Tendências

A curiosa história por detrás do vestido de noiva

A “tendência” surgiu na realeza europeia, já lá vão dois séculos. Entretanto Hollywood e o resto do mundo também se renderiam.
Por Marta Vieira, 27.08.2019

Antes da rainha Vitória do Reino Unido (1819-1901), as noivas vestiam-se nos seus casamentos das mais variadas cores: azul, amarelo, verde e até cinzento. O vermelho - símbolo de sorte e prosperidade - era (e continua a ser) muito popular especialmente no oriente. Na Escandinávia, pelo contrário, era o preto a cor mais comum nas noivas. No entanto, até a rainha Victória de Inglaterra decidir o contrário, o branco estava somente reservado para as mulheres que iam a tribunal.

Assim, foi uma surpresa quando a rainha Victória se casou, em 1840, com o príncipe Alberto (terá sido ela a pedi-lo em casamento, outra ousadia) num vestido nada tradicional em cetim de seda creme com uma romântica coroa de flores na cabeça. Para além do branco simbolizar riqueza, foi também uma forma de a rainha exaltar o seu extraordinário vestido. Dificilmente se poderia adivinhar que seria o início de uma nova era na história do casamento e do vestido de noiva – que continua até aos dias de hoje.

Terá sido desta forma inesperada que o branco ganhou popularidade nos casamentos reais e não só. Através do exemplo da rainha Victoria, várias figuras célebres casaram de branco e, algumas décadas mais tarde, o vestido branco de noiva democratizou-se chegando às classes média europeias e norte-americanas. A acompanhar este desenvolvimento surge a narrativa que associa o branco à pureza, inocência e virgindade (antes este era o papel do azul), algo que hoje é mais simbólico e não levado tão a sério pela maioria.

A influência da rainha Victória também se fez sentir na moda. Tornou-se comum terminar um desfile com um vestido de noiva branco a partir das décadas de 1940, 1950. E algumas destas criações tornaram-se icónicas. Agora, quase tudo é permitido e ocorrem adaptações de todas as formas. Veja-se por exemplo o caso do desfile de alta-costura da Chanel para a primavera-verão 2019, em que a modelo que fecha a coleção veste um fabuloso fato-de-banho-noiva bordado a lantejoulas prateadas.

Quanto às celebridades, parte do fascínio de um sumptuoso casamento vem, como é óbvio da noiva. Esta faz as delícias do público e da crítica, sendo rigorosamente observada de perto e responsabilizada pelas suas escolhas, entre elas a cor do vestido. Com ou sem consciência a verdade é que esta escolha foi determinada há dois séculos atrás por uma dominante rainha que ditava tendências e influenciava multidões.

Veja na fotogaleria quais os vestidos de noiva brancos mais espantosos das figuras públicas.

Veja mais detalhes no nosso Guia Casamentos
Partilhar
Ver comentários
Máxima Casamentos
Últimas notícias
Vídeos recomendados
0 Comentários
Subscrever newsletter Receba diariamente no seu email as notícias que selecionamos para si!