Beleza / Tendências

De que cor pintar o cabelo de acordo com os tons dos olhos e da pele

Perguntámos a um cabeleireiro especialista em coloração se a cor da íris interfere com a escolha do corte de cabelo e com a coloração do mesmo. Conheça as respostas, que podem surpreender as mais entendidas no assunto.

Foto: Getty Images
13 de janeiro de 2022 Rita Silva Avelar

Já alguma vez lhe passou pela cabeça que não é só o formato do rosto que interfere com o corte e tom do cabelo? Há outros fatores como o comprimento do mesmo, o tom de pele ou a cor dos olhos que entram nessa equação de jogos de frio e quente. Quem o defende são os especialistas em coloração e corte.

Matt, cabeleireiro e proprietário do espaço de beleza Lisbaeta, acredita que há dois pontos fundamentais a considerar quanto à escolha do tom de cabelo. "A concentração de pigmentos e o reflexo em si. Por isso, para uma pele mais clara, os tons dourados e ruivos são perfeitos, mas com uma concentração de pigmento leve".

No caso de uma tez mais escura, "associamos a essas peles pigmentos mais densos e profundos, como os avelãs, dourados profundos ou castanhos iluminados", esclarece. 

Quando questionamos o cabeleireiro se existem realmente tons de cabelo ideais para cada cor de olhos, explica-nos que sim. "Um ruivo claro e mais alaranjado realça uns olhos azuis, e um ruivo avermelhado ou castanho chocolate realça os olhos verdes." Por sua vez, o tom castanho violino "enaltece os olhos castanhos muito claros, e os tons mais neutros revelam mais os olhos castanhos profundos."

Joana Cavaco, cliente do Lisbaeta.
Joana Cavaco, cliente do Lisbaeta. Foto: DR

E o comprimento? Tem peso na escolha da cor de cabelo e no formato do rosto? "O comprimento pode não pesar, mas o volume sim", afirma Matt, que exemplifica. "Quando o cabelo está abaixo dos ombros, desenvolvendo um "A shape" - formato de volume triangular cuja parte cima está colada à cabeça e as pontas estão muitas volumosas - esse formato tem efetivamente tendência a pesar nas expressões do rosto." Um tema que abordámos aqui.

Matt, do Lisbaeta.
Matt, do Lisbaeta. Foto: DR

Por fim, e embora não existam tons de cabelo "proibidos", os tons frios "não são aconselhados a pessoas que não se maquilham ou as pessoas que usam uma maquilhagem nude, nesse caso mais vale ter um loiro mais claro e dourado para iluminar o rosto que um loiro acizentado" explica. Claro que, assegura o cabeleireiro,  "essas normas são geralmente para seguir um padrão: algo que é agradável ao olho por ser mais coerente e harmonioso, não querendo dizer que uma cor usada fora dessa norma seja algo que fica mal. Será sempre algo inabitual mas que também pode ser interessante e inesperado na composição de um look".

Se quer muito pintar o cabelo, mas não lhe apetece levar a vida a ir ao cabeleireiro, Matt deixa ainda um conselho: "não modificar a cor junto às raízes do cabelo, pois isso requer uma manutenção muito mais assídua (mensal). Aconselho que apenas se aplique acor ao longo do comprimento."

Saiba mais
Cabelos, Cor de cabelo, Olhos, Cortar cabelo, Beleza, Matt, Lisbaeta, Coloração
Leia também
As Mais Lidas