Atual

O regresso de Paula Rego a Serralves

Mais de 30 anos depois da sua primeira exposição na Casa de Serralves, uma das maiores pintoras portuguesas do nosso tempo regressa com uma exposição monográfica.

30 de outubro de 2019 Vitória Amaral

A exposição "Paula Rego. O Grito da Imaginação", que inaugurou no passado dia 25 de outubro, encontra-se Casa de Serralves e reúne trabalhos representativos de vários períodos da obra da artista, responsável pela definição de um novo paradigma na pintura portuguesa contemporânea. A exposição reune trabalhos representativos de vários períodos da sua herança, integrando obras como "Pendle Witches" (1996) e "Shakespeare’s Room" (2006) do espólio da Casa das Histórias Paula Rego (propriedade da Câmara municipal de Cascais), num total de 35 peças.

O foco desta iniciativa incide sobre a capacidade da arte revelar universos onde a surpresa se baseia nos anseios fundamentais da sociedade contemporânea, o papel da mulher nesse universo e a capacidade em questionar o quotidiano numa realidade social distorcida.

Esta é a terceira exposição da Casa dedicada a Paula Rego depois das mostras de 1988 e 2004. A artista dá vida à memória e à crítica dos tempos que marcaram as suas obras através da hibridação de diferentes universos, numa união entre a arte erudita e popular, quotidiano e excecionalidade entre histórias recolhidas e ficções elaboradas.

Uma parte do piso térreo será dedicada ao seu trabalho desde a década de 90, em que os protagonistas são quase sempre humanos, sobretudo as várias facetas da mulher, podendo assumir características de outros seres vivos. Todo o andar superior terá trabalhos da década de 80, como é o caso da pintura "Quatro meninas a brincar com o cão". Nesta época Rego dedica-se à pintura em acrílico e guache, aproximando-se da banda desenhada e da literatura infantil (explora as fábulas de Esopo, La Fontaine ou Lewis Carrol), com uma representação mais naturalista da figura humana, animal e vegetal.

A exposição é organizada pela Fundação de Serralves (Museu de Arte Contemporânea) e comissariada por Marta Almeida.

"Possesion", Paula Rego, 2004
1 de 3 / paula-rego-possessão "Possesion", Paula Rego, 2004
"The Vivian Girls on the Farm", Paula Rego, 1984
2 de 3 "The Vivian Girls on the Farm", Paula Rego, 1984
"Girl Lifting up her Skirt to a Dog", Paula Rego, 1986
3 de 3 / Paula-Rego-Girl-lifting-her-skirt-to-a-dog "Girl Lifting up her Skirt to a Dog", Paula Rego, 1986
Saiba mais
Paula Rego, Serralves, exposição, O Grito da Imaginação, pintura, artista, portuguesa
Leia também

LisbonWeek invade o bairro da Ajuda!

A quinta edição da LisbonWeek arranca este fim de semana no bairro da Ajuda. Falámos com a fundadora, Xana Nunes, para saber como funciona este projeto e o que esperar das iniciativas culturais deste ano, entre os dias 26 de outubro e 3 de novembro.

Paula Rego, a derradeira storyteller

O Museu Picasso de Málaga apresenta Paula Rego, retrospetiva que celebra a extraordinária vida e obra da pintora portuguesa de 87 anos que revolucionou a forma como a mulher é representada na arte.

As Mais Lidas