Prazeres

7 lugares para sonhar...

Não acredita? É bem possível que se renda a tal visão sonhadora ao ficar nestes pequenos refúgios de arquitetura peculiar, perdidos nos lugares mais remotos do Mundo.

27 de dezembro de 2016

Ecocamp Patagónia, Chile

Situado no coração do Parque Nacional Torres del Paine, no extremo sul da cordilheira dos Andes, partilha a paisagem com florestas, glaciares, lagos, rios e fiordes. E, provando mais uma vez que o Chile está fortemente empenhado em respeitar e preservar o ambiente, orgulha-se de ser o primeiro alojamento totalmente sustentável da região, acomodando os hóspedes em confortáveis cúpulas geodésicas, cujo design é inspirado nas tradicionais habitações da antiga tribo Kawesqar. Os animais selvagens, como o puma andino, já mostraram que não se sentem incomodados pela sua presença, passeando-se tranquilamente perto do acampamento. É possível escolher entre diversos tamanhos de domos, mas há dois que se destacam: os comunitários, para tomar o pequeno-almoço com os companheiros de viagem, e um dedicado ao ensino e à prática de yoga. Depois, é seguir para uma caminhada ou safari guiados. Os preços dependem do programa escolhido, mas uma estadia de três noites com exploração de glaciares pode custar €1241. Não deixe de visitar o Ecocamp.

Morerava Cabañas, Chile
A Ilha da Páscoa é uma das mais isoladas do mundo, mas isso não nos impede de ficar num alojamento de sonho antes de visitar as famosas estátuas moai. O frágil ecossistema do local obrigou, no entanto, a alguns cuidados na construção destas quatro cabanas de madeira, que foram pré-fabricadas no continente, enviadas através do Pacífico e instaladas no local sobre palafitas, de modo a parecer que pairam acima do solo. Outra das suas características é incluírem um sistema de recolha de água da chuva, aquecida depois por painéis solares. Tudo para minimizar qualquer dano ambiental, sem abdicar do luxo e do conforto. Com 60 metros quadrados interiores cada e mais 17 no terraço, onde se penduram as camas de rede, têm espaço suficiente para seis pessoas, que, à chegada, serão recebidas pela anfitriã Marcela. Tarifas a partir de €128 (cabanas com duas pessoas). Divirta-se na Morerava Cabañas.

The Black Shed, Escócia
Talvez para não ficar completamente perdida no meio do nada, foi construída dentro de um terreno agrícola na Ilha de Skye, onde moram galinhas, ovelhas, o cão Flock e um pato chamado Mr. Duck. Destaca-se da restante casa porque, tal como o seu nome indica, é preta (por fora). A cultura e as tradições da ilha foram tidas em conta pela equipa de arquitetos Rural Design, que usou madeira para as paredes e lã de ovelha para o isolamento. Nos quartos há cortinas Harris Tweed, cobertores feitos localmente, peças de cerâmica e arte, mas a modernidade também salta à vista, através do piso de cimento aquecido e de uma cozinha em aço inoxidável. Feita para os designers Tim Davies e Blair Hunter Davies, acomoda duas pessoas, a quem é dada oportunidade de provar os produtos da horta, enquanto observam o lago Dunvegan, mesmo em frente. Tarifas a partir de €633 por semana. Vai perder a oportunidade de estar neste maravilhoso paraíso?

Ufogel, Áustria
Há um objeto estranho plantado ao lado de antigas quintas na vila de Nussdorf, perto de Linz. Os donos acharam que se assemelhava a uma mistura entre um pássaro (Vogel em alemão) e um UFO (Ovni), daí o nome Ufogel. A pedido da família Pitterl, o arquiteto Peter Jungmann criou uma estrutura assimétrica praticamente toda em madeira, elevada por pés de metal, que oferece uma sensação de proteção, mas também de abertura devido à janela panorâmica virada para as montanhas. Tem apenas 45 metros quadrados, mas o espaço foi bem aproveitado: a cozinha (com uma mesa para oito pessoas) encontra-se no piso térreo, a meio há uma área lounge e no topo, debaixo do teto abobadado, fica o quarto onde dormem até quatro pessoas. No inverno, a cabana cobre-se de neve, mas o piso aquecido e o ar condicionado ajudam a combater o frio. Tarifas a partir de €120 (mínimo de 3 noites). 



