Moda

Atenção colecionadores: vêm aí leilões de carteiras de luxo!

A leiloeira Bonhams lançou no início de 2020 um novo departamento dedicado a carteiras de luxo com assinatura de marcas de moda. A primeira venda aconteceu no passado dia 16 de julho, em Londres.

13 de agosto de 2020 | Carolina Carvalho

Peças de desejo ou bens de investimento? Na verdade, as carteiras com assinatura das mais prestigiadas marcas de moda são ambas as coisas. Das peças clássicas às criações irreverentes, muitas têm nome próprio e algumas têm a sua própria história. Além do design, as marcas de luxo apostam na qualidade, o que faz com que estes objetos passem de geração em geração e acumulem valor sentimental e histórico.

A Bonhams, prestigiada leiloeira inglesa fundada em 1793, sediada em Londres e com escritórios em 22 países, incluindo Portugal, lançou em janeiro de 2020 um departamento dedicado a carteiras de luxo com assinatura de marcas de moda: Designer Handbags & Fashion. Embora a primeira venda estivesse, inicialmente, prevista para abril, acabou por acontecer no passado dia 16 de julho, em Knightsbridge (a sede da Bonhams em Londres) e encerrou a Bonhams Luxury Week (Semana do Luxo Bonhams), que também incluiu leilões de joias, relógios e vinhos.

A venda de topo deste leilão foi uma carteira Birkin, da marca francesa Hermès, mais especificamente uma Matt Geranium Alligator Birkin 35 de 2012, que atingiu o valor de 25.062 libras. Mas também fizeram parte deste leilão peças de marcas como Chanel, Christian Dior, Gucci, Louis Vuitton e de datas bem variadas, havendo criações deste século (e até de 2019), assim como de décadas anteriores recuando até ao início do século XX, com um baú monogramado da Louis Vuitton. Destaque ainda para outras edições especiais Louis Vuitton: uma carteira do modelo Neverfull da Masters Collection (2017), criada em parceria com o artista Jeff Koons e de nome Turner, por ser adornada com uma obra do artista inglês Turner, e uma Speedy 30 de 2001, edição especial Stephen Sprouse Grafitti. Venderam-se também carteiras da casa Chanel e outros modelos da maison Hermès, como carteiras Kelly da década de 1960. Os resultados podem ser consultados aqui.

Segundo Filipa Rebelo de Andrade, representante da Bonhams em Portugal, o que levou a Bonhams a abrir este novo departamento foi o facto das carteiras de luxo poderem ser consideradas como "um bem colecionável, com as características que isso implica noutras disciplinas. Algumas destas características são a raridade, pois muitos modelos já não se fabricam, ou são de edições limitadas e de muito difícil acesso. Por outro lado, existirão em alguns casos, interessantes retornos financeiros para um objeto que, tendo sido adquirido com uma finalidade utilitária, passou a ser um objeto de coleção. Um pouco o processo que acontece com relógios ou carros." As peças a leilão do departamento Designer Handbags & Fashion são carteiras em segunda mão ou de colecionadores tanto contemporâneas como vintage. Além das carteiras conta ainda com bijuteria (ou, mais especificamente, costume jewellery uma vez que a leiloeira já conta com um departamento de joalharia), malas de viagem e peças de moda clássicas. O departamento é liderado por uma equipa especializada em moda e carteiras de designer, destacando-se Meg Randell e Winnie McGee, com vasta experiência na área dos leilões, que se juntaram recentemente à família Bonhams. A curadoria das peças a leilão é feita segundo as tendências do momento, tanto na moda como no mercado. Mas nem todas as carteiras antigas ou arrojadas são potenciais peças de leilão. "Neste momento, a Bonhams procura marcas como Hermès, Chanel, Louis Vuitton, Gucci, Prada e Christian Dior, entre as principais marcas de luxo, mas o melhor é sempre consultar-nos para saber se de facto, a carteira no fundo do armário poderá ser mesmo um pequeno tesouro", esclarece Filipa Rebelo de Andrade e acrescenta ainda que a expectativa em relação ao mercado português é muito otimista e "inclui o fator novidade, o que é muito interessante".

Segundo o comunicado da Bonhams, que anunciava em janeiro deste ano a abertura deste novo departamento, o mercado dos bens de luxo usados valia em 2018 cerca de 24 mil milhões de dólares e esperava-se que em 2023 valorizasse mais do dobro para 51 mil milhões de dólares, citando a GlobalData que analisou vários fatores. Entretanto o mundo deparou-se com uma pandemia sem precedentes e consequências ainda por descobrir. Inicialmente a estratégia da leiloeira para o departamento Designer Handbags & Fashion passava por fazer quatro vendas por ano, cada uma com cerca de 200 ou 300 peças a leilão, sendo duas destas vendas presenciais e as outras duas exclusivamente online. Depois da primeira venda ter acontecido este mês de julho e com sucesso, segundo a leiloeira, a próxima oportunidade de comprar uma carteira especial é num leilão online a partir de Hong Kong que acontece entre os dias 21 e 28 de agosto. As novidades podem ser seguidas no site da Bonhams. Apaixonados por moda e colecionadores estão convidados!

Carteira Birkin, de 2012, vendida em leilão Bonhams por €27 868 (aproximadamente).
1 de 3 Carteira Birkin, de 2012, vendida em leilão Bonhams por €27 868 (aproximadamente).
Carteira Birkin em pele de avestruz, de 2006, vendida em leilão Bonhams por €9798 (aproximadamente).
2 de 3 Carteira Birkin em pele de avestruz, de 2006, vendida em leilão Bonhams por €9798 (aproximadamente).
Carteira Birkin, de 2009, vendida em leilão Bonhams por €9451 (aproximadamente).
3 de 3 Carteira Birkin, de 2009, vendida em leilão Bonhams por €9451 (aproximadamente).
Saiba mais Moda, Carteiras, Luxo, Bonhams, Leilão
Relacionadas

Alta-Costura para ir ao supermercado? Conheça Luna De Casanova

O mundo tradicional da Couture está a ser abalado pela nova geração de compradores que fazem as encomendas através do WhatsApp e do Instagram. Jane McFarland passou 24 horas na primeira fila dos desfiles e conheceu umas das mais fiéis clientes, e conta-nos tudo.

Tiaras, as joias da realeza mais cobiçadas

Peças históricas ou acessórios de luxo? As tiaras combinam o peso da herança com a graciosidade de uma peça de joalharia. As princesas são as principais trend-setters, mas, embora tenham regras próprias, não se limitam ao interior dos palácios. As tiaras estão na moda? Fomos investigar.

Mais Lidas