Beleza / Tendências

Dove apela ao fim da beleza manipulada

A marca inglesa apelou a agências influenciadores nacionais a uma maior autenticidade no que toca às fotografias publicadas online, como forma de combater a “beleza manipulada”.

Foto: Dove
29 de junho de 2021 | Fabiana Ramos

Com o lançamento da campanha, ‘Reverse Selfie’, o objetivo da Dove é demonstrar como a manipulação digital de fotografias fragiliza a auto-estima dos jovens. Assim, a Dove dirige-se às agências influenciadoras com o intuito de demonstrar o papel importante que estas agências têm para representar a beleza real, em vez da manipulada.

A campanha partiu do estudo estudo ‘Detoxify Beauty’, conduzido pela marca em mais de 10 países, incluindo Portugal, demonstra que 62% das raparigas entre os 10 e 17 anos gostaria que as redes sociais retractassem a beleza real. Para além disto, demonstra também que, destas, quase dois terços afirma que se a beleza real fosse representada nas redes sociais a confiança das mesmas aumentaria. Por outro lado, 30% das raparigas com baixa auto-estima afirma que após ver fotografias de figuras públicas na internet se sentem menos bonitas.

Neste contexto, a Dove fez circular uma carta aberta entre as agências de marketing de influenciadores do país, na esperança de chegar aos próprios influenciadores. Esta carta baseia-se no testemunho de uma jovem de 16 anos, Érica Cunha, que participou no "Programa pela Auto-estima" da Dove.

Leia também
Saiba mais Reverse Selfie, Dove, beleza manipulada, beleza real, autoestima, jovens, body image, estatísticas
Mais Lidas