Atual

Sabia que há pessoas pagas para dormir?

Já dizia Confúcio, “escolhe um trabalho de que gostes, e não terás de trabalhar um dia na vida”. Conheça 10 empregos de sonho que afinal são reais. E prepare o seu CV.

13 de março de 2018 | Andreia Rodrigues
Nanny de Pandas | Em 2014,o Centro Internacional de Pesquisa para a Proteção do Panda Gigante, na China, procurava uma nanny para os pandas. Segundo o China Daily, os requisitos eram conhecimentos de escrita e fotografia, bem como noções básicas sobre pandas, e o pagamento consistia em 32 mil dólares anuais. Receberam mais de 100 mil candidaturas.
Foto: DR
1 de 10 / Nanny de Pandas | Em 2014,o Centro Internacional de Pesquisa para a Proteção do Panda Gigante, na China, procurava uma nanny para os pandas. Segundo o China Daily, os requisitos eram conhecimentos de escrita e fotografia, bem como noções básicas sobre pandas, e o pagamento consistia em 32 mil dólares anuais. Receberam mais de 100 mil candidaturas. Nanny de Pandas | Em 2014,o Centro Internacional de Pesquisa para a Proteção do Panda Gigante, na China, procurava uma nanny para os pandas. Segundo o China Daily, os requisitos eram conhecimentos de escrita e fotografia, bem como noções básicas sobre pandas, e o pagamento consistia em 32 mil dólares anuais. Receberam mais de 100 mil candidaturas.
Degustador de Pizza | No final do ano passado, a Bath Pizza Company, em Inglaterra, tinha uma oferta de emprego para o cargo de degustador de pizza. O objetivo deste trabalho seria provar as pizzas do menu e dar o respetivo feedback. Requisitos: um paladar culto. Como seria de esperar, receberam 4693 candidaturas. O Mike foi o escolhido e podem acompanhar o trabalho dele aqui.
Foto: Eat, Pray, Love (2010)
2 de 10 / Degustador de Pizza | No final do ano passado, a Bath Pizza Company, em Inglaterra, tinha uma oferta de emprego para o cargo de degustador de pizza. O objetivo deste trabalho seria provar as pizzas do menu e dar o respetivo feedback. Requisitos: um paladar culto. Como seria de esperar, receberam 4693 candidaturas. O Mike foi o escolhido e podem acompanhar o trabalho dele aqui. Degustador de Pizza | No final do ano passado, a Bath Pizza Company, em Inglaterra, tinha uma oferta de emprego para o cargo de degustador de pizza. O objetivo deste trabalho seria provar as pizzas do menu e dar o respetivo feedback. Requisitos: um paladar culto. Como seria de esperar, receberam 4693 candidaturas. O Mike foi o escolhido e podem acompanhar o trabalho dele aqui.
Dorminhoco Profissional | Prepare-se que esta vai doer: sabia que há pessoas no mundo que são pagas para dormir? A Simon Horn Ltd, contratou uma pessoa para testar as suas camas de luxo. Segundo noticiou o The Telegraph, o emprego consiste em passar oito horas por dia na cama e depois escrever sobre a experiência num blog. Parece que quem anda a dormir somos nós…
Foto: Sleeping Beauty (2011)
3 de 10 / Dorminhoco Profissional | Prepare-se que esta vai doer: sabia que há pessoas no mundo que são pagas para dormir? A Simon Horn Ltd, contratou uma pessoa para testar as suas camas de luxo. Segundo noticiou o The Telegraph, o emprego consiste em passar oito horas por dia na cama e depois escrever sobre a experiência num blog. Parece que quem anda a dormir somos nós… Dorminhoco Profissional | Prepare-se que esta vai doer: sabia que há pessoas no mundo que são pagas para dormir? A Simon Horn Ltd, contratou uma pessoa para testar as suas camas de luxo. Segundo noticiou o The Telegraph, o emprego consiste em passar oito horas por dia na cama e depois escrever sobre a experiência num blog. Parece que quem anda a dormir somos nós…
Netflix Tagger | Basicamente são pagos para ver Netflix o dia todo, de forma a melhorar os algoritmos do serviço de streaming.
Foto: DR
4 de 10 / Netflix Tagger | Basicamente são pagos para ver Netflix o dia todo, de forma a melhorar os algoritmos do serviço de streaming. Netflix Tagger | Basicamente são pagos para ver Netflix o dia todo, de forma a melhorar os algoritmos do serviço de streaming.
Escritor de Bolinho da Sorte | Donald Lau foi escritor de mensagens dos bolinhos da sorte na Wonton Foods, durante 30 anos. Em entrevista à revista Time, Donald contou que “quer que quando os clientes comem o bolinho da sorte, abram o papel, o leiam, talvez se riam, saiam do restaurante felizes, e voltem na próxima semana”.
Foto: Freaky Friday (2003)
5 de 10 / Escritor de Bolinho da Sorte | Donald Lau foi escritor de mensagens dos bolinhos da sorte na Wonton Foods, durante 30 anos. Em entrevista à revista Time, Donald contou que “quer que quando os clientes comem o bolinho da sorte, abram o papel, o leiam, talvez se riam, saiam do restaurante felizes, e voltem na próxima semana”. Escritor de Bolinho da Sorte | Donald Lau foi escritor de mensagens dos bolinhos da sorte na Wonton Foods, durante 30 anos. Em entrevista à revista Time, Donald contou que “quer que quando os clientes comem o bolinho da sorte, abram o papel, o leiam, talvez se riam, saiam do restaurante felizes, e voltem na próxima semana”.
Degustador de Gelado | John Harrison é degustador de gelado na Edy’s Grand Ice Cream. Em entrevista à Cooking Light, John estima que já testou mais de 200 milhões de galões de gelado ao longo dos seus 20 anos de carreira. “Claro, ganhei algum peso nos 20 anos que tenho estado com a empresa, mas quem confiaria num degustador de gelado magro?”.
