Celebridades

O que diz a polémica (e não autorizada) biografia de Melania Trump

Em The Art of Her Deal: The Untold Story of Melania Trump, a jornalista Mary Jordan pode estar próxima da verdade sobre a verdadeira relação entre o presidente e a primeira-dama.
Por Rita Silva Avelar, 16.06.2020

Muito se tem especulado acerca da primeira-dama norte-americana desde que Donald Trump tomou posse como Presidente dos EUA, no início de 2016. Sempre que Melania Trump surge em público, esta mostra-se, salvo raras excepções, de semblante carregado, sério, e até algo coagida. Impecavelmente vestida, cumpridora do protocolo, o rosto de Melania é quase sempre inexpressivo. O seu silêncio quanto às posições e declarações polémicas do marido revela-se, assim, comprometedor e enigmático. Quem é, afinal, Melania Trump?

Algumas respostas a essa pergunta são dadas pela jornalista Mary Jordan, jornalista correspondente do The Washington Post premiada com um Pulitzer, no livro The Art of Her Deal: The Untold Story of Melania Trump. Além de revelar detalhes sobre o acordo pré-nupcial com Trump, esta jornalista revela detalhes sobre a relação com Ivanka, sua enteada. "Entre outras propostas, Ivanka sugeriu que se renomeasse o 'Gabinete da Primeira Dama' para 'Gabinete da Primeira Família'", escreve Jordan, num excerto do livro publicado no The Washington Post. "A Melania não permitiu que isso acontecesse. Era tradição, e ela não ia deixar a sua enteada mudá-la". Depois de o pai ter nomeado Ivanka como sua conselheira, esta utilizou as regalias da Casa Branca à sua vontade, adianta um artigo da Vanity Fair, sobre o livro. Melania pôs fim a isso quando finalmente chegou. Ela fechou a "porta giratória" à primeira filha [de Trump] com "limites firmes" assegura Jordan. Segundo o livro, Melania refere-se a Ivanka como "The Princess" e a enteada, quando era mais pequena, referia-se a Melania como "The Portrait" precisamente por esta não falar muito.

Segundo adianta o The New York Times, num artigo sobre a publicação desta biografia, a autora revela que Melania não manteve amizades ao longo da vida. Nascida na antiga Jugoslávia, Melania não tinha amigos nem durante a sua carreira como modelo, nem mais tarde, quando casou com Trump, já que nem tinha damas de honor no casamento. Salvo raras excepções, recusa-se a falar sobre o passado, e está sempre pronta para as câmaras."Eu nem sei se ela vai à casa de banho" revelou uma fonte próxima à autora, sobre a postura rígida a que Melania se auto submete.

Outra das revelações chega por parte de uma ex-colega de casa em Nova Iorque, que afirma que Melania regressou de umas férias de Natal à Europa, em 1997, mais atraente, respondendo à especulação sobre o facto de Melania recorrer ou não à cirurgia plástica com regularidade. A mesma colega de casa afirma que Melania gostava de ver a série Friends, comia sete frutas e vegetais por dia, não bebia álcool e caminhava com pesos nos tornozelos para se manter tonificada.

Sobre a complexidade em escrever sobre Melania, a autora revela: "Em três décadas como correspondente a trabalhar em todo o mundo, escrevi muitas vezes sobre os reclusos, incluindo o chefe de um cartel de droga mexicano e uma princesa japonesa, mas nada em comparação com a tentativa de compreender Melania." A autora revela, ainda, que a maior parte das pessoas que serviram de fontes de informação para esta biografia não quiseram ser identificadas.  

Em dezembro de 2019, o livro Free Melania: the Unauthorized Biography, da correspondente da CNN Kate Bennett, já tinha confirmado os rumores de que a primeira dama não só tinha o seu próprio quarto, como ocupava um andar inteiro da Casa Branca, completamente à parte do marido. De acordo com a Business Insider, inicialmente, a primeira-dama ficou na penthouse da família em Nova Iorque com o filho Barron, enquanto este terminava o ano lectivo. Em junho de 2017, finalmente mudaram-se para a Casa Branca, mas nem por isso o mundo ficou a saber como seria a vida conjugal de Melania e Trump. O livro em questão, refere que o presidente dorme no quarto principal do segundo andar da Casa Branca enquanto a primeira dama fica no terceiro andar, num espaço de dois quartos anteriormente ocupado pela mãe de Michelle Obama, Marian Robinson.

Segundo o artigo Trump’s Odds of Winning Reelection Are Higher Than You Think, publicado na revista Intelligencer do The New York Times, Donald Trump poderá ter, de facto, fortes possibilidades de voltar a vencer as eleições à presidência.

Tags: casa branca melania trump donald trump mary jordan the washington post ivanka intelligencer do the new york times nova iorque biografia biografia de melania
Partilhar
Ver comentários
Últimas notícias
Vídeos recomendados
1 Comentários
Anónimo Apenas algumas semanas atrás, vi um comentário sobre o Dr.Azaka Solution Temple, alguém falando sobre como ele a ajudou em seu relacionamento. Também o contatei porque estava enfrentando o mesmo problema no meu relacionamento. Hoje, posso recomendar corajosamente o Dr.Azaka Solution. Temple para alguém que também está enfrentando um rompimento em seu relacionamento para entrar em contato com ele hoje para obter ajuda, porque ele me ajudou a restaurar meu relacionamento de volta ao normal. Aqui estão os detalhes de contato: Azakaspelltemple4@gmail.com ou whatsapp ele +1(315)316-1521, obrigado senhor Deus os abençoe.
Há 3 semanas
Subscrever newsletter Receba diariamente no seu email as notícias que selecionamos para si!