Atual

Burnout é uma doença, segundo a Organização Mundial da Saúde

A OMS já classificou oficialmente o burnout – síndrome de esgotamento profissional – como doença.

Burnout  é uma doença, segundo a Organização Mundial da Saúde
Burnout é uma doença, segundo a Organização Mundial da Saúde Foto: Pexels
28 de maio de 2019 | Ana Rita Paiva

A aprovação aconteceu no último sábado, 25, durante a assembleia da OMS em Genebra, com esta síndrome a ser incluída na 11.ª revisão da Classificação Internacional de Doenças (CID).

A nova classificação do burnout, que se define como o esgotamento físico e mental causado pelo exercício de uma atividade profissional, entra em vigor a partir de 1 de janeiro de 2022, e tem como ponto de partida as conclusões de peritos de saúde de todo o mundo.

"A lista CID-11 foi actualizada para o século XXI e reflete os avanços críticos na ciência e na medicina", lê-se num comunicado da OMS. Nesta lista, reconhecem-se ainda os "distúrbios com videojogos" .

No mesmo comunidado da OMS destaca-se que "o burnout refere-se especificamente a fenómenos no contexto profissional e não deve ser aplicado para descrever experiências noutras áreas da vida."

Leia também

Esta doença pode distinguir-se em três dimensões: sensações de esgotamento de energia ou exaustão; aumento da distância mental do emprego ou sentimentos de negativismo relativamente ao emprego; e uma redução da eficácia profissional.

Leia também
Saiba mais OMS, Classificação Internacional de Doenças; burnout; doenças, Comportamento
Mais Lidas