Atual

Quem é a mulher que pode derrubar Trump?

Joe Biden acaba de anunciar a mulher que será o seu braço direito na corrida às eleições americanas, e que poderá sê-lo por quatro ou oito anos, caso ganhe as eleições americanas. Quem é Kamala Harris?

Foto: Getty Images
12 de agosto de 2020 | Rita Silva Avelar

As eleições norte-americanas já estão a fazer história: é a primeira vez que uma mulher negra é candidata à vice-presidência. Joe Biden anunciou que Kamala Harris consta na lista de candidatos à nomeação presidencial do Partido Democrata para as eleições de 3 de novembro, expressando de forma clara que o seu objetivo é derrotar Trump.

Kamala Harris, 55 anos, filha de mãe indiana e pai jamaicano, é senadora na Califórnia, e passou de rival (foi sua crítica nas primárias) a apoiante assumida de Joe Biden. O candidato anunciou a decisão ontem, 11 de agosto, com o seguinte comunicado: "Aqui Joe Biden. Grande novidade: escolhi Kamala Harris como minha companheira de corrida. Juntos, convosco, vamos vencer Trump".

Nos últimos meses, Kamala Harris tem sido uma voz ativa nos protestos contra a morte de George Floyd e, consequentemente, contra racismo impregnado na sociedade americana. Após o anúncio de Biden, a senadora reagiu no Twitter dizendo que se sentia honrada pela escolha, e que acreditava na capacidade do candidato em restaurar os ideais americanos.

"Por toda a complexidade na busca do Sr. Biden para a vice-presidência, a nomeação da Sra. Harris tem uma certa qualidade predeterminada. Ela tem sido considerada uma figura em ascensão na política democrática desde a viragem do século, e uma representante confiante do futuro multirracial do país" escreve o The New York Times, sobre a nomeação, e sobre o crescimento político de Harris. "Ao longo da sua ascensão, a Sra. Harris tem entusiasmado os Democratas com uma história pessoal que a distingue, mesmo no diversificado melting pot que é a Califórnia: Ela é filha de dois académicos imigrantes, uma mãe indiano-americana e um pai da Jamaica. A Sra. Harris foi educada em Oakland e Berkeley, Califórnia, frequentou a Universidade Howard em Washington, D.C., e prosseguiu uma carreira na justiça criminal antes de se tornar apenas a segunda mulher negra alguma vez eleita para o Senado."

Saiba mais Donald Trump, Joe Biden, Partido Democrata, Kamala harris, política, eleições, governo (sistema), Eleições americanas, Racismo
Relacionadas

Racismo. Basta!

É uma luta que certas instituições e que determinados investigadores continuam a travar. Corajosamente. O racismo é um problema de todos e em Portugal existe nas suas mais variadas expressões, mais ou menos evidentes. À luz da atualidade, a socióloga e investigadora Cristina Roldão contextualiza em que ponto do debate, mas sobretudo da solução, nós estamos.

Elizabeth Debicki é a eleita para o papel de Princesa Diana

Elizabeth Debicki vai representar a princesa Diana na série da Netflix "The Crown". A atriz vai participar na 5ª e 6ª temporada, que são as últimas da série. Espera-se que a 6ª temporada seja a que documentará o final da vida da princesa.

Mais Lidas