Celebridades

Morreu Sarah Harding, da banda Girls Aloud, com cancro da mama

Sarah Harding morreu este domingo, 5 de setembro, vítima de cancro da mama, aos 39 anos.

Sarah Harding no 'Chelsea Flower Show' do lar Royal Hospital Chelsea (2016).
Sarah Harding no 'Chelsea Flower Show' do lar Royal Hospital Chelsea (2016). Foto: Getty Images
06 de setembro de 2021 | Ana Damião

O comunicado foi partilhado pela família de Harding através do Instagram da cantora. "É com profundo desgosto que hoje partilho a notícia de que a minha bela filha Sarah morreu", escreveu Marie Harding, mãe da artista.

"Muitos de vós saberão da batalha de Sarah contra o cancro e que ela lutou tão fortemente desde o seu diagnóstico até ao último dia", lê-se na nota fúnebre. "Agradecemos o apoio que recebemos ao longo do último ano. Significou muito para a Sarah e deu-lhe muita força saber que era amada. Sei que ela não desejaria ser lembrada pela sua luta contra esta doença terrível. Ela era uma estrela brilhante e é dessa forma que queria ser recordada".

A banda Girls Aloud foi criada em 2002 a partir do concurso de talentos Popstars: The Rivals e era constituída por Cheryl Cole, Nadine Coyle, Sarah Harding, Nicola Roberts e Kimberley Walsh. Entre 2003 e 2008 lançaram cinco álbuns, popularizando canções como the promise.

O grupo acabou por separar-se em 2013, após uma década de sucesso. Sound of the underground, o primeiro êxito da banda, chegou ao primeiro lugar das tabelas discográficas do Reino Unido.

Em março, a atriz e modelo lançou uma autobiografia intitulada por Hear Me Out, onde explica a razão que a levou a revelar publicamente a sua luta contra a doença de modo a alertar as pessoas para o perigo do cancro da mama e para a necessidade de se fazerem exames regularmente. Também foi no Instagram que Sarah contou, há uns meses, que não deveria chegar ao Natal deste ano.

Leia também
Saiba mais Sarah Harding, cancro da mama, doença, Girls Aloud, música, artistas, Cheryl Cole, Nadine Coyle, Nicola Roberts, Kimberley Walsh, hear me out, the promise, sound of the underground
Mais Lidas