Junte-se ao nosso canal de WhatsApp e aceda diretamente aos temas Máxima do momento. Seguir
Atual

8 minutos. Se vai ligar a um familiar, este é o tempo médio ideal que deve durar a chamada

Horas ao telefone? Não: um telefonema de duração reduzida tem numerosos benefícios para a saúde mental, afirmam dois especialista em psiquiatria.

Foto: IMDB
20 de março de 2023 Rita Silva Avelar
Ficar horas ao telefone com familiares talvez não seja tão saudável assim, diz Bob Waldinger, professor de psiquiatria na Faculdade de Medicina de Harvard, autor de um ensaio - que é simultaneamente um desafio de sete dias - sobre felicidade, criado em colaboração com o The New York Times. O desafio do segundo dia é, precisamente, fazer uma chamada telefónica para um ente querido, com a duração exata de 8 minutos: não mais, não menos. 

Porquê este período de tempo específico? Porque será o tempo suficiente para interagir e verificar se está tudo bem com a outra pessoa, sem perturbar o dia, mas mostrando que se interessa por ela, e mantendo-o ligado às pessoas de quem gosta, sem fazê-las sentir-se esquecidas. Claudia Glaser-Mussen, uma psicoterapeuta entrevistada pelo diário, afirma que "ouvir o som da voz de um ente querido ajuda a regular as nossas emoções".

Num artigo em que expõe o desafio, o diário americano recorda um estudo de 2021, que mostrou que um participante que recebia uma breve chamada telefónica várias vezes por semana tinha maior redução da depressão, solidão e ansiedade do que alguém que não recebia nenhuma. 

Por outro lado, procrastinar uma chamada telefónica a um amigo próximo ou familiar em quem temos andado a pensar, não é bom para a saúde. Arrastar o telefonema só causa entropia. Para tornar esta prática regular e infalível, o professor de psiquiatria, que também escreveu o livro The Good Life, sugere os seguintes passos: "Pense numa pessoa de quem sente falta, com quem gostaria de estar em contacto mais frequentemente. Depois, envie-lhe uma mensagem de texto a perguntar se gostaria de falar connosco durante oito minutos; idealmente, hoje ou dentro de uma semana", incentiva o médico.

View this post on Instagram

A post shared by NYT Well (@nyt_well)

Saiba mais
Mundo, Discussão, Familiar, Tempo Médio, Estudo, stress
Leia também
As Mais Lidas