Beleza / Wellness

Diário de uma dieta. Afinal, é possível superar a fome emocional

A Catarina está a meio da dieta YES!diet. Nesta semana, relata como está a lidar com a fome emocional, ao mesmo tempo que aproveita os guilty pleasures permitidos no plano.

Foto: DR
03 de junho de 2021 Máxima
Chegou o momento de admitir algumas fraquezas, a meio deste percurso. Fico saciada com as refeições da YES!diet, mas sinto alguma saudade da comida caseira, da comida da mãe, da junk food. Apesar de ser variada, há um mês que a minha alimentação está dentro das opções da marca. Vou uma semana de férias, e a nutricionista da YES!diet permitiu-me aventurar a fazer as refeições "normais" ao almoço e ao jantar: carne ou peixe grelhado, sempre com legumes. Vai ser assim durante as férias. Os snacks e os pequenos-almoços continuam a ser da marca, só muda o almoço e o jantar, que vão ser feitos por mim! E como vou acampar, vai ser perfeito. Sinto que estou a ficar mais independente nas minhas escolhas alimentares.

E isso leva-me a pensar que estou, também, a superar a fome emocional. Não quer dizer que não existam momentos difíceis. Na semana anterior estive a trabalhar no turno da noite, por isso foi mais difícil manter a rotina. Acordo mais tarde, portanto faço tudo mais tarde. Com o ritmo de trabalho, os lanches acabam por ser mais aproximados e perto do jantar. À noite, às vezes tenho fome, mas opto por comer a gelatina. Isto porque ao sair à meia-noite, chegava a casa com fome. E como eu sou uma morning person, gosto de acordar cedo e fazer as coisas cedo. 
O meu gato a espreitar os meus snacks
O meu gato a espreitar os meus snacks


Às vezes, ao olhar para a comida, sinto mais tentações, mas mantenho-me no foco. Tive uns dias mais stressantes na última semana, mas na consulta soube que perdi mais penso e algum volume abdominal. Dos guilty pleasures tenho saudades de um café com um pastel de nata, de uma sobremesa, de batatas fritas (há dias que sonho, em específico, com um rodízio de comida brasileira), que substitui pelas gelatinas YES!diet, e pelas crackers de ervas aromáticas com um punhado de framboesas. Que, como podem ver, é outro snack que interessa ao meu gato. Curioso, tenta sempre ver se o que tenho na mão é para ele. 

Nas férias, mal posso esperar para comer peixe e carne grelhados - nas quantidades corretas, claro. Continuem a acompanhar-me nesta jornada, e espero que estejam tão ansiosos como eu para terminar e, ao mesmo tempo, começar uma nova viagem: a de reaprender a comer.
Saiba mais
Yes Diet, Catarina, Dieta, Nutrição, Supermercado, Emagrecer, 12 semanas, Alimentação, Nutrir, Comer bem, Mudar vidas, Peso
Leia também
As Mais Lidas