Celebridades

Há uma razão (e uma história) que explica porque Diana sempre usou o cabelo curto

Sam Knight, aquele que foi um dos cabeleireiros preferidos de Diana, foi quem lhe cortou o cabelo nos anos 90, eternizando o famoso corte 'pixie', uma tendência lançada pela princesa que inspirou gerações de mulheres.

Foto: Getty Images
13 de abril de 2021 | Rita Silva Avelar
Além de se ter tornado a princesa "do povo", e uma das preferidas da história da realeza britânica, Diana antecipou a tendência de cabelos que marcou a década de noventa, o chamado corte "bob" ou "pixie". Sabe-se agora que este famoso corte resultou de uma decisão de impulso, revelou o seu cabeleireiro Sam McKnight, no último episódio da série "Vogue Visionaries" publicado no YouTube da Vogue britânica.

"A primeira vez que conheci a princesa de Gales foi numa sessão fotográfica", recordou McKnight. O cabeleireiro diz que viu uma "loira a subir as escadas, que me estendeu a mão e se apresentou, sorrindo, e fez-nos derreter a todos. Era a princesa Diana". Na altura, Diana estava a ser fotografada para a Vogue britânica, e ainda tinha o cabelo mais comprido, um pouco antes dos ombros, como a vimos usar ao longo dos anos 80. 

O cabelereiro recorda esta sessão como "realmente adorável"."Rimos tanto - ela era muito engraçada", disse  McKnight, mal sabendo que, mais tarde, iria recriar os penteados icónicos de Diana em Emma Corrin, que a interpreta na série The Crown.

No fim da sessão, o cabeleireiro diz que a princesa lhe perguntou: "O que faria com o meu cabelo se eu lhe dissesse 'faz qualquer coisa'?" lembrou McKnight. "Eu disse, 'Eu cortaria tudo e recomeçaria', porque era o início dos anos 90 e era na altura em que eu fazia muitos espectáculos e capas, e muitas das raparigas tinham cabelo curto." A resposta inesperada de Diana? "'Bem, porque não o corta agora?" recorda o cabeleireiro. "Por isso, cortei-o e nunca mais olhámos para trás". E assim nasceu  o famoso [penteado] pixie de Diana.
Leia também
Saiba mais Diana princesa, Realeza, Cabelos, Sam McKnight, YouTube, artes, cultura e entretenimento, história, Cabelo, Corte
Mais Lidas
Atual Uma novela gráfica dedicada à sexualidade feminina

Com um olhar atento e mordaz, a artista sueca Liv Strömquist expõe, na novela gráfica ‘O Fruto Proibido - Uma História Cultural da Vulva’, as mais diversas tentativas de domar, limitar e padronizar o sexo feminino ao longo da História. Acaba de ser publicada em Portugal e é tão divertida como acutilante.