Beleza / Wellness

Quanto tempo temos de correr para o corpo começar a mudar?

O mês de setembro costuma ser sinónimo de novos começos. Adotar a prática desportiva é algo que muitas pessoas fazem, e o desejo de querer ver os resultados o mais rápido possível é grande. Comecemos por correr?

15 de setembro de 2022 Bianca Gregório / com Rita Silva Avelar.

Nem todos temos o mesmo metabolismo, e isto é o que torna difícil arranjar uma resposta única para quem corre. No entanto, se corre duas a três vezes por semana, as sessões de jogging começam a dar frutos passado um mês. "A partir deste momento, o corpo começa a ter alguns hábitos, e depois sentimo-nos mais confortáveis", disse Pauline Six, médica de desporto especializada em corrida e triatlo, à Madame Figaro.

Em termos de aparência, o corpo vai ficar mais tonificado. "Correr é um trabalho de resistência que derrete a massa gorda do corpo: ganhamos músculo nas pernas e costas e os nossos ombros ficam mais tonificados", diz a médica. Se treinar num terreno a subir, vai fortalecer os calcanhares, e se o fizer num terreno a descer, vai fortalecer os quadríceps.

Podemos ver estes resultados se o treino for acompanhado de uma boa dieta. Também é essencial que haja regularidade. O mais importante não é correr uma vez por semana durante uma hora, mas sim treinar todos os dias por menos tempo – 10 minutos são suficientes. Esta regularidade pode-se fazer ver no humor, também. Estar ao ar livre faz sempre bem, e a atividade física ajuda na libertação de endorfinas, que vão dissipar o stress e gerar bem-estar global.

Ao jogar com o nosso sistema hormonal, correr também vai ajudar numa rotina de sono melhor: "Durante o exercício, o cérebro envia novos sinais que se vão manifestar no corpo", explica Pauline Six. Em particular, produz serotonina, a hormona do sono. Desta maneira as noites são mais bem dormidas e os ciclos de sono são mais profundos. Ao contrário do cansaço mental, cansaço físico faz com que durmamos melhor porque afasta os pensamentos.

Isto não é surpresa: fazer exercício físico melhora a saúde em geral. O exemplo de jogging ajuda a prevenir doenças ou lesões: "Esta atividade alivia as artérias que vão ficando mais rígidas com a idade. Também previne diabetes ao regularizar os níveis altos de açúcar no sangue", afirma a médica.

Mas é preciso ter paciência – é provável que após um mês de treinar regularmente queira desistir, após ver os primeiros resultados. Segundo Six, é preciso manter o foco no processo: "se nunca praticou desporto pode andar um minuto e depois correr um minuto, cinco vezes seguidas. Depois passa a dois minutos, até chegar à meia hora sem paragens".

De forma a ganhar músculo de forma efetiva pode conjugar o jogging com construção muscular: alternar a corrida com abdominais ou agachamentos.

Saiba mais
Exercício Físico, Educação, Correr, Dormir
Leia também
As Mais Lidas