Hardanger Retreat, Noruega
Em 2003, os jovens arquitetos Todd Saunders e Tommie Wilhelmsen foram à procura de um local onde pudessem construir sem compromissos uma estrutura experimental, de acordo com a sua visão e respeitando a paisagem circundante. Optaram assim pelo caminho contrário: só depois iriam apresentar e propor o projeto aos clientes. Encontraram um espaço perto de Bergen, em Hardanger, à beira de um dos mais imponentes fiordes da Noruega. Bem enquadrado na Natureza, tem apenas uma divisão de 15 metros quadrados feita de vidro e madeira, assente num largo deck. Sem eletricidade ou ligação à rede, usa o gás natural como único recurso para cozinhar e para o aquecimento. Foi pensado para ser utilizado principalmente no verão, quando há muito poucas horas de escuridão, e por isso não foram instaladas luzes; usam-se velas se for necessária iluminação.

Shobac Cottages, Canadá
Há quase 30 anos, o arquiteto Brian McKay-Lyons e a mulher passeavam de carro a um domingo na costa sul da Nova Escócia (Canadá), quando se depararam com algumas ruínas de quintas e celeiros do século XVII. Estava, como lhe chama, no "fim do mundo" (por se tratar da ponta de uma península), mas decidiu limpar e cultivar as terras com as próprias mãos, edificando ali quatro cabanas de dois andares, entre outros projetos arquitetónicos. Apesar do seu estilo contemporâneo, estão cobertas por telhas de cedro numa homenagem às tradições da construção local e foram pensadas para se parecerem com barcos, dada a proximidade com o mar. Aliás, é precisamente para apreciar essa incrível vista que Hirtles, Gaff, LaHave e Mosher (assim se chamam) incluem grandes janelas e decks nos dois pisos. Tarifas a partir de €1023 (por semana). Não se arrependa, visite tudo aqui!

Kelo-Glass Igloo, Finlândia 
Embora menos isolado que os outros, já que se insere num resort, não deixa de gozar de uma localização privilegiada, não fosse este um dos melhores lugares do mundo para ver as auroras boreais. Até Ralph Lauren percebeu isso quando escolheu o Kakslauttanen para as sessões de fotos da sua coleção de outono de 2015. Ficaram reconhecidos mundialmente pelos seus iglôs de vidro, onde se pode adormecer a olhar o céu, mas decidiram ter o melhor de dois mundos, ao juntar esse mesmo conceito com os tradicionais chalés de montanha, neste caso construídos com pinheiro Kelo, exclusivo da Lapónia. São 16, com capacidade para até seis pessoas cada e têm sauna privada, lareira e kitchenette. Na estação fria, há muito para fazer: visita à casa do Pai Natal, passeios de rena, trenó e mota de neve, esqui e snowboard. Tarifas a partir de €446.

*Por Mafalda Sequeira Braga, origanalmente publicado na revista Máxima, edição nº338

EcoCamp Patagónia, Chile
1 de 13 / EcoCamp Patagónia, Chile EcoCamp Patagónia, Chile
Morerava Cabañas, Chile
2 de 13 / Morerava Cabañas, Chile Morerava Cabañas, Chile
The Black Shed, Escócia
3 de 13 / The Black Shed, Escócia The Black Shed, Escócia
The Black Shed, Escócia
4 de 13 / The Black Shed, Escócia The Black Shed, Escócia
Ufogel, Áustria
5 de 13 / Ufogel, Áustria Ufogel, Áustria
Ufogel, Áustria
6 de 13 / Ufogel, Áustria Ufogel, Áustria
Ufogel, Áustria
7 de 13 / Ufogel, Áustria Ufogel, Áustria
Hardanger Retreat, Noruega
8 de 13 / Hardanger Retreat, Noruega Hardanger Retreat, Noruega
Hardanger Retreat, Noruega
9 de 13 / Hardanger Retreat, Noruega Hardanger Retreat, Noruega
Shobac Cottages, Canadá
10 de 13 / Shobac Cottages, Canadá Shobac Cottages, Canadá
Shobac Cottages, Canadá
11 de 13 / Shobac Cottages, Canadá Shobac Cottages, Canadá
Kelo-Glass Igloo, Finlândia
12 de 13 / Kelo-Glass Igloo, Finlândia Kelo-Glass Igloo, Finlândia
Kelo-Glass Igloo, Finlândia
13 de 13 / Kelo-Glass Igloo, Finlândia Kelo-Glass Igloo, Finlândia
Saiba mais Lugares, Sossego, Férias, Descanso, Paraíso, Viagens&Gourmet
Mais Lidas