Foto: Charade (1963)
6 de 10 / Degustador de Gelado | John Harrison é degustador de gelado na Edy’s Grand Ice Cream. Em entrevista à Cooking Light, John estima que já testou mais de 200 milhões de galões de gelado ao longo dos seus 20 anos de carreira. “Claro, ganhei algum peso nos 20 anos que tenho estado com a empresa, mas quem confiaria num degustador de gelado magro?”. Degustador de Gelado | John Harrison é degustador de gelado na Edy’s Grand Ice Cream. Em entrevista à Cooking Light, John estima que já testou mais de 200 milhões de galões de gelado ao longo dos seus 20 anos de carreira. “Claro, ganhei algum peso nos 20 anos que tenho estado com a empresa, mas quem confiaria num degustador de gelado magro?”.
Saltador de Colchões | Ruben Reynoso trabalha na McRoskey Mattress Company, onde as suas funções passam por encher os colchões e depois saltar neles para comprimir e equilibrar o enchimento.
Foto: Glee, Temporada 1, Episódio 12, "Once Upon a Mattress"
7 de 10 / Saltador de Colchões | Ruben Reynoso trabalha na McRoskey Mattress Company, onde as suas funções passam por encher os colchões e depois saltar neles para comprimir e equilibrar o enchimento. Saltador de Colchões | Ruben Reynoso trabalha na McRoskey Mattress Company, onde as suas funções passam por encher os colchões e depois saltar neles para comprimir e equilibrar o enchimento.
Verificador de Casas Assombradas | Para os amantes de adrenalina e de uns bons sustos, este é o emprego perfeito. Margee Kerr, socióloga e autora do livro Scream: Chilling Adventures in the Science of Fear, estuda o medo e percorre os Estados Unidos para ajudar proprietários de casas assombradas a torná-las ainda mais assustadoras.
Foto: Scream (1996)
8 de 10 / Verificador de Casas Assombradas | Para os amantes de adrenalina e de uns bons sustos, este é o emprego perfeito. Margee Kerr, socióloga e autora do livro Scream: Chilling Adventures in the Science of Fear, estuda o medo e percorre os Estados Unidos para ajudar proprietários de casas assombradas a torná-las ainda mais assustadoras. Verificador de Casas Assombradas | Para os amantes de adrenalina e de uns bons sustos, este é o emprego perfeito. Margee Kerr, socióloga e autora do livro Scream: Chilling Adventures in the Science of Fear, estuda o medo e percorre os Estados Unidos para ajudar proprietários de casas assombradas a torná-las ainda mais assustadoras.
Portador de T-shirts Profissional | Em 2008, Jason Sadler fundou a iwearyourshirt.com. Desde então, e até 2013, de acordo com a Business Insider, ele e os quatro colegas ganham 500 mil dólares por ano, apenas por usarem T-shirts publicitárias. O projecto, entretanto, terminou pois o fundador decidiu apostar em outros projetos, mas fica aqui uma sugestão para quem quiser arriscar num emprego criativo.
Foto: Thanks for Sharing (2012)
9 de 10 / Portador de T-shirts Profissional | Em 2008, Jason Sadler fundou a iwearyourshirt.com. Desde então, e até 2013, de acordo com a Business Insider, ele e os quatro colegas ganham 500 mil dólares por ano, apenas por usarem T-shirts publicitárias. O projecto, entretanto, terminou pois o fundador decidiu apostar em outros projetos, mas fica aqui uma sugestão para quem quiser arriscar num emprego criativo. Portador de T-shirts Profissional | Em 2008, Jason Sadler fundou a iwearyourshirt.com. Desde então, e até 2013, de acordo com a Business Insider, ele e os quatro colegas ganham 500 mil dólares por ano, apenas por usarem T-shirts publicitárias. O projecto, entretanto, terminou pois o fundador decidiu apostar em outros projetos, mas fica aqui uma sugestão para quem quiser arriscar num emprego criativo.
Verificador de Slides de Água | Em 2008, o Daily Mail deu a conhecer a história de Tommy Lynch, um jovem que viajava pelo mundo a testar slides de água. “Algumas pessoas sentam-se num escritório todo o dia, mas eu posso voar por todo o mundo a deslizar em canais de água”, contou.
Foto: DR
10 de 10 / Verificador de Slides de Água | Em 2008, o Daily Mail deu a conhecer a história de Tommy Lynch, um jovem que viajava pelo mundo a testar slides de água. “Algumas pessoas sentam-se num escritório todo o dia, mas eu posso voar por todo o mundo a deslizar em canais de água”, contou. Verificador de Slides de Água | Em 2008, o Daily Mail deu a conhecer a história de Tommy Lynch, um jovem que viajava pelo mundo a testar slides de água. “Algumas pessoas sentam-se num escritório todo o dia, mas eu posso voar por todo o mundo a deslizar em canais de água”, contou.
Saiba mais Emprego de Sonho, Profissão, Trabalho
Relacionadas

10 Conselhos Para Um Almoço Equilibrado

Conversámos com Rita Rocha de Macedo, nutricionista e autora do novo livro Mais Receitas da Dieta Prática, que nos diz como comer bem ao almoço, sem arruinar o número na balança.

O FOMO está out?

O medo de “ficar de fora” – de uma festa estupenda, daquele filme que todos falam, da notícia de há dois minutos, ou, mesmo, de uma reunião de trabalho – invadiu as nossas vidas como um vírus que é agravado pelas redes sociais. Como já dizia António Variações: "só se está bem onde não se está, só se quer ir aonde não se vai".

Mais Lidas