Notícias

A guarda-costas de Meghan Markle despede-se repentinamente

Seis meses depois de iniciar o cargo, a segurança pessoal da Duquesa de Sussex demite-se.
Por Ana Silva, 14.01.2019

Este domingo, a guarda-costas de Meghan Markle, cujo nome foi mantido em sigilo por razões de segurança, abandonou o seu cargo com a família real inglesa. Especula-se que, esta que foi a primeira mulher a desempenhar um papel tão importante na segurança da Família Real, tenha encontrado dificuldades em lidar com o facto de Markle pretender ter um estilo de vida o mais normal possível.

De acordo com o jornal Daily Mail, várias fontes afirmam que a guarda-costas tentou inúmeras vezes contrariar as exigências de Meghan, mas sem sucesso. "Ao contrário de alguém que cresceu numa família real, a adaptação a uma equipa de segurança é difícil para quem nunca tenha tido essa rotina" disse uma fonte em entrevista ao diário. "Meghan Markle nunca pode sair sem seguranças, o que se tornou numa restrição desconfortável para ela."

Esta não é, contudo, a única demissão no comité de Harry e Meghan. Há algumas semanas atrás, a francesa de 39 anos e assistente pessoal da princesa, Melissa Touabti, desistiu das suas funções por não aguentar a pressão do seu trabalho. Todos os membros pertencentes à equipa da família real têm que assinar um contrato de sigilo, por isso, é bem provável que nunca saibamos as verdadeiras razões por detrás destes despedimentos.

Partilhar
Ver comentários
Últimas notícias
Vídeos recomendados
2 Comentários
Anónimo Esta é mesmo BOSTA ESTÁ SEMPRE A segurar a BARRIGA ALGUÉM PRECISA LHE DIZER QUE O BÉBÉ MULATO NÃO CAI.
Há 4 dias
daniel parreira "O homem que já viu demais em tão pouco tempo" LOOOL!
Há 4 dias
Subscrever newsletter Receba diariamente no seu email as notícias que selecionamos para si!