Atual

A poderosa mensagem por trás do look de Janja da Silva

Não foi apenas Lula da Silva a captar a atenção dos fotógrafos na sua cerimónia de tomada de posse da presidência do Brasil, que aconteceu ontem, 1 de janeiro. Janja da Silva, a mulher do presidente do Brasil, também esteve no centro dos holofotes, e pelos melhores motivos.

Rosângela da Silva com o marido Lula da Silva na tomada de posse presidencial do Brasil a 1 de janeiro de 2023.
Rosângela da Silva com o marido Lula da Silva na tomada de posse presidencial do Brasil a 1 de janeiro de 2023. Foto: Getty Images
02 de janeiro de 2023 Ana Filipa Damião

Luiz Inácio Lula da Silva tornou-se oficialmente o 39º presidente do Brasil no último domingo, 1 de janeiro, em Brasília. A cerimónia de tomada de posse, acompanhada por milhares de pessoas, decorreu sem incidentes e contou com a imprescindível presença de Rosângela da Silva, mulher de Lula da Silva, e de Resistência, a cadela dos dois. 

Para a ocasião, Janja da Silva, como é conhecida, optou por um look diferente do habitual no que toca a primeiras-damas. Trocou os vestidos por um conjunto de fato cor de champanhe da designer Helô Rocha, cujos bordados foram feitos em parceria com bordadeiras do nordeste do país. Uma escolha que privilegia sem dúvida a Moda nacional. "Queria vestir algo que tivesse simbolismo para o Brasil, para os estilistas, para as cooperativas e para as mulheres brasileiras", afirmou a mulher de Lula numa entrevista à Vogue Brasil. 

Luiz Inácio Lula da Silva, novo presidente do Brasil, e Geraldo Alckmin, novo vice-presidente, com as suas mulheres Rosângela da Silva (lado esquerdo) e Maria Lúcia Ribeiro Alckmin (lado direito), respetivamente, no Palácio do Planalto, em Brasília, 1 de janeiro de 2023.
Luiz Inácio Lula da Silva, novo presidente do Brasil, e Geraldo Alckmin, novo vice-presidente, com as suas mulheres Rosângela da Silva (lado esquerdo) e Maria Lúcia Ribeiro Alckmin (lado direito), respetivamente, no Palácio do Planalto, em Brasília, 1 de janeiro de 2023. Foto: Getty Images

O conjunto elegante, constituído por calças largas, colete e blazer, é também um símbolo de poder feminino, dado que era proibido a mulher usar calças no Senado até 1997. "Primeiras-damas são esperadas para ser bonecas e a Janja quando coloca a calça quebra a paradigma", disse a stylist Thais Farage à CNN Brasil.

Rosângela da Silva optou por usar um fato cor de champanhe com borados para a cerimónia de tomada de posse do marido Lula da Silva, o novo presidente do Brasil.
Rosângela da Silva optou por usar um fato cor de champanhe com borados para a cerimónia de tomada de posse do marido Lula da Silva, o novo presidente do Brasil. Foto: Getty Images
"Ela inova vestindo conjunto de pantalona e blazer, em vez dos tradicionais vestidos formais de primeiras-damas em posses presidenciais. Reafirma a vontade de, através da Moda, valorizar o artesanato e a cultura nacional", disse por sua vez Paula Acioli, especialista em Moda, ao site brasileiro O Globo. "Os simbolismos do traje parecem estar presentes em muitos elementos: desde a cor escolhida, que remete ao solo de muitas regiões do Nordeste brasileiro, ao contraste dos bordados de palha em tecido nobre como a seda. O fato coloca-a no mesmo patamar de Lula e não um degrau abaixo. Maquilhagem clean e um apanhado de cabelo minimalista completaram o look.

Recorde-se que o vestido de casamento da mulher de 56 anos foi também da autoria de Helô Rocha, cujos bordados foram igualmente realizados pela comunidade feminina do município de Timbaúba dos Batistas.
Saiba mais
Mundo, Atualidade, Janja da Silva, Lula da Silva, Presidências Brasil
Leia também
As Mais Lidas