Atual

Combater a solidão em tempos de pandemia

Sabe de alguém que vá passar o Natal sozinho? Há uma forma de contrariar essa realidade, embora virtual. Descubra como juntar-se a esta iniciativa e fazer companhia a quem mais precisa nos dias 24 e 25 de dezembro.

A carregar o vídeo ...
18 de dezembro de 2020 | Rita Silva Avelar

A magia dos pequenos gestos ganha uma importância redobrada no Natal. E num ano atípico, em que os que já estavam sós ficaram mais sós, e muitas das famílias vão evitar deslocações, a solidão torna-se maior. O movimento "Voz Solidária: neste Natal, ligue a quem mais precisa" vem, assim, apelar ao espírito solidário de todos os portugueses e combater essa solidão. 

Basta ir ao site, registar-se ou registar alguém para receber uma chamada de um voluntário nos dias 24 e 25 de dezembro. A iniciativa solidária nasce às mãos da CASES (Cooperativa António Sérgio para a Economia Social) e da Fidelidade, com o intuito de incentivar os portugueses a serem voluntários e a fazerem companhia a quem mais precisa neste Natal.

Segundo Carla Ventura, vice-presidente da CASES, "este ano, o Natal vai ser diferente. Por isso, quisemos apelar ao espírito solidário dos portugueses e criar esta campanha, para que ninguém fique sem uma voz amiga. São pequenos gestos como este que podem fazer a diferença". Para Joana Queiroz Ribeiro, diretora de Pessoas da Fidelidade, "os desafios da longevidade da população, da prevenção na saúde e da inclusão social da população idosa são eixos estratégicos para a atuação da empresa, que procura, através de programas como o movimento Voz Solidária ter um papel ativo na comunidade e junto da população que mais necessita."

Se quiser ser voluntário, basta ligar para o número 962 171 780 e oferecer a sua voz amiga àqueles que mais precisam. 

Leia também
Saiba mais Voz Solidária, Pessoas da Fidelidade, CASES, Solidariedade, Pandemia, Solidão, Portugueses solidários, Companhia no Natal
Mais Lidas