Celebridades

As mulheres por detrás de grandes invenções atribuídas a homens

Na verdade, foram nomes masculinos que ficaram com os créditos.

14 de março de 2019

Ao longo da história, foram várias as mulheres responsáveis por importantes invenções nas áreas da tecnologia, ciência e outras, mas que nem sempre foram distinguidas por isso. Em tempos, o mundo era dominado pelos homens e, na maioria das vezes, as mulheres eram ignoradas ou simplesmente achava-se que não tinham o direito de liderar em determinadas áreas. Se hoje o sexismo e a desigualdade de género ainda persistem, houve tempos em que estas mulheres foram literalmente ofuscadas pelos homens.

Na fotogaleria em cima reunimos algumas das personalidades que marcaram o mundo com as invenções que desenvolveram, mas que acabaram ignoradas ou substituídas por nomes masculinos. 

Katherine Johnson: O caminho para chegar à Lua | A história de Johnson foi recentemente contada no filme Hidden Figures (2017). A sua inteligência acima da média fez com que a chamassem frequentemente de ‘computador’. A ela se deve a descoberta do caminho certo para que a Freedom 7 conseguisse entrar no espaço pela primeira vez em 1961 e posteriormente fez com que a missão da Apollo 11 fosse bem-sucedida a aterrar na Lua (1969). No entanto, ela sofreu muito com a discriminação racial, até por parte dos colegas homens.
1 de 16 Katherine Johnson: O caminho para chegar à Lua | A história de Johnson foi recentemente contada no filme Hidden Figures (2017). A sua inteligência acima da média fez com que a chamassem frequentemente de ‘computador’. A ela se deve a descoberta do caminho certo para que a Freedom 7 conseguisse entrar no espaço pela primeira vez em 1961 e posteriormente fez com que a missão da Apollo 11 fosse bem-sucedida a aterrar na Lua (1969). No entanto, ela sofreu muito com a discriminação racial, até por parte dos colegas homens.
As programadoras do Primeiro Computador Eletrónico | O ENIAC (Electronic Numerical Integrator and Computer) foi o primeiro computador de sempre a ser criado. Em 1946, seis mulheres programaram esta máquina como parte de um projeto secreto da II Guerra Mundial. Ainda assim, o inventor John Mauchly é o único nome associado a esta invenção.
2 de 16 As programadoras do Primeiro Computador Eletrónico | O ENIAC (Electronic Numerical Integrator and Computer) foi o primeiro computador de sempre a ser criado. Em 1946, seis mulheres programaram esta máquina como parte de um projeto secreto da II Guerra Mundial. Ainda assim, o inventor John Mauchly é o único nome associado a esta invenção.
Margaret Knight: Sacos de papel quadrados | Em 1868, esta inventora norte-americana criou uma máquina capaz de fazer sacos de papel quadrados. Ela construiu um modelo da máquina em madeira, mas na altura não conseguiu comprar a patente até desenvolver o mesmo modelo em ferro. Enquanto ela tentava essa evolução, Charles Annan roubou-lhe a ideia e conseguiu a patente. Knight colocou-o em tribunal e ganhou o processo judicial em 1871.
3 de 16 Margaret Knight: Sacos de papel quadrados | Em 1868, esta inventora norte-americana criou uma máquina capaz de fazer sacos de papel quadrados. Ela construiu um modelo da máquina em madeira, mas na altura não conseguiu comprar a patente até desenvolver o mesmo modelo em ferro. Enquanto ela tentava essa evolução, Charles Annan roubou-lhe a ideia e conseguiu a patente. Knight colocou-o em tribunal e ganhou o processo judicial em 1871.
Chien-Shiung Wu: Física Nuclear | Wu trabalhou no Projeto Manhattan, no qual desenvolveu o processo de separação do urânio. Em 1956, liderou uma experiência focada nas interações eletromagnéticas. Depois dos resultados surpreendentes, Tsung-Dao Lee e Chen-Ning Yang, dois físicos que criaram uma teoria semelhante, ficaram com os louros dessa descoberta ao ganharem o Prémio Nobel em 1957.
4 de 16 Chien-Shiung Wu: Física Nuclear | Wu trabalhou no Projeto Manhattan, no qual desenvolveu o processo de separação do urânio. Em 1956, liderou uma experiência focada nas interações eletromagnéticas. Depois dos resultados surpreendentes, Tsung-Dao Lee e Chen-Ning Yang, dois físicos que criaram uma teoria semelhante, ficaram com os louros dessa descoberta ao ganharem o Prémio Nobel em 1957.
