Prazeres

A massagem a quatro mãos que é o melhor antídoto para as festas

Nesta época que é quase sempre de excessos, vale a pena passar um dia no Martinhal Cascais, onde tudo é pensado para nos fazer regressar à nossa base.

13 de dezembro de 2019 | Rosário Mello e Castro

Há poucos lugares capazes de pensar as férias em família com esta harmonia. No Martinhal Cascais, tal como nos outros hotéis com o mesmo nome, tudo é pensado para que o descanso seja absoluto, do contacto constante com a Natureza à alimentação equilibrada, sem exageros e sempre com possibilidade de prevaricar. Por isso, nada melhor do que entrar numa espécie de oásis de calma que é este hotel na Quinta da Marinha, suficientemente perto da cidade para aqui se chegar num instante e tão isolado para nos esquecermos de que esta existe.

É com o peso da semana no corpo e na alma que chegamos ao Finisterra Spa, um dos segredos mais bem guardados do hotel, que recebe hóspedes, mas também clientes vindos de fora. Só a descrição é tentadora: uma massagem sincronizada a quatro mãos para equilibrar o fluxo de energia e os chakras. Na prática, é entrar com o stress de 2019 acumulado e sair com a leveza de quinze dias de férias numa ilha deserta. "Não é apenas uma massagem, mas sim um tratamento que reequilibra todo o corpo," avança Sibéria, uma das terapeutas que nos recebe. Escolhemos a Abhyanga Sweda, que começa pelos dois extremos do corpo, a cabeça e os pés: a primeira é massajada com delicadeza enquanto os segundos são lavados com água de rosas. Aqui, seguem-se os preceitos do Ayurveda, uma prática com milhares de anos que se foca em encontrar o bem-estar através do interior. Por isso, a massagem que se segue faz precisamente esse trabalho, activando zonas-chave do organismo numa dança de movimentos constante e precisa e com um óleo de sésamo que é especialmente relaxante. "Como é feita a quatro mãos em vez de se massajar um lado de cada vez, trabalha-se tudo ao mesmo tempo e em sintonia, " explica-nos ainda a terapeuta. O que, naturalmente, faz toda a diferença, tanto na sensação imediata como nos dias seguintes, em que dormimos e recuperamos aquele capacidade de nos focar-nos no que é mais importante. Para o detox ser total, vale ainda a pena passar pela sauna ou banho turco, mesmo ao pé da piscina interior cheia de luz.   

A tarde continua no M Bar, onde a cozinha mistura habilmente influências de diferentes partes do mundo, de Portugal à Índia, e existem opções à medida de quase todos os paladares e regimes alimentares, dos mais saudáveis aos vegetarianos. Virado para o hotel e com diferentes espaços para os mais pequenos, incluindo o Kids Club, tanto acomoda uma festa de anos, como uma tarde em família, ou um almoço calmo pós-massagem. Com um menu e bar disponíveis todo o dia, consegue agradar a todos com as pizzas, hambúrgueres e saladas. No nosso caso, começamos por um levíssimo carpaccio de polvo que é cítrico na dose certa, fresco e perfeito para receber o sol de inverno, seguido de uma deliciosa salada de quinoa, lentilhas e legumes perfeita para recuperar energias. Mas também poderíamos ter provado uma das especialidades de caril, cujo cheio chega da mesa ao lado. O caminho de volta para Lisboa faz-se lentamente, sempre com o Tejo ao lado a lembrar-nos que a Natureza está sempre por perto.  

O quê? Martinhal Lisbon Cascais Family Resort Hotel Onde? Quinta da Marinha, Rua do Clube, Cascais Reservas: 218 50 77 88

 

 

1 de 5
Foto: D.R
2 de 5
Foto: D.R
3 de 5
Foto: D.R
4 de 5
Foto: D.R
5 de 5
Saiba mais Martinhal, Cascais, Natureza, turismo, Spa Finisterra, MBar, Família, Viagens&Gourmet
Relacionadas

Trufas, o pequeno grande luxo da gastronomia

Já é tradição. Todos os anos, por esta altura, o chef Tanka Sapkota cria uma ementa elaborada em torno da trufa branca de Alba. Afinal, porque é que a trufa é um ingrediente tão especial?

Mais Lidas
Realeza As amantes da vida de Juan Carlos

Num momento de especulação sobre o seu paradeiro, e após informar a casa real espanhola do seu afastamento, voltam a surgir as histórias da vida de um rei que nunca gostou de ser discreto.