Crónica 16 anos da morte de Gisberta, a transexual que não salvámos

Recordamos um texto escrito por Tiago Manaia a propósito do Festival Porto/Post/Doc, aquando da exibição do filme 'Madalena', sobre violência transfóbica e a falta de segurança que assombra o quotidiano das pessoas transexuais. Não será uma coincidência pensar de imediato em Gisberta, cidadã brasileira brutalmente assassinada por um grupo de adolescentes há 16 anos no Porto. O seu nome continua a ecoar na cidade.

+Carregar mais