Rosalind Franklin: Estrutura da molécula do ADN | As radiografias feitas pela química britânica Rosalind Franklin ao ADN revelaram a verdadeira estrutura por detrás da molécula. No entanto, a teoria foi reclamada por James Watson e Francis Crick. Ambos acabaram por ganhar um Prémio Nobel.
5 de 16 Rosalind Franklin: Estrutura da molécula do ADN | As radiografias feitas pela química britânica Rosalind Franklin ao ADN revelaram a verdadeira estrutura por detrás da molécula. No entanto, a teoria foi reclamada por James Watson e Francis Crick. Ambos acabaram por ganhar um Prémio Nobel.
Nettie Stevens: Cromossomas sexuais | Stevens descobriu a ligação entre os cromossomas e a determinação do sexo. No entanto, foi o seu colega e mentor E.B. Wilson quem publicou em primeira mão a descoberta.
6 de 16 Nettie Stevens: Cromossomas sexuais | Stevens descobriu a ligação entre os cromossomas e a determinação do sexo. No entanto, foi o seu colega e mentor E.B. Wilson quem publicou em primeira mão a descoberta.
Mary Anderson: Para-brisas | A ideia original surgiu de Anderson, durante uma viagem de carro na neve. Ela tentou vender o objeto a várias empresas depois de obter a patente em 1903, mas todas rejeitaram a invenção. No entanto, nos anos 50, com o surgimento de carros mais rápidos, as empresas foram buscar-lhe a ideia. Como nessa altura Anderson já tinha perdido a patente, foi atribuída a Robert Kearns a invenção.
7 de 16 Mary Anderson: Para-brisas | A ideia original surgiu de Anderson, durante uma viagem de carro na neve. Ela tentou vender o objeto a várias empresas depois de obter a patente em 1903, mas todas rejeitaram a invenção. No entanto, nos anos 50, com o surgimento de carros mais rápidos, as empresas foram buscar-lhe a ideia. Como nessa altura Anderson já tinha perdido a patente, foi atribuída a Robert Kearns a invenção.
Lise Meitner: Fissura Nuclear | Foi a responsável pela descoberta do verdadeiro poder do urânio. Percebeu que este se desintegra perante algumas reações. A descoberta foi, no entanto, atribuída ao seu parceiro de laboratório Otto Hahn, que ganhou o Prémio Nobel da Química em 1944.
8 de 16 Lise Meitner: Fissura Nuclear | Foi a responsável pela descoberta do verdadeiro poder do urânio. Percebeu que este se desintegra perante algumas reações. A descoberta foi, no entanto, atribuída ao seu parceiro de laboratório Otto Hahn, que ganhou o Prémio Nobel da Química em 1944.
Esther Lederberg: Genética Microbiológica | Lederberg passou grande parte das suas investigações a tentar descobrir como os genes se regulam, ao mesmo tempo que integrava o processo de transformar o DNA em RNA. Chegou a colaborar diversas vezes com o marido, Joshua Lederberg, que descobriu o 'lambda phage' – um vírus que infeta a bactéria E. coli. Apesar de terem trabalhado em conjunto, foi o marido quem recebeu o Prémio Nobel da Fisiologia e Medicina em 1958.
9 de 16 Esther Lederberg: Genética Microbiológica | Lederberg passou grande parte das suas investigações a tentar descobrir como os genes se regulam, ao mesmo tempo que integrava o processo de transformar o DNA em RNA. Chegou a colaborar diversas vezes com o marido, Joshua Lederberg, que descobriu o 'lambda phage' – um vírus que infeta a bactéria E. coli. Apesar de terem trabalhado em conjunto, foi o marido quem recebeu o Prémio Nobel da Fisiologia e Medicina em 1958.
Jocelyn Bell Burnell: Pulsar | Um pulsar é uma estrela de neutrões que formam uma espécie de ondas sonoras. Descoberto em meados de 1967 por Burnell, tem uma fonte de rádio que pisca numa frequência constante. Na altura, a cientista estudava em Cambridge e resolveu mostrar a sua descoberta a uma equipa que continuou com ela a investigação. No final, quem recebeu os créditos foi o seu tutor, Antony Hewish, e mais tarde Martin Ryle que recebeu o Prémio Nobel em 1974.
10 de 16 Jocelyn Bell Burnell: Pulsar | Um pulsar é uma estrela de neutrões que formam uma espécie de ondas sonoras. Descoberto em meados de 1967 por Burnell, tem uma fonte de rádio que pisca numa frequência constante. Na altura, a cientista estudava em Cambridge e resolveu mostrar a sua descoberta a uma equipa que continuou com ela a investigação. No final, quem recebeu os créditos foi o seu tutor, Antony Hewish, e mais tarde Martin Ryle que recebeu o Prémio Nobel em 1974.
Vera Rubin: Matéria negra | A astrofísica que confirmou, em primeira mão, a existência de matéria negra na atmosfera. Rubin trabalhava com o astrónomo Kent Ford, nos anos 60 e 70, e juntos descobriram a razão por detrás do movimento das estrelas fora da galáxia. Foi uma das maiores descobertas, no entanto, Rubin nunca recebeu qualquer Prémio Nobel.
11 de 16 Vera Rubin: Matéria negra | A astrofísica que confirmou, em primeira mão, a existência de matéria negra na atmosfera. Rubin trabalhava com o astrónomo Kent Ford, nos anos 60 e 70, e juntos descobriram a razão por detrás do movimento das estrelas fora da galáxia. Foi uma das maiores descobertas, no entanto, Rubin nunca recebeu qualquer Prémio Nobel.
Ada Lovelace: Algoritmo Computacional | Em meados de 1800, Ada escreveu aquilo que foram as primeiras instruções para um programa computacional. No entanto, o matemático e inventor Charles Babbage é geralmente associado a esta invenção porque foi ele quem criou o programa em si.
12 de 16 Ada Lovelace: Algoritmo Computacional | Em meados de 1800, Ada escreveu aquilo que foram as primeiras instruções para um programa computacional. No entanto, o matemático e inventor Charles Babbage é geralmente associado a esta invenção porque foi ele quem criou o programa em si.
Ada Harris: Alisador de cabelos | Marcel Grateau é o nome que mais vezes surge ligado a esta invenção do alisador de cabelos, no entanto, foi Harris quem primeiro reclamou a patente em 1893.
13 de 16 Ada Harris: Alisador de cabelos | Marcel Grateau é o nome que mais vezes surge ligado a esta invenção do alisador de cabelos, no entanto, foi Harris quem primeiro reclamou a patente em 1893.
Elizabeth Magie Phillips: Monopólio | É um dos jogos mais famosos de sempre entre as famílias de todo o mundo e os créditos da sua invenção foram atribuídos a Charles Darrow. Darrow vendeu posteriormente a ideia à empresa Parker Brothers, em 1935. Na verdade, foi Elizabeth Magie Phillips quem teve a ideia original deste jogo, ao qual deu o nome de The Landlord’s Game, em 1903.
14 de 16 Elizabeth Magie Phillips: Monopólio | É um dos jogos mais famosos de sempre entre as famílias de todo o mundo e os créditos da sua invenção foram atribuídos a Charles Darrow. Darrow vendeu posteriormente a ideia à empresa Parker Brothers, em 1935. Na verdade, foi Elizabeth Magie Phillips quem teve a ideia original deste jogo, ao qual deu o nome de The Landlord’s Game, em 1903.
Caresse Crosby: Soutien | Foi Crosby quem pensou nos soutiens modernos, numa época em que já estava farta de todas as mulheres terem de usar corpetes. A invenção foi patenteada por ela com o nome ‘Backless Brassiere’, mas mais tarde acabou por vendê-la à Warner Brothers Corset Company.
15 de 16 Caresse Crosby: Soutien | Foi Crosby quem pensou nos soutiens modernos, numa época em que já estava farta de todas as mulheres terem de usar corpetes. A invenção foi patenteada por ela com o nome ‘Backless Brassiere’, mas mais tarde acabou por vendê-la à Warner Brothers Corset Company.
Grace Murray Hopper: Programa de linguística computacional | Hopper foi a responsável pela criação das primeiras ferramentas de linguística computacional para programar o Harvard Mark I – computador da IBM utilizado durante a II Guerra Mundial. Na história, os créditos foram dados a John von Neumann, mas foi a Hopper que coube a invenção dos códigos de programação. Outra das linguísticas computacionais ainda hoje usadas e que também a ela devemos chama-se COBOL.
16 de 16 Grace Murray Hopper: Programa de linguística computacional | Hopper foi a responsável pela criação das primeiras ferramentas de linguística computacional para programar o Harvard Mark I – computador da IBM utilizado durante a II Guerra Mundial. Na história, os créditos foram dados a John von Neumann, mas foi a Hopper que coube a invenção dos códigos de programação. Outra das linguísticas computacionais ainda hoje usadas e que também a ela devemos chama-se COBOL.
Saiba mais Mulheres, Feminismo, Invenções, Descobertas, História, Tecnologia, Moda, Ciência
Relacionadas
Mais Lidas