Beleza / Wellness

Vai ficar doente se sair de casa com o cabelo molhado? E se apanhar chuva?

A ciência tem respostas que contrariam a sabedoria popular, mas são muitas as dúvidas que permanecem.

Kaia Gerber
Kaia Gerber Foto: @kaiagerber
05 de janeiro de 2023 Rosário Mello e Castro e Vitória Amaral

Um estudo da Universidade de Cardiff conduzido em 2005 garante que a constipação é causada principalmente por um vírus, sendo o frio apenas mais um fator que contribui para a manifestação dos sintomas. A investigação, cujo objetivo foi descobrir se um ambiente frio e húmido ativa de facto o vírus e todos os sintomas consequentes, reuniu 180 voluntários saudáveis. As pessoas começaram por ser expostas a um ambiente extremamente frio durante vinte minutos e depois regressavam ao seu dia-a-dia, interagindo com a restante população. Além da temperatura baixa do laboratório, metade dos voluntários tiveram também de colocar os pés em água fria, também durante vinte minutos, enquanto a outra metade se manteve calçada durante o mesmo tempo. Não foram registados quaisquer sintomas de constipação entre os dois grupos nos primeiros dois dias, mas quatro a cinco dias depois mais de metade do grupo exposto à água fria teve sintomas de constipação. Para estes resultados fazerem sentido era necessário encontrar o mecanismo que ligasse os pés frios, ou por exemplo o cabelo molhado, à constipação, e a principal conclusão encontrada pelo estudo foi que quando o corpo arrefece os vasos sanguíneos do nariz e da garganta contraem. Esses mesmos vasos são os responsáveis pela distribuição dos glóbulos brancos, cuja função principal é a luta contra estas infeções, por isso, quanto menos glóbulos brancos chegarem às zonas contraídas, mais desprotegidas estas estarão contra o vírus. Quando se está dentro de casa com o cabelo seco, o corpo tem tendência para reaquecer, o que faz com que os vasos sanguíneos dilatem e os glóbulos brancos possam continuar a lutar contra o vírus. Isto se não tiver estado exposto ao frio  tempo suficiente para que o vírus se consiga multiplicar, levando aos sintomas.

Outro estudo, feito em 2016 na Universidade de Mahidol, na Tailândia, também descobriu que existem fortes possibilidades do sistema imunitário ficar mais fraco por causa do frio. Isto porque o corpo passa a produzir menos interferão, a proteína responsável por lutar contra vírus exteriores.

Ainda assim, o frio não é propriamente o causador de uma constipação, mas sim um eventual fator que contribui para a ativação dos sintomas de um vírus que já estava presente nas vias respiratórias. O tema continua a dividir opiniões, pelo que ainda não foram encontradas ligações diretas e definitivas entre ter o cabelo molhado e a constipação. Conclusão: há apenas um fundo de verdade na ideia de que sair de casa com o cabelo molhado no inverno pode deixar alguém doente.

Saiba mais
Cabelos, educação, saúde
Leia também
As Mais Lidas