Atual

Jessica Athayde: "Dar de mamar, ou então não querer dar, ainda implica um enorme julgamento da sociedade"

Mãe de Oliver, Jessica Athayde é uma das mulheres portuguesas que mais pensa e discute as questões da maternidade. Saiba o que a atriz tem a dizer sobre a gravidez, o parto, as redes sociais e a pressão social sobre as mães.

Jessica Athayde com o filho
Jessica Athayde com o filho Foto: @jessica_athayde
27 de maio de 2021 | Rita Silva Avelar

Qual foi a sua reação quando soube que estava grávida do Oliver? Quem foi a primeira pessoa a quem contou, e quais foram as reações mais épicas/inesperadas, recorda-se?

Fiquei feliz e incrédula por ter sido tão rápido, contei ao meu irmão que ficou super feliz e à minha agente Vanessa que estava no meio do supermercado e deixou os sacos cair no chão. 

Sabemos que já contou ao detalhe a sua gravidez e parto. Mas quais foram os momentos mais desafiantes? Os "contras" pesaram mais que os "prós"? Ainda há uma tendência para romancear a gravidez?

Ter vomitado durante 9 meses foi desafiante ... Mas não me lembro de nada que não tenha contado ainda. 

Leia também
Jessica Athayde:
Jessica Athayde: "dar de mamar ou então não querer dar, ainda é um enorme julgamento da sociedade" Foto: DR

Quando o Oliver nasceu quais foram os seus primeiros pensamentos? Foi daquelas sensações avassaladoras?

Amor à primeira vista afinal existe. 

Lembra-se de quais foram (são) as recomendações mais "enervantes" dos amigos e da família?

Leia também

Não me lembro porque nem os ouvi, segui o meu instinto e faria tudo igual. 

De que maneira experienciou e vivenciou o parto?

Foi uma cesariana, nada de muito especial que possa contar.

Quando é que o seu filho a tira do sério? 

Leia também

Ainda não tira.

Quais são os maiores desafios da maternidade, numa sociedade que exige tanto das mulheres?

Acho que ter uma carreira e ser mãe não é tão fácil como dizem, consegue-se, claro, mas implica sempre sacrifícios seja da vida pessoal como da profissional. Qualquer decisão para mim é válida desde que estejamos felizes.

É importante ter momentos só para si? De que forma é que consegue fazê-lo?

Leia também

É, claro. Mas eu adoro ser mãe e gosto muito de passar tempo com o Oliver. Às vezes um banho demorado salva-me o dia. 

O que é que continua a ser tabu na maternidade, no ser-se mãe?

Há muitas coisas, mas posso apontar a decisão de dar de mamar. Dar de mamar, ou então não querer dar, ainda implica um enorme julgamento da sociedade.

Fala abertamente sobre estes temas nas suas redes sociais. É importante, por ser atriz e figura pública, ajudar a normalizar a questão?

Leia também

Acho que é importante enquanto mulher falar das opções que as mulheres deveriam ter, e educar as gerações mais novas para que dentro de pouco tempo, espero, deixe de ser tema e possamos normalizar a gravidez, a maternidade e as decisões que só cabem às próprias mulheres tomar.

Saiba mais Jessica Athayde, Oliver, questões sociais, crime, lei e justiça, Maternidade, Mães
Mais Lidas