Celebridades

Britney Spears e Michelle Williams: O livro - e aúdio - de que toda a gente fala

Justin Timberlake protagonizou um momento risível que Britney relata no seu livro e Michelle Williams, a atriz que fez a narração do audiolivro, foi a cereja no topo do bolo.

Foto: Getty Images
27 de outubro de 2023 Madalena Haderer

Quando uma diz mata, a outra diz esfola. E o mais divertido é que nada disto parece ter sido intencional. Falamos da recém lançada autobiografia de Britney Spears, The Woman in Me, e da narração do audiolivro feita por Michelle Williams. Um trabalho pelo qual a internet em peso – sim, pesámos a internet, é uma coisa que costumamos fazer às sextas-feiras – diz que a atriz merece uma nomeação para os Grammy. O que aconteceu é que Britney relata uma história em que Justin Timberlake, seu então namorado, sai um bocado mal visto – embora ele talvez não tenha noção, o que só torna o episódio ainda mais engraçado – e Michelle faz uma imitação deliciosa do cantor.

View this post on Instagram

A post shared by Ryan Scott (@ryinskott)

O momento que se tornou viral, com diversos tiktokers e instagrammers a avisarem que nada nos prepara para estes 15 segundos, ocorre quando Britney Spears explica que o que diferenciava a banda NSYNC – na qual o seu então namorado Justin Timberland era vocalista – dos Backstreet Boys é que estes eram, declaradamente, uma banda de rapazes brancos, ao passo que os NSYNC gostavam de hip-hop e acompanhavam com artistas negros. Ora, estando um dia a jovem Britney a passear com o seu namorado, a quem ela chama J (Jay, em inglês), em Nova Iorque, sucede cruzarem-se "com um tipo com um gigantesco medalhão cheio de brilhantes, flanqueado por dois seguranças enormes". Nesse momento, continua Britney, "J ficou super excitado e berrou ‘Oh yeah, fo’ shiz, fo’ shiz. Ginuwine! What’s up, homie?’" Ginuwine é um autor e cantor de R&B norte-americano e este episódio de difícil tradução seria equivalente a pegarmos na pessoa mais caucasiana que nos ocorra, por exemplo, o rei de Inglaterra, e imaginá-lo a fazer-se passar por "brada" do Mike Tyson.

Britney pega neste episódio de vergonha alheia de último grau, relata-o com todos os detalhes, e depois a atriz Michelle Williams narra-o, mas fazendo voz de Justin Timberlake, a fazer voz de rapper afro-americano. Hoje seria apropriação cultural, mas como a história já tem uns anos, é só um branco a fazer figura de parvo e duas miúdas a aproveitarem o prato.

Saiba mais
Celebridades, Atualidade, Britney Spears, Justin Timberlake, Michelle Williams, The Woman in Me
Leia também

O que já sabemos sobre a autobiografia de Britney Spears?

“A Mulher que há em mim” é o primeiro livro confessional da artista pop, que será lançado a 24 de outubro. Da relação com Justin Timberlake à tutela a que estava sujeita por parte do pai, é hora de ler a história na primeira pessoa.

As Mais Lidas