosidade pelas técnicas japonesas de cozinha relativas ao sushi e ao sashimi tornou-se mais aguçada, e pode agora ser apreciada na nova carta deste espaço lisboeta. A fusão entre a portugalidade e a cozinha asiática expressa-se em pratos como tártaro de carapau com pappadums de cominhos (€9), fataça queimada com batata doce (€7) ou os deliciosos niguiris de sardinha assada (2, €6,50), de atum dos Açores (2, €10) ou de robalo (2, €8).

Tártaro de carapau.
Tártaro de carapau.
Rissóis de berbigão.
Rissóis de berbigão.

Para quem prefere um registo 100% português, as sugestões passam pelo que existir na categoria "Peixe Fresco da Nossa Costa", como por exemplo robalo com arroz carolino de limão e algas do Sado (€15). Para os apreciadores de carne, o bife da vazia de vitelão com puré de cherovia, espargos e cogumelos shimeji. A sobremesa é capaz de provocar exclamações a quem já provou pratos tão ricos como estes, pela sua riqueza e cariz surpreendente. Entre a seleção, a nossa eleição é a pêra bêbada com gelado de Queijo de Azeitão e bolacha Piedade (€6).

Uma das sobremesas a provar: pêra bêbada com gelado de Queijo de Azeitão e bolacha Piedade.
Uma das sobremesas a provar: pêra bêbada com gelado de Queijo de Azeitão e bolacha Piedade.

No paring de vinhos, um dos pontos fortes do Okah além da ementa, o restaurante sugere vinhos como o Espumante Marques de Borba Rose, o Marquês de Borba Vinhas Velhas branco, de 2018 ou o Quinta da Viçosa tinto de 2015.

Onde? Cais Rocha Conde de Óbidos 4º Esquerdo, Lisboa Quando? Todos os dias das 12h30 às 23h (excepto segunda-feira, que encerra). Reservas reservas@okah.pt ou 914 110 791

Saiba mais Lacs, Ōkah, Tejo, Luís Barradas, Restaurantes, Gourmet, Comida, Chef, Tejo, Rooftop, Esplanadas em Lisboa, Lisboa
Relacionadas

A padaria que reaproximou os portugueses do pão

Fomos conhecer os bastidores da Gleba, a padaria de confeção artesanal que faz com que algumas pessoas percorram 30 quilómetros só para comprar o pão quentinho, acabado de cozer. Um método que, finalmente, “faz jus à tradição portuguesa do pão” - nas palavras do seu fundador.

De drogaria a restaurante de bairro

Este não é mais um restaurante cool lisboeta. É um recanto cheio de histórias, encantos e iguarias portuguesas para provar enquanto se brinda ao desconfinamento.

Ir ao paraíso e voltar

Aos poucos o mundo vai reabrindo e, embora as viagens ainda sejam pensadas com cautela, não devemos deitar fora a nossa lista de sítios a visitar. São Miguel, nos Açores, é certamente um desses lugares, um paraíso entre a Natureza e o oceano.

Mais Lidas
Celebridades 16 casais de mulheres influentes

Atrizes, modelos, artistas e cantoras, estas personalidades superaram o preconceito e utilizaram de sua visibilidade para lutar contra a homofobia e celebrar com muito orgulho a sua sexualidade.