Celebridades

O diário secreto da rainha Isabel II

As memórias da rainha da Inglaterra, incluindo detalhes do seu quotidiano, terão sido escritas pela própria num caderno que só pode ser lido pelo príncipe Filipe. Será este o objeto mais valioso do Palácio de Buckingham?
Por Camila Lamartine, 04.07.2019

A exemplo do seu pai, o rei George VI, que escrevia com frequência sobre o seu dia-a-dia, a rainha Isabel II mantém um caderno de memórias, que atualiza todos os dias à noite antes de dormir. Isto foi o que revelou uma fonte próxima do Palácio de Buckingham ao jornal The Sun, citado pela revista francesa Madame Figaro.

De acordo com a mesma publicação, a rainha organiza tudo de forma a não ser interrompida durante os momentos de escrita, a não ser em caso de ‘emergência nacional’. E logo de manhã, Isabel II, que em 2019 completou 93 anos, destrói os possíveis rascunhos para que ninguém possa descodifica-lo. A fonte também revelou que a rainha não se separa do seu diário e que este fica sempre guardado e fechado à chave.

Somente uma pessoa tem acesso a estas páginas. Trata-se do seu marido, o duque de Edimburgo com quem está casada desde 1947 e que durante todos estes anos terá acompanhado o que a monarca escreve no seu diário.

A questão que toda gente quer saber é: qual o conteúdo deste caderno? Serão as suas preocupações sobre a princesa Diana, e posteriormente sobre Kate Middleton e Meghan Markle? Estará por aqui a sua opinião sobre Donald Trump, que acabou de a visitar em Inglaterra? São apenas suposições, já que provavelmente este caderno nunca será divulgado.

Partilhar
Ver comentários
Últimas notícias
Vídeos recomendados
0 Comentários
Subscrever newsletter Receba diariamente no seu email as notícias que selecionamos